FAMA 2018: a água tem direitos e é bem comum, artigo de Gilvander Moreira

FAMA 2018: a água tem direitos e é bem comum Gilvander Moreira1     [EcoDebate] Em Brasília, de 17 a 22 de março de 2018, aconteceu o Fórum Alternativo Mundial da Água (FAMA) como contraponto ao fórum das corporações – Fórum Mundial da Água. O FAMA teve a participação de sete mil militantes defensoras/es da irmã água, de 35 países, de todos os continentes, articulados em 450 organizações nacionais e internacionais. Nas oficinas, rodas

Uso da água cresceu seis vezes no último século; duas vezes mais rápido do que população mundial

  ONU Segundo diretor-geral da FAO, dois-terços dos habitantes do planeta vivem sob escassez severa de água em alguns períodos do ano; conferência em Brasília debate falta d’água como fator para migração.     O uso global da água aumentou seis vezes no último século, o dobro do índice de crescimento populacional. Estes dados foram apresentados pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, nesta terça-feira. A mensagem do diretor-geral da agência foi transmitida

Fórum Alternativo Mundial da Água – FAMA 2018: Água é direito, não mercadoria

  Por Guilherme Weimann*, na Carta Capital / FAMA 2018 Há um embate em curso no planeta entre a mercantilização dos recursos hídricos e a garantia de seu uso público e universal Neste momento, de crise do capitalismo, a água está no centro de uma grande disputa mundial. De um lado, temos uma estratégia de apropriação desse recurso por grandes corporações em benefício próprio. Do outro, encontram-se os povos de todos os continentes

FAO alerta que a escassez de água e as secas recorrentes podem gerar migrações em diversos países

  Da Agência Brasil* Estudos da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO) mostram que a escassez de água e as secas recorrentes podem gerar fluxos migratórios. O estresse hídrico e a redução da produção agrícola estão levando a movimentos populacionais em diversos países, já que as populações saem em busca de melhores condições de vida. Um exemplo é a Somália, com 2,7 milhões de pessoas vivendo em situação de emergência,

Unesco destaca que 90% da população depende de recursos hídricos transfronteiriços

    ABr Diferentes discursos de representantes e chefes de Estado e autoridades ligadas a organismos internacionais chamaram a atenção, na abertura do 8º Fórum Mundial da Água, para a relação entre a falta de acesso à água e problemas como fome e de conflitos regionais. Em seu discurso, a diretora-geral da Unesco, Audrey Azoulay, reiterou o compromisso da ONU em trabalhar com os pequenos países em desenvolvimento para proteger seus lençóis freáticos. Ela

PGR defende que água seja oficializada como direito humano fundamental

  Raquel Dodge falou sobre proposta em palestra a universitários de Brasília; medida deve ser apresentada no 8º Fórum Mundial da Água Foto: Leonardo Prado/Secom/PGR Em palestra a estudantes universitários, realizada na manhã de quarta-feira (14), a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, defendeu a inclusão da água como direito humano fundamental no ordenamento jurídico nacional. Ela adiantou que essa proposta será apresentada, na próxima semana, durante o 8º Fórum Mundial da Água, no

Videocast: Pesquisador da Fiocruz Pernambuco, André Costa comenta a ameaça de privatização da água

  Pesquisador da Fiocruz Pernambuco, André Costa comenta a ameaça de privatização da água e os desafios para o cumprimento do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 6 da Agenda 2030. Meta da ONU é alcançar o acesso universal e equitativo à água potável e segura para todos até 2030. Água para todos amanhã Em 2018, o Brasil recebe o 8º Fórum Mundial da Água, que pretende debater temas críticos relacionados à água em todas as

Mulheres são as principais responsáveis por levar água para as famílias, mas ainda têm pouco espaço na gestão dos recursos hídricos no país

  EBC A equidade entre homens e mulheres é um desafio em praticamente todos os espaços da sociedade. E na discussão e no acesso à água não é exceção. Tradicionalmente, são as meninas e mulheres que buscam a água a longas distâncias, com a lata na cabeça onde a seca e o sol escaldante castigam. Cabe a elas lavar a roupa no rio, lavar as louças, lavar o corpo dos filhos e garantir

Encontro discute segurança alimentar, produção de base agroecológica e convivência com o semiárido

    O coordenador nacional da Articulação Semiárido Brasileiro (ASA), Naidison Quintella, afirmou ontem (6) que o Programa Nacional de Apoio à Captação de Água de Chuva e outras Tecnologias Sociais (Programa Cisternas), financiado pelo governo federal desde 2003, teve seu orçamento reduzido em cerca de R$ 475 milhões nos últimos anos. Segundo ele, a iniciativa, que tinha um aporte de aproximadamente R$ 500 milhões em 2015 e dispõe, atualmente, de um orçamento

Fórum Alternativo Mundial da Água debaterá a água como um bem natural, que não pode ser mercantilizada

  ABr De 19 a 22 de março, ocorrerá em Brasília, no Pavilhão de Exposições do Parque da Cidade, o Fórum Alternativo Mundial da Água (FAMA). O evento vai debater temas como o controle social das fontes de água, o acesso democrático à água, a luta contra as privatizações dos mananciais e barragens, a defesa dos povos atingidos, os serviços públicos de água e saneamento e as políticas públicas necessárias para o

Usos da água e desigualdade na oferta precisam ser discutidos, diz especialista

  ABr   Especialista em recursos hídricos e sustentabilidade, a arquiteta e urbanista Marussia Whately coordena desde 2014 a articulação Aliança pelas Águas, iniciativa criada durante a crise de abastecimento de água em São Paulo. A rede reúne mais de 70 organizações da sociedade civil. A especialista participará, entre os dias 18 e 23 de março, em Brasília, do 8º Fórum Mundial da Água, evento organizado pelo Conselho Mundial da Água. Em entrevista à Agência Brasil,

Indústria da seca aflige a população nordestina e irriga os bolsos dos empreiteiros

  Indústria da seca aflige a população nordestina e irriga os bolsos dos empreiteiros. Entrevista especial com João Abner Guimarães Júnior IHU Pelo sétimo ano consecutivo a estiagem no Nordeste dá as caras. Apesar de o período de chuvas ter iniciado regionalmente na última semana, durante o carnaval, os volumes de precipitação ainda são insuficientes. De acordo com o professor e pesquisador João Abner Guimarães Júnior, em entrevista por telefone à IHU On-Line, a barragem Armando Ribeiro Gonçalves, no Rio Grande

Top