Portal EcoDebate: Índice da edição nº 1.232, de 03/12/2010

Estatísticas de acesso ao Portal EcoDebate, em novembro de 2010, com 870.613 acessos ou pageviews Percepção Ambiental, artigo de Roberto Naime Saiba Mais: Estudos e Relatórios de Impactos Ambientais - EIA/RIMA, artigo de Antonio Silvio Hendges Estresse e agressividade induzida por remédios e alimentos, artigo de Américo Canhoto Protegendo as águas, artigo de Aroldo Cangussu Aprovado o Macrozoneamento Ecológico-Econômico da Amazônia Legal Relatório do CDDPH considera que construção de hidrelétricas viola direitos humanos Construção de barragens: Legislação

Estatísticas de acesso ao Portal EcoDebate, em novembro de 2010, com 870.613 acessos ou pageviews

Relatório: EcoDebate Período reportado Mês Nov 2010 Total de Visitas 213.921 Total de Visitantes Únicos 166.180 Total de Páginas (Pageviews/Impressões) 870.613 (exclui tráfego não visto) Total de Hits 6.832.493 (exclui tráfego não visto) Total de Bytes Transferidos 75,03 GB (exclui tráfego não visto) Média diária de Visitas: 7.199,04 Média diária de Páginas: 29.563,72 (aumento de de 0,33% em relação a 2009) Gráfico: Média diária de Páginas (Impressões ou Pageviews) de 2010 x 2009 A série histórica das estatísticas, a contar de maio/2008, está disponível na

Percepção Ambiental, artigo de Roberto Naime

[EcoDebate] A espécie humana está constantemente agindo sobre os meios naturais (meio físico e meio biológico), com o objetivo de sanar suas necessidades. Todas as ações humanas tem esta motivação e interfere em nossa própria satisfação psicológica com o meio ambiente. Cada indivíduo percebe, reage e responde de forma diferenciada. As respostas e manifestações são resultantes das percepções de cada um, ou seja dos processos cognitivos, julgamentos e expectativas. Todas as manifestações

Saiba Mais: Estudos e Relatórios de Impactos Ambientais – EIA/RIMA, artigo de Antonio Silvio Hendges

[Ecodebate] O Estudo de Impacto Ambiental – EIA é um procedimento público que faz parte dos instrumentos da Política Nacional do Meio Ambiente (Lei 6.938/81, artigo 9º, III), deve ser efetuado por uma equipe multidisciplinar inscrita no Cadastro Técnico Federal de Atividades e Instrumentos de Defesa Ambiental, sem vínculo com o proponente do projeto e não pode ser realizado sob supervisão ou encomenda deste. O estudo de impacto ambiental realiza

Estresse e agressividade induzida por remédios e alimentos, artigo de Américo Canhoto

[EcoDebate] Claro que nossos comportamentos correspondem à nossa evolução espiritual; são diretamente proporcionais á salubridade do ambiente em que fomos criados e educados. Mas: Tanto em animais quanto em humanos a agressividade pode ser estimulada em laboratório e in vivo (mercado farmacológico, por exemplo) modificando-se a taxa metabólica de alguns neurotransmissores do sistema nervoso central, em especial, noradrenalina, serotonina e dopamina. Há uma sólida inter-relação entre estímulos externos e a fisiologia interna

Protegendo as águas, artigo de Aroldo Cangussu

[EcoDebate] Estou escrevendo de Fortaleza, a linda capital do Ceará, onde estou desde o dia 21, participando de um congresso de meio ambiente e recursos hídricos, denominado "Encontro Nacional de Comitês de Bacias Hidrográficas" com a participação de mais de 1.500 pessoas do Brasil inteiro. Aqui, represento a região do norte de Minas que está incluída na bacia do Rio São Francisco. Em um evento paralelo, faço parte de um grupo

Aprovado o Macrozoneamento Ecológico-Econômico da Amazônia Legal

Decreto foi publicado nesta quinta-feira, dia 2 de dezembro, no Diário Oficial da União Segundo o decreto, o Macrozoneamento Ecológico-Econômico da Amazônia Legal (MacroZEE) da Amazônia Legal será articulado com os processos e instrumentos de planejamento estaduais, em especial com os Zoneamentos Ecológicos Econômicos (ZEEs). O MacroZEE da Amazônia Legal estabelece dez unidades territoriais denominadas segundo estratégias principais de produção e de gestão ambiental. O texto foi pela Comissão Coordenadora do Zoneamento Ecológico

Relatório do CDDPH considera que construção de hidrelétricas viola direitos humanos

O Conselho de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana (CDDPH), ligado à Secretaria de Direitos Humanos (SDH) da Presidência da República, considera que 16 direitos humanos das populações atingidas por barragens foram “sistematicamente” violados na construção de hidrelétricas. Entre eles estão os direitos à informação e à participação, à plena reparação de perda, de ir e vir, de grupos vulneráveis à proteção especial, além dos direitos à educação, saúde, ao

Construção de barragens: Legislação ambiental foi distorcida e não mede impacto social, diz vice-procuradora

Os estudos de Impacto Ambiental e os relatórios de Impacto no Meio Ambiente, conhecidos pela sigla EIA-Rima, não medem corretamente os efeitos da construção das barragens. A avaliação é da vice-procuradora-geral da República, Deborah Duprat. Segundo ela, “foi se esquecendo [nos processos de licenciamento ambiental] do meio sociocultural”. Duprat assinala que entre as distorções, “a área de influência direta virou o local do empreendimento, quando se sabe que o impacto vai

Ministérios rebatem relatório sobre violação de direitos humanos na construção de barragens

A aprovação de relatório pelo Conselho de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana (CDDPH), ligado à Secretaria de Direitos Humanos (SDH) da Presidência da República, sobre violação de direitos humanos cometidas no planejamento e construção de barragens foi recebida com restrições pelos ministérios de Minas e Energia (MME) e do Meio Ambiente (MMA). O relatório traz anexadas as ressalvas do MME, que reclama da generalização do texto e nenhuma apuração. “Considera-se

MPF/PA processa Eletronorte por danos aos índios com a construção da hidrelétrica de Tucuruí

Impactos foram reconhecidos pela própria empresa em 2006, mas até agora não concretizou nenhuma das medidas de compensação necessárias O Ministério Público Federal em Marabá (PA) iniciou processo contra a Eletronorte para obrigar a empresa a compensar e mitigar os danos causados aos índios Assuriní com a construção da hidrelétrica de Tucuruí. A Terra Indígena Trocará, dos Assuriní, vem sofrendo desde então inúmeras invasões e outros impactos diretamente relacionado com a

Petrobras é condenada a pagar indenização milionária por dano ambiental em vazamento da REDUC

A Petrobras – Petróleo Brasileiro S/A foi condenada em Ação Civil Pública ajuizada pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, por intermédio da 1ª Promotoria de Tutela Coletiva de Duque de Caxias, pelo vazamento, em 2001, de resíduos poluidores da Refinaria de Duque de Caxias (REDUC). A indenização fixada pelo Juízo da 2ª Vara Cível de Caxias foi de R$ 6 milhões, que serão recolhidos para o Fundo

MPF pede que SDE investigue prática de cartel no mercado de energia solar

Empresas que dominam o mercado estariam influenciando sistema de etiquetagem do Inmetro O Ministério Público Federal pediu à Secretaria de Direito Econômico (SDE) que investigue denúncia de cartel praticado pelas empresas dominantes no mercado de aquecimento solar do Brasil. Segundo a denúncia, a Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento (Abrava), em parceria com o Instituto Nacional de Metrologia (Inmetro) estaria criando mecanismos que impediriam a expansão comercial da

Conjuntura da Semana. A nova classe média brasileira

A análise da conjuntura da semana é uma (re)leitura das ‘Notícias do Dia’ publicadas diariamente no sítio do IHU e da revista IHU On-Line. A análise é elaborada, em fina sintonia com o Instituto Humanitas Unisinos - IHU, pelos colegas do Centro de Pesquisa e Apoio aos Trabalhadores - CEPAT - com sede em Curitiba, PR, parceiro estratégico do Instituto Humanitas Unisinos - IHU. Índice: A emergência da nova classe

Consumismo e individualismo generalizados na sociedade brasileira, entrevista com Waldir Quadros

Na opinião do economista Waldir Quadros, “o surgimento de uma nova classe média no Brasil vem sendo associado ao vigoroso processo de redução da miséria e da pobreza que ocorre desde 2004, quando tem início a fase de crescimento econômico mais robusto”. Ele concedeu a entrevista que segue à IHU On-Line por e-mail, onde ilustra o padrão de vida da chamada baixa classe média, que

Perda progressiva da biodiversidade é ruim para o planeta, pior para o homem

Estudo publicado pela revista Nature mostra que a destruição da biodiversidade favorece a proliferação de agentes que transmitem doenças ao ser humano A perda progressiva da biodiversidade não faz mal apenas à saúde do planeta. O organismo humano também pode ser afetado pela extinção de plantas e animais, de acordo com artigo publicado na revista especializada Nature. Segundo os pesquisadores, financiados pela Fundação Nacional de Ciência e pelo Instituto Nacional de

Inclusão social e conservação ambiental, artigo de Wagner Costa Ribeiro

[Folha de S.Paulo] É preciso deixar claro que o desenvolvimento social não será conquistado à custa da manutenção de um sistema que destrói reservas naturais Passado o período eleitoral, chega o momento de avaliar as perspectivas do novo governo. Cerca de 20 milhões de eleitores consideraram as questões ambientais no primeiro turno, o que pode ser entendido como um recado à presidente eleita, Dilma Rousseff. Por isso, os temas socioambientais deveriam ter

Top