Índice da edição de 08/08/2008

‘A anistia não pode significar esquecimento’. Entrevista especial com Augustino Veit Carta aberta: A invisibilidade do Cerrado na política ambiental, por Carlos Walter Porto-Gonçalves Cientistas alertam que o desmatamento pode ser mais nocivo do que se pensava Pesquisa indica que o aquecimento global aumentará as chuvas torrenciais Mudanças climáticas ‘derretem’ as geleiras do planalto tibetano Projeto agroextrativista da favela cria fundo rotativo para agricultor Estudo indica que indústrias de cosméticos e fitoterápicos da Amazônia fabricam produtos

‘A anistia não pode significar esquecimento’. Entrevista especial com Augustino Veit

Dois integrantes do governo Lula manifestaram-se recentemente a favor da punição daqueles que torturaram, mataram e desapareceram com pessoas durante a Ditadura Militar no Brasil: Tarso Genro e Paulo Vanucci. Isso levantou um novo debate acerca dos documentos da ditadura, até hoje fechados, e gerou um clima de indignação entre as Forças Armadas. “As Forças Armadas estão acostumadas a não se integrar nos passos democráticos que o país está dando.

Carta aberta: A invisibilidade do Cerrado na política ambiental, por Carlos Walter Porto-Gonçalves

Definitivamente, senhor ministro, o Cerrado não pode continuar sendo vítima da ignorância interessada e de uma visão primeiro-mundista de meio ambiente [Brasil de Fato] Não é fácil assumir um Ministério do Meio Ambiente num país como o nosso, com o patrimônio de recursos naturais e diversidade cultural que temos, mas sob o domínio de uma mentalidade desenvolvimentista que ainda pensa o presente e o futuro com o passado fordista. Desde Fernando

Cientistas alertam que o desmatamento pode ser mais nocivo do que se pensava

A proteção das florestas naturais pode ser crucial para minimizar as mudanças climáticas Pesquisa coordenada pelo professor Brendan Mackey, da Australian National University, conclui que o desmatamento das florestas naturais na Austrália, criaria um perigo ainda maior para o clima global do que se pensava, porque elas detêm três vezes mais carbono do que havia sido calculado. Por Henrique Cortez, do Ecodebate. 3430

Estudo indica que indústrias de cosméticos e fitoterápicos da Amazônia fabricam produtos naturais em bases sustentáveis

Inovadores e sustentáveis – Um estudo analisou parte do desenvolvimento industrial da Amazônia e constatou que, ainda que esse processo seja fortemente baseado na exploração predatória dos recursos naturais – sobretudo no caso das indústrias madeireiras e de mineração –, dois setores em particular têm desempenhado atividades produtivas em bases sustentáveis, mantendo sólida articulação de pesquisa e desenvolvimento (P&D) com centros e instituições de pesquisa. Por Thiago Romero, da Agência

IBAMA aplica mais de 11 milhões em multas contra desmatamento ilegal no centro-oeste de Rondônia

São Francisco do Guaporé/RO (06/08/08) - Em apenas 24 dias de atuação, a Base Operativa do Ibama montada no município de São Francisco do Guaporé, centro-oeste do estado de Rondônia, a 650 km da capital Porto Velho, aplicou 81 Autos de Infração que somados contabilizam mais de R$ 11 milhões em multas. Nesse período, os agentes ambientais federais vistoriaram 30 madeireiras e autuaram 22 delas por ter em estoque madeira

Estudo aponta falta de punição a crimes ambientais na Amazônia

Uma das explicações é a falta de prioridade administrativa para destinar esses bens, evidenciada pela longa demora na homologação e julgamento de casos Cerca de 96% de toda a madeira apreendida em operações do Ibama e da Polícia Federal na Amazônia ficaram nas mãos dos desmatadores. E raros são os casos em que os bens apreendidos em crimes ambientais - entre eles tratores, caminhões e motosserras - são recuperados pelos

biodiversidade: Estudos estimam que cerca de 90% das espécies brasileiras ainda não foram descobertas

Invertebrados, como o besouro (foto), e microrganismos estão entre os menos pesquisados Biodiversidade, essa desconhecida - O Brasil é o país mais biodiverso do mundo, abrigando cerca de 20% da biodiversidade do planeta, mas ainda desconhece a maior parte de suas plantas, animais e microrganismos. As cerca de 200 mil espécies já descritas por aqui não devem representar mais do que 10% do total, segundo estimou, em 2006, o pesquisador Thomas

Nestlé espiona ONGs ambientalistas, acusa entidade suíça

A Nestlé se envolveu em uma polêmica de espionagem com ramificação no Brasil. ONGs suíças estão acusando a empresa de ter infiltrado uma espiã entre seus militantes para obter informações sobre movimentos que possam prejudicar a multinacional. A reportagem é de Jamil Chade e publicada pelo jornal O Estado de S. Paulo, 06-08-2008. 3413

Top