Transmissão do coronavírus se agrava nas aldeias indígenas e demanda ações urgentes de contenção

  Transmissão do coronavírus se agrava nas aldeias indígenas e demanda ações urgentes de contenção O Cimi se solidariza e se coloca também em luto junto às inúmeras famílias que choram pela morte de seus entes queridos, impedidos de dar-lhes seu último adeus O Conselho Indigenista Missionário – Cimi vem a público, mais uma vez, denunciar o agravamento do contágio por coronavírus no interior das aldeias indígenas em todo o Brasil, e exigir

O impacto do novo coronavírus na população indígena da América Latina

  O impacto do novo coronavírus na população indígena da América Latina * A distância entre hospitais e comunidades indígenas pode levar várias horas e dias de viagem. Em São Gabriel da Cachoeira, por exemplo, a UTI mais próxima fica a 852 quilômetros de distância, em Manaus; * A diferença no acesso à água entre indígenas e não indígenas chega até a 32% em alguns países da América Latina; * Até o dia 22

Povos e comunidades tradicionais na Amazônia adotam medidas de prevenção ao coronavírus

  Quilombolas, índios e ribeirinhos no Norte do Pará relatam os desafios do isolamento social em um contexto amazônico. ‘Ficar em casa’ pode significar falta de acesso a remédios de uso contínuo, a comunicação, a energia e a impossibilidade de resgatar a aposentadoria ou o Bolsa Família “A gente se organizou e estamos de quarentena, passando até dificuldade, a gente está muito triste porque essa é uma doença [Covid-19] muito ‘transmissora’. Estou

Garimpeiros, grileiros e madeireiros não fazem quarentena e avançam sobre a floresta e povos indígenas

  Garimpeiros, grileiros e madeireiros não fazem quarentena e avançam sobre a floresta e povos indígenas. Entrevista especial com Dom Roque Paloschi Arcebispo de Porto Velho denuncia o desmonte dos serviços de saúde a povos originários, situação que se agrava com o aumento de ações ilegais que espalham morte, destruição e o novo coronavírus Por João Vitor Santos | IHU Enquanto o mundo se recolhe e segue as recomendações dos órgãos de saúde para

Contaminação e Guerra de Extermínio contra os Povos Indígenas – pestes, armas biológicas e COVID-19, artigo de Alenice Baeta

    Contaminação e Guerra de Extermínio contra os Povos Indígenas - pestes, armas biológicas e COVID-19, artigo de Alenice Baeta Contaminação e Guerra de Extermínio contra os Povos Indígenas - pestes, armas biológicas e o COVID-19 Por Alenice Baeta1 Ilustração de nativos com varíola, extraída da obra original: SAHAGÚN, Bernardino. “História General de las Cosas de Nueva Espana”, Códice Florentino (séc. XVI). Biblioteca Digital Mundial. O fenômeno global do novo coronavírus, que causa a doença COVID-19,

Nota do Cimi sobre o extermínio programado dos povos isolados: ao menos 21 Terras Indígenas estão invadidas

  No total existem no Brasil registros de 114 povos indígenas isolados, dos quais apenas 28 são confirmados pela Funai     Está em curso o extermínio programado dos povos indígenas livres ou em situação de isolamento voluntário no Brasil. Não se trata tão somente de uma omissão do governo federal, mas de sua ação deliberada para permitir que esses povos sejam massacrados. Faz parte desse plano criminoso e genocida a desconstrução de todo

Coronavírus de um lado, invasores de outro: a situação dos indígenas no Brasil

  Lideranças, entidades e profissionais de saúde falam à Pública sobre a batalha quase solitária travada nas aldeias em meio à pandemia que já vitimou três indígenas Wikimedia Commons “Faltam EPIs (Equipamentos de Proteção Individual), vacinas contra a gripe e material para testagem do coronavírus em pessoas que apresentam sintomas de contaminação”, relata Sônia Guajajara   Por Vasconcelo Quadros, Anna Beatriz Anjos, da Agência Pública   Precariamente assistidas pelo governo e pressionadas pela crescente onda de invasões

Em MS, desde início do ano, indígenas em terras não demarcadas e acampamentos não recebem alimentos

  Por ordem de Brasília, Funai interrompe distribuição de cestas básicas para indígenas em terras não demarcadas e acampamentos em MS Armazéns cheios, indígenas com fome em MS. Foto: Ascom MPF/MS O Ministério Público Federal (MPF) recomendou à Fundação Nacional do Índio (Funai) e à Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) a continuidade da entrega de cestas de alimentos aos indígenas que vivem em terras ainda não demarcadas no sul do estado, na região

MS: Justiça determina indenização de R$ 150 mil à comunidade indígena vítima de aplicação irregular de agrotóxico

  Indenização por danos morais coletivos deve ser paga solidariamente por proprietário rural, piloto agrícola e Cooperativa condenados A Comunidade Indígena Tey Jusu, localizada em Caarapó (MS), 270 km ao sul da capital Campo Grande, vai ser a primeira do estado a receber indenização por ser vítima de aplicação irregular de agrotóxicos. A Justiça atendeu o Ministério Público Federal e condenou um proprietário rural, um piloto agrícola e a empresa contratante a

O que podemos aprender com a forma indígena de gestão ambiental

  O que podemos aprender com a forma indígena de gestão ambiental Como a agricultura em larga escala, a seca, os incêndios florestais e as espécies introduzidas reduzem a biodiversidade e a prosperidade a longo prazo de países inteiros, os acadêmicos indígenas estão pedindo um novo olhar sobre a governança e as práticas das principais instituições de gestão ambiental. Flinders University* A visão de mundo dos aborígenes australianos e a conexão com o país

Saberes ecológicos indígenas, artigo de Roberto Naime

  Saberes ecológicos indígenas [EcoDebate] Ricardo Cavalcanti-Schiel reflete sobre saberes ecológicos indígenas. Não se trata de opor um fantasioso “espiritualismo” a um materialismo ocidental. Mas de desafiar nosso regime de sociabilidade com outras concepções, disposições e possibilidades Houve um tempo em que falar de índios no Brasil era um exercício romântico. Tão romântico quanto fantasioso. No começo do século XX, alguns paulistas batizaram os lugares com nomes tupi, do Anhangabaú a Araçatuba. Quando a região

No Brasil, quase 30% das crianças indígenas com menos de 5 anos sofrem de desnutrição crônica

  No Brasil, quase 30% das crianças indígenas com menos de 5 anos sofrem de desnutrição crônica Nas últimas décadas, o Brasil reduziu significativamente a taxa de desnutrição crônica entre menores de 5 anos (de 19,6% em 1990 para 7% em 2006), atingindo, antes do prazo, a meta dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM). Entretanto, a desnutrição crônica ainda é um problema em grupos mais vulneráveis, como indígenas, quilombolas e ribeirinhos. De acordo

Em Santarém, Pará, indígenas e quilombolas ameaçados pela soja, veneno, portos e o preconceito

Na zona rural de Santarém, na região paraense do Planalto Santareno a lentidão de décadas na demarcação de territórios tradicionais vem acirrando os conflitos com fazendeiros   Trator abre a área de cultivo na aldeia São Francisco da Cavada   Por Texto: Ciro Barros | Fotos: José Cícero da Silva Fonte: Agência Pública “Esse barulho é porque eles estão trabalhando lá”, alerta à reportagem da Agência Pública o indígena Munduruku Paulo da Silva Bezerra, morador da

Assassinatos de indígenas crescem 22,7% em 2018, mostra relatório; Documento também cita aumento de invasões de terras

O número de assassinatos de indígenas no Brasil aumentou de 110, em 2017, para 135, em 2018, um crescimento de 22,7%. Os estados com mais registros no ano passado foram Roraima, onde ocorreram 62 homicídios, e Mato Grosso do Sul, onde foram contabilizadas 38 mortes. ABr As informações, levantadas a partir de mapeamento de casos em todo o país feito pelo Conselho Indigenista Missionário (Cimi), estão no relatório Violência contra os Povos

‘Aversão profunda’ de Bolsonaro aos indígenas define políticas do governo, diz sertanista

  'Aversão profunda' de Bolsonaro aos indígenas define políticas do governo, diz sertanista   Para Sydney Possuelo, indigenista e ex-presidente da Funai, Bolsonaro é influenciado por corrente militar que se opõe a Rondon e prega a extinção das culturas indígenas Por Vasconcelo Quadros, Agência Pública   Aos 79 anos de idade, 42 deles embrenhado na floresta amazônica, o sertanista, indigenista e etnógrafo Sydney Possuelo arrisca uma explicação para o que chama de “aversão” do presidente Jair

Nas aldeias de Maturacá e Ariabu, 56% dos ianomâmis apresentaram índice do metal acima do limite estabelecido pela OMS

  Pesquisadora da Escola Politécnica participa de estudo que aponta níveis elevados de mercúrio em crianças e mulheres indígenas Por Julia Neves - EPSJV/Fiocruz São 9,6 milhões de hectares entre os estados de Amazonas e Roraima em uma região rica em minérios. Nela, vivem cerca de 26 mil indígenas ianomâmis que têm sido altamente impactados pela presença de garimpeiros ilegais. Recentemente, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) chamou atenção para os dados preliminares de

Dos Anaios aos Waiãpi, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó)

    [EcoDebate] Em 1676 houve um massacre indígena violento aqui na região do rio Salitre, em Juazeiro da Bahia. Conta a história que o Padre Martinho de Nantes e seus índios aldeados participaram da repressão aos Anaios, sob o comando de Francisco Dias d’Ávila. O Salitre é um afluente do São Francisco. Um rio famoso que alimentou por muito tempo o gado criado para abastecer Salvador, então capital da Colônia. Dias

Não somos tutelados, temos parceiros que contribuem para a nossa autonomia, dizem representantes dos povos Deni e Kanamari

  Por Lígia Apel, com informações de Chantelle Teixeira, Francisco Amaral e Raimundo Francisco. Autonomia e independência na elaboração de três documentos e na organização de uma manifestação com a presença de, aproximadamente, 150 pessoas na aldeia Flexal, município de Itamarati (AM), para reivindicar que a Saúde Indígena não seja municipalizada. Esse foi o resultado da 3ª etapa da Oficina Político-jurídica realizada na 2ª semana do mês de abril, que reuniu representantes

DF: Mostra ‘Respeito ou Repetição?’ relembra crimes contra indígenas como resultado da política de integração forçada

  Mostra “Respeito ou Repetição?” pode ser conferida até o dia 16 de abril, no Memorial do MPF Foto: Antonio Augusto Secom/PGR Tortura, assassinatos individuais e coletivos de índios, distribuição de comida envenenada, dinamites atiradas de avião sobre aldeias, inoculações propositais do vírus da varíola em povos isolados, exploração de trabalho escravo, remoção forçada para destinação de terras indígenas a particulares. Esses e outros crimes cometidos contra povos indígenas em pleno século XX,

Denúncia: Operando com 10% do orçamento, Funai abandona postos e coordenações em áreas indígenas

  Funai: Em zonas de conflito, há coordenações que funcionam dentro de carros e funcionários que sofrem de esgotamento físico e mental por atuar sozinhos Por Ciro Barros, Agência Pública   Nos últimos anos, a Fundação Nacional do Índio (Funai) vem atuando com cerca de um terço de sua força de trabalho, uma situação-limite agravada por decisões tomadas no atual governo, em especial pelo Decreto 9.711/2019, que contingenciou em 90% o orçamento da Funai

Top