Portal EcoDebate: Índice da edição nº 1.227, de 26/11/2010

COP-16: O que fazer em Cancun? artigo de Roberto Malvezzi (Gogó) Algaroba: Comida garantida na grande festa cristã, artigo de Juracy de Sousa Nunes Entrevistados de 11 capitais falam sobre meio ambiente, hábitos de consumo e reciclagem Sem ofensa, confira se sua cabeça não ficou torta sem você perceber, artigo de Jimmy Cygler Alternativas sustentáveis para o desenvolvimento da Amazônia precisam de investimentos permanentes Denúncia: ONG apresenta Relatório de Crimes Ambientais da Suzano em Urbano

COP-16: O que fazer em Cancun? artigo de Roberto Malvezzi (Gogó)

[EcoDebate] O mundo inteiro irá a Cancun. Mais uma vez reúne-se para discutir o “aquecimento global”. Enquanto discutimos, há várias décadas, os gases de efeito estufa continuam aumentando na atmosfera. Hoje, a concentração de CO2 na atmosfera está ao redor de 386 ppm, isto é, de cada milhão de outras partículas, 386 são de CO2. Antes da revolução industrial estava ao redor de 288 ppm. Resultado, a temperatura média da

Sem tempo para viver – sem tempo para morrer, artigo de Américo Canhoto

[EcoDebate] Para quem adotou o estilo moderno de viver o dia precisa de trinta ou quarenta horas para que os velhos e novos compromissos possam ser atendidos. Há várias explicações a respeito da sensação de vida acelerada. Muito já se falou e escreveu sobre o assunto, mas o fato é que ouvimos e lemos sem compreender realmente. Muitos nem quiseram ouvir falar no assunto, outros fingiram que não era com eles e

Algaroba: Comida garantida na grande festa cristã, artigo de Juracy de Sousa Nunes

[Ecodebate] No fim de cada ano, os brasileiros e grande parte dos habitantes do mundo ocidental, se deleitam com as festas e com as comidas típicas da época: chester, peru, frutas secas, nozes, castanha-do-pará, pinhão, castanha de caju, vinhos, rabanada, bacalhau, panetone e muitas outras guloseimas nacionais ou importadas. O Sertão Nordestino, especialmente na zona rural, também conta com sua riqueza gastronômica. A famosa galinha de capoeira à cabidela

Entrevistados de 11 capitais falam sobre meio ambiente, hábitos de consumo e reciclagem

Sessenta por cento dos brasileiros são a favor de uma lei que proíba o uso de sacolas plásticas. Cinquenta e nove por cento afirmam que o meio ambiente deve ter prioridade sobre o crescimento econômico - em Brasília esse número chegou a 81%. Oitenta e cinco por cento dizem que qualquer mudança que o ser humano cause na natureza provavelmente vai piorar as coisas e 59% acreditam que só com

Sem ofensa, confira se sua cabeça não ficou torta sem você perceber, artigo de Jimmy Cygler

[EcoDebate] Quando quero aprender marketing ou gestão ou algo sobre a Nova Economia, vou ao feirão do Ceagesp. Nada de palestrantes estufados nem livros de gurus. Nada de mensalidades caras. Ceagesp. É lá que aprendo as coisas na origem, sem embalagem, sem retoques. Um domingo, lá estava, bem cedinho, como bom aluno. A aula começou no balcão dos ovos. Escolhi uma bandeja e um senhor a pegou. Conferiu os ovos, um

Alternativas sustentáveis para o desenvolvimento da Amazônia precisam de investimentos permanentes

O modelo de desenvolvimento para a Amazônia que considerava a floresta como um obstáculo para o crescimento econômico da região está ultrapassado, mas a consolidação de alternativas sustentáveis precisa de investimentos permanentes. “Não podemos voltar ao modelo antigo, do desmatamento, que não deu certo. Temos que olhar um novo modelo e dar escala a ele”, defendeu hoje (25) o pesquisador do Instituto do Homem e do Meio Ambiente da Amazônia

Denúncia: ONG apresenta Relatório de Crimes Ambientais da Suzano em Urbano Santos/MA

A Ong  Entrerrios  apresenta os danos ambientais da ACM e JS empresas terceirizadas pela Suzano no Baixo Parnaíba Maranhense As mudanças ocasionadas no ambiente da zona rural do município de Urbano Santos – MA, com efeitos da ação antrópica refletem em alterações significativas no equilíbrio dos sistemas naturais e no modo de vida das comunidades, principalmente no decorrer dos últimos anos com o aumento da exploração da

A crise siderúrgica em Açailândia: fato ou boato?

É fato a demissão de 400 pais de família pelas siderúrgicas da Queiróz-Galvão em Açailândia. É fato o fechamento de 8 dos 15 fornos dessas e outras gusarias. É fato o desemprego para cerca de 5.000 pessoas no ciclo de produção do carvão vegetal na região tocantina. A deputada Helena Heluy, em audiência pública dia 23 de novembro na Assembléia Legislativa do Maranhão, disse que essa é uma questão de direitos humanos,

UHE de Estreito: MPF/TO propõe ação contra Ceste e Ibama por não cumprimento de ações mitigadoras a impactados

Assentados do PA Formosa e da Ilha de São José foram forçados a deixar suas localidades antes da conclusão dos reassentamentos. Apesar das evidências de irregularidades e recomendação para aplicar multa, órgão ambiental alega não haver infrações administrativas por parte do consórcio O Ministério Público Federal no Tocantins propôs à Justiça Federal ação de improbidade administrativa contra o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e o

MPF/AL consegue condenação de empresário por trabalho escravo

Ex-presidente da Asplana, Edgar Antunes, mantinha trabalhadores em condição degradante Uma ação do Ministério Público Federal (MPF) resultou na condenação, em 16 de novembro, do ex-presidente da Associação dos Plantadores de Cana de Alagoas (Asplana), Edgar Antunes, por manter trabalhadores em condição análoga a de escravos em três fazendas de sua propriedade. Antunes foi condenado, com base no artigo 149 do Código Penal, a três anos e seis meses de reclusão,

Setenta e cinco por cento dos produtores de alimentos se comprometem com a redução de gordura trans

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, afirmou ontem (25) que 75% de toda a produção nacional de alimentos estão envolvidos na redução de cerca de 230 mil toneladas de gordura trans que deixaram de ir para as prateleiras brasileiras em 2009. O montante faz parte de um estudo divulgado pela Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação (Abia), durante a assinatura de um acordo de cooperação que prorroga por três anos

Top