Portal EcoDebate: Índice da edição nº 1.194, de 07/10/2010

Não estamos tão sós, artigo de Maurício Gomide Martins Impactos sociais e ambientais dos agrotóxicos e defensivos agrícolas, artigo de Antonio Silvio Hendges A fome de Marina é a mesma do povo brasileiro, artigo de Lélia Barbosa de Sousa Sá Agrotóxicos: Prueban daño celular en una población infantil de Paraguay, por Graciela Gomez Rio quer Copa do Mundo Verde e Olimpíadas com carbono zero Brasil pretende assumir papel de protagonista nas negociações da Convenção

Não estamos tão sós, artigo de Maurício Gomide Martins

[EcoDebate] O relatório do IPCC de fevereiro de 2007 foi um documento muito suave sobre a verdadeira situação ambiental do planeta. O rascunho, elaborado com base nos estudos de 2.500 cientistas, sofreu alterações bastante significativas por representantes de diversos países. Alguns estranharão a presença e força desses países na intromissão de um assunto exclusivamente científico. É que a reunião foi proporcionada pela ONU – clube internacional destinado a legitimar ações

Impactos sociais e ambientais dos agrotóxicos e defensivos agrícolas, artigo de Antonio Silvio Hendges

[EcoDebate] Os agrotóxicos e defensivos agrícolas tem a mesma origem dos fertilizantes sintéticos: a reciclagem pela indústria química das sobras e tecnologias de armamentos e explosivos, que após o fim da 2ª Guerra Mundial em 1945 foram redirecionados para o desenvolvimento de um modelo de agricultura extensiva e relacionada diretamente com insumos artificiais, mecanização da produção agrícola e industrialização dos alimentos. A denominada revolução verde foi imposta aos países menos

A fome de Marina é a mesma do povo brasileiro, artigo de Lélia Barbosa de Sousa Sá

[Ecodebate] Quando eu li na mídia que a Rita Lee havia dito que não votaria na Marina “porque ela tem cara de fome”, a princípio me revoltei, afinal de contas eu, também, sou do norte, como Marina, embora não tenha passado fome “de comida”, mas eu sei o que as pessoas sentem quando passam fome e conseguem vencer na vida. Não precisamos ir muito longe, mas até mesmo na capital

Agrotóxicos: Prueban daño celular en una población infantil de Paraguay, por Graciela Gomez

El trabajo de los científicos paraguayos fue presentado en el Salón Auditorio del Centro Cultural El Cabildo, Asunción el 30 de setiembre de 2010 .Publicado en la Revista Pediatría , un órgano oficial de la Sociedad Paraguaya de Pediatría, Volúmen 37-Número 2 de 2010. Lo he recibido desde la ciudad de Ñemby, barrio Los Naranjos, donde funciona la Coordinadora Nacional de Víctimas de los Agrotóxicos, a quienes agradezco

Rio quer Copa do Mundo Verde e Olimpíadas com carbono zero

Workshop vai discutir novas tecnologias e mudanças na legislação do Estado para reduzir emissões na indústria, construção civil e transportes até a Copa e as Olimpíadas de 2016 Começa hoje (07/10), no Rio, no Centro de Convenções RB1, o workshop “Carbono Zero – Rumo a Copa e as Olimpíadas”, reunindo empresas, executivos, órgãos ambientais, empresários, universidades e profissionais interessados nessa questão. O evento vai discutir as novas exigências legais para a

Brasil pretende assumir papel de protagonista nas negociações da Convenção da Biodiversidade

Mais de 100 países, incluindo as principais potências econômicas e o Brasil, vão se reunir a partir do dia 18, em Nagoya, no Japão, para tentar encontrar alternativas a fim de evitar mais colapsos ambientais. O ano de 2010 ficará marcado internacionalmente não apenas pela realização da Copa do Mundo. Outro tema - a biodiversidade - vai interferir de forma direta e implacável no cotidiano das pessoas, em escala muito maior

MPF/MA faz reunião com quilombolas sobre ampliação do Centro de Lançamento de Alcântara

MPF faz reunião com quilombolas de Alcântara/MA A proposta discutida pelo Governo levaria à relocação de várias comunidades quilombolas localizadas no litoral do Município O Ministério Público Federal no Maranhão (MPF/MA) participou ontem, 5 de outubro, de reunião com representantes das comunidades quilombolas de Alcântara para discutir iniciativa do governo federal de ampliar a área do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) além dos limites já determinados em demarcação da área das

Pará: Tribunal de Justiça confirma que área da fazenda Balalaica (340 km2) pertence à terra Amanayé

O Tribunal de Justiça, em decisão unânime, reconheceu que a Empresa Agrícola Fluminense não tem direitos sobre as terras, que ficam dentro da reserva Saraua O Ministério Público Federal foi comunicado oficialmente essa semana de decisão unânime dos desembargadores da Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Pará que reconhece o direito dos índios Amanayé sobre 18 mil hectares de terras da fazenda Balalaica, disputadas pela Empresa Agrícola Fluminense, em Ipixuna

Relação sexual desprotegida com suspeita de contato com vírus HIV dá direito a coquetel antiaids

Quem mantiver relação sexual sem camisinha e suspeitar que o parceiro possa ter o vírus da aids poderá tomar antirretrovirais na rede do Sistema Único de Saúde (SUS). Essa é uma das recomendações de um documento do Ministério da Saúde para orientar médicos e profissionais de saúde em casos de risco de infecção pelo vírus HIV. De acordo com documento lançado pelo Departamento de Doenças Sexualmente Transmissíveis, Aids e Hepatites Virais,

Apesar da decisão da União Europeia, França e Dinamarca mantêm proibição ao bisfenol-A(BPA)

Agência de vigilância sanitária decide manter químico associado ao câncer e diabetes infantil na produção de produtos para criança; países protestam Na semana passada, contrariando o resultado de pesquisas feitas pelas mais importantes universidades do mundo, a EFSA (agência de vigilância sanitária da Comunidade Europeia), optou por manter o bisfenol A (BPA) na fabricação de embalagens de produtos infantis. Na interpretação da agência os estudos não são conclusivos o suficiente. O

Marina Silva pode reforçar o projeto do novo Brasil, artigo de Leonardo Boff

"No segundo turno das eleições presidenciais, tais projetos repontam com clareza. É importante o cidadão consciente dar-se conta do que está em jogo para além das palavras e promessas e se colocar criticamente a questão: qual dos projetos atende melhor às urgências das maiorias que sempre foram as “humilhadas e ofendidas” e consideradas “zeros econômicos” pelo pouco que produzem e consomem", escreve Leonardo Boff, teólogo. O Brasil está ainda em

Top