nº 2.513, 2016 [21 e 22/04/2016]

    A lenta transição demográfica da África Subsaariana, artigo de José Eustáquio Diniz Alves Má gestão de água e desperdício de recursos hídricos, artigo de Roberto Naime Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza, Lei 9.985/2000, artigo de Antonio Silvio Hendges Dia Mundial da Terra 2016, artigo de Ivo Poletto Acordo de Paris será aberto para assinaturas; 55 países precisam ratificar Inpe registra aumento de 52% nas queimadas e incêndios florestais em 2016 Novo Código Florestal

A lenta transição demográfica da África Subsaariana, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] A transição demográfica é um dos fenômenos sociais de mudança de comportamento de massa mais importantes da história da humanidade. Desde o surgimento do Homo Sapiens, há cerca de 200 mil anos, as taxas de mortalidade sempre foram altas e para compensar os óbitos precoces, as taxas de fecundidade também tinham de ser altas. Segundo Angus Madison, por volta de 1800, a esperança de vida da população mundial estava

Má gestão de água e desperdício de recursos hídricos, artigo de Roberto Naime

água

    [EcoDebate] Que ocorrem má gestão de água e desperdício de recursos hídricos em geral, não existe mais a menor dúvida. E não é só por causa das perdas astronômicas na distribuição. Milhões de pessoas vivem em regiões em que os níveis dos reservatórios estão abaixo do normal e a quantidade de chuvas é menor que a média histórica. Ao longo de 2014, a seca levou 1.265 municípios de 13 estados do Nordeste

Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza, Lei 9.985/2000, artigo de Antonio Silvio Hendges

artigo

    [EcoDebate] As unidades de conservação da natureza brasileiras estão previstas na Constituição, artigo 225: “Todos tem direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações. § 1º Para assegurar a efetividade desse direito, incumbe ao Poder Público: I – “Preservar e

Dia Mundial da Terra 2016, artigo de Ivo Poletto

    [EcoDebate] Estamos chegando a mais um 22 de abril. Para nós, brasileiros e brasileiras, é data que relembra o descobrimento de nosso território por colonizadores europeus, e por isso o encobrimento de que a existência do Brasil significou a usurpação dos territórios de vida dos povos originários e da negação de suas formas de vida, suas culturas, línguas, religiões. O Brasil nasceu de práticas fundadas numa interpretação fundamentalista radical e

Acordo de Paris será aberto para assinaturas; 55 países precisam ratificar

    Nesta sexta-feira (22), a Organização das Nações Unidas (ONU) dará início ao processo de ratificação das metas assumidas por 195 países e pela União Europeia no Acordo de Paris, que visa combater os efeitos das mudanças climáticas e reduzir as emissões de gases de efeito estufa. O primeiro acordo global sobre clima foi aprovado durante a 21ª Conferência das Partes (COP21) da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, em

Inpe registra aumento de 52% nas queimadas e incêndios florestais em 2016

    Ação do homem e clima mais quente e seco explicam os números acima da média histórica. Mato Grosso apresenta situação mais crítica, o que indica novos desmatamentos e descontrole da fiscalização O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe/MCTI) já registrou 16.417 focos de queimadas e incêndios florestais no Brasil em 2016, o que representa um aumento de 52% em relação ao mesmo período do ano passado. A ação do homem e

Novo Código Florestal inviabiliza cumprimento de metas brasileiras, diz cientista

desmatamento

    Cientista defende lei que possa garantir, ao mesmo tempo, segurança alimentar e conservação da biodiversidade, em audiência pública no STF Com o novo Código Florestal (Lei 12.651/2012) o Brasil pode não cumprir acordos internacionais, como o de restaurar e reflorestar 12 milhões de hectares de florestas até 2030, e nem as Metas de Aichi. A análise é do professor titular da Universidade de São Paulo (USP), Jean Paul Metzger, um dos

Estudo da Marinha aponta alta concentração de quatro metais pesados no Rio Doce

  O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) divulgou, na quarta-feira (20), os resultados do estudo feito com a Marinha do Brasil sobre o impacto da lama de rejeitos que vazou no final do ano passado após o rompimento da barragem da mineradora Samarco, em Mariana (MG). A pesquisa levou em conta amostras colhidas na foz do Rio Doce e no litoral norte do Espírito Santo pelo navio

Justiça Federal suspende contratos de exploração da floresta nacional (flona) do Crepori, no Pará

notícia

    Suspensão será mantida até laudo sobre povos existentes na área A Justiça Federal suspendeu dois contratos que permitiam a exploração madeireira da floresta nacional (flona) do Crepori, no sudoeste do Pará. A suspensão será mantida até a elaboração de estudo antropológico que defina as características dos povos existentes na floresta. A decisão liminar (urgente) é do juiz federal em Itaituba, Paulo César Moy Anaisse, e foi publicada no dia 14 de abril.

Brasil pode produzir 10 bi de litros de etanol de segunda geração até 2025, diz ONU

  Por Diego Freire, Agência FAPESP     Para cumprir os compromissos firmados na 21ª Conferência das Partes da Convenção das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP 21), no último mês de dezembro, em Paris, o Brasil precisa diminuir suas emissões de gases de efeito estufa em 37% até 2025. Uma saída está em investimentos na ampliação de biocombustíveis derivados da cana-de-açúcar na matriz energética brasileira, como o etanol de segunda geração, diz relatório da

Top