nº 2.470, 2016 [15/02/2016]

    A água que nós bebemos, artigo de Montserrat Martins O oceano e a sustentabilidade, artigo de Laís Vitória Cunha de Aguiar Haiti, uma história mal contada, artigo de José de Castro Silva ABRAMPA denuncia consulta pública realizada pelo Ministério do Meio Ambiente em pleno carnaval Professores da UFJF relatam danos ambientais e humanos em expedição ao Rio Doce Justiça condena CSN a pagar R$ 13 milhões por não cumprir acordo

A água que nós bebemos, artigo de Montserrat Martins

água

    [EcoDebate] Um juiz federal liberou a Samarco de fornecer 2 litros de água diária a cada morador de Colatina, ES, foz do Rio Doce, dizendo que o rio já estaria “potável” 3 meses após a contaminação mineral. Essa empresa, a Vale e a BHP (as controladoras da Samarco) aceitaram acordo de indenização de 20 bilhões (seu lucro anual beirava os 3 bilhões) para recuperar a bacia do Rio Doce num

O oceano e a sustentabilidade, artigo de Laís Vitória Cunha de Aguiar

  Foto: NOAA   [EcoDebate] É duro o tempo em que alguém, ao invés de encontrar conchas na praia, encontra lixo. Ainda me lembro da época em que meu tio mergulhava e nos trazia caramujos do mar. Hoje em dia não há mais. O pior de tudo é saber que esse não é somente um problema local, e sim mundial. Segundo pesquisa da Associação Educacional do Mar de Woods Hole, cerca de oito milhões

Haiti, uma história mal contada, artigo de José de Castro Silva

    [EcoDebate] Quando estudamos, os livros e professores de geografia recontam que o Haiti é o país mais pobre das Américas e um dos mais miseráveis do mundo. Vezes por outra, vemos na televisão e nos jornais milhões de pessoas em condições sub-humanas, o que gera fome, violência e desordem civil. Alguns milhares deles já vieram para o Brasil em busca de uma vida melhor. Outros tantos se espalharam pela América

ABRAMPA denuncia consulta pública realizada pelo Ministério do Meio Ambiente em pleno carnaval

    A Associação Brasileira dos Membros do Ministério Público de Meio Ambiente, representando os membros do Ministério Público Brasileiro com atuação na defesa jurídica do meio ambiente, vem perante a sociedade brasileira, denunciar a nulidade da consulta pública realizada pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente – CONAMA sobre proposta de alteração das Resoluções sobre licenciamento e estudo prévio de impactos ambientais, por evidente contrariedade aos princípios gerais da Administração Ambiental, notadamente

Professores da UFJF relatam danos ambientais e humanos em expedição ao Rio Doce

  O rompimento da barragem de resíduos de minério da empresa Samarco/Vale/BHP, em Mariana, completou três meses na sexta-feira, 5. Com o objetivo de colaborar para a compreensão dos danos ambientais e do impacto da tragédia na população ribeirinha, ainda com pontos desconhecidos, pesquisadores das universidades federais de Juiz de Fora (UFJF) e de Minas Gerais (UFMG) publicaram o relatório de expedição realizada em 11 cidades afetadas pela lama de resíduos despejada no

Justiça condena CSN a pagar R$ 13 milhões por não cumprir acordo ambiental

    A Justiça do Rio condenou a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) a pagar R$ 13 milhões pelo descumprimento de Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) celebrado com o Instituto Estadual do Ambiente (INEA) e o Estado do Rio de Janeiro em 2010. A quantia garantia o cumprimento de medidas para o controle de efluentes líquidos, águas pluviais, emissões atmosféricas, riscos potenciais e ruídos na Usina Presidente Vargas, em Volta Redonda, a

Estado do Rio de Janeiro cria unidade de conservação em Resende em cumprimento a TAC

notícia

    A unidade de conservação favorece a recuperação e manutenção do ecossistema local Quase dois anos após a assinatura do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) entre o Ministério Público Federal (MPF) em Resende (RJ), o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), o Estado do Rio de Janeiro, o Instituto Estadual do Ambiente (Inea), a Companhia de Desenvolvimento Industrial do Estado do Rio de Janeiro (Codin) e a empresa

Substituição de espécie exótica por vegetação nativa pode evitar problemas ambientais em cursos d’água

  Por Ana Carolina Brunelli e Alícia Nascimento Aguiar, da Assessoria de Comunicação da Esalq No Brasil, é comum se deparar com o Pinus elliotti, espécie de pinheiro muito presente no Estado de São Paulo e no Sul do País, em áreas de reflorestamento. No entanto, a presença dessa árvore, principalmente próxima às zonas ripárias, que se integram ao curso d’água dos rios, pode provocar prejuízos ambientais. Na Escola Superior de Agricultura

Top