A Medicina só funciona por adesão, artigo de Montserrat Martins

  [EcoDebate] A Medicina é uma ciência mas, na cultura brasileira, o paciente usas as orientações médicas “ao seu modo”, segue algumas e não outras prescrições. Na linguagem médica isso é a “adesão ao tratamento”, se a pessoa vai usar o remédio corretamente ou “do seu jeito”. Antibióticos por exemplo, se não tomar no prazo indicado (em geral 7 dias, depende do caso) pode não resolver a infecção e ainda gerar

Seu cérebro quer emoções, artigo de Montserrat Martins

  [EcoDebate] “Meu cérebro quer me destruir”, diz o menino Calvin depois de uma aventura impulsiva, numa das melhores histórias em quadrinhos desse personagem divertido. É verdade que o cérebro “gosta” de emoções, tanto que nossa memória só retém os fatos bons ou ruins, nunca os “neutros”, só lembramos do que nos causou prazer ou dor. Seu cérebro adora emoções, mas o sistema imunológico detesta, tanto que estresse ou depressão inibem nossas

Covid-19 – Confusão nas redes e nos corpos, artigo de Montserrat Martins

  [EcoDebate] Sabe essa confusão nas redes sociais sobre o Coronavírus, informações contraditórias, as pessoas se agredindo? Ela reflete a confusão em que fica nosso organismo quando invadido por esse vírus RNA, tão simples que uma proteína S (Spike) de sua superfície se liga a uma enzima (Enzima Conversora de Angiotensina) das células humanas e penetra na célula sem ser reconhecida como invasora. O RNA viral coloca o DNA da célula a

A Era da Incerteza, artigo de Montserrat Martins

  [EcoDebate] O século XXI pode ser chamado de “Era da Incerteza”, ou também de Era da Ansiedade, já que as pessoas sentem falta de ter “certezas” para ficarem tranquilas. A “capacidade de conviver com a incerteza” é a habilidade psicológica mais importante que você precisa desenvolver, diante do excesso de informações, de alternativas, de decisões a serem tomadas diante de inúmeros problemas e múltiplas possibilidades que surgem diariamente. A angústia

Os dois lados da Ciência, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] Ao mesmo tempo em que algumas pessoas morrem, muitas outras se desesperam com o desemprego e o fechamento de locais de trabalho. O que fazer quando acaba o dinheiro pra comida e não há sequer esperança de emprego? Isolamento social não é cura, é um tempo para equipar o sistema de saúde, mas que ao mesmo tempo desestrutura a sobrevivência das pessoas. A ciência médica recomenda o isolamento, a ciência

Covid-19 – O que vai acontecer com a pandemia? artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] A incerteza é uma das maiores angústias, porque a gente não sabe para o que se preparar, ainda mais agora que além dos riscos do vírus existe a insegurança econômica. Mas qual é o cenário possível, afinal, e quais os principais fatores que influenciam nesse futuro? Dos quatro fatores, dois dependem da população (resguardo e higiene) e dois do governo (testagem ampla e atendimento médico). Você já recebeu centenas de

Coronavírus: A hora da Ciência e da Saúde Pública, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] Na sexta 13 de março em que foi divulgado o resultado do exame para Coronavírus do Presidente da República, a Pandemia já se tornou o assunto central do país. Antes de ter auxiliares contaminados e precisar fazer o exame, o Presidente falara em “alarmismo” da mídia – mas agora, com pessoas próximas atingidas pelo vírus, a preocupação ganha novo “status”. “Viralizou” um áudio do Dr. Jatene, relatando reunião médica em

Botar ou tirar a fantasia? artigo de Montserrat Martins

  [EcoDebate] Carnaval é quando se bota ou é quando se tira a fantasia? Sendo que estamos presos a papéis sociais o ano inteiro, na sociedade, no trabalho e na família, o que é que cada um queria ser, de verdade? O bom do Carnaval é botar a máscara de quem a gente quiser e brincar de ser aquela pessoa, naquela noite. Botar uma fantasia é terapêutico, brincar desestressa, o espírito do

Ideias para o turismo em Porto Alegre, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] Quando uma capital se valoriza todo o estado ganha, o aumento do fluxo para uma capital pode beneficiar outras regiões também. E vice versa, a capital pode se beneficiar do turismo como é o caso de quem passa por Porto Alegre para ir a Gramado, ou quem vai para Fortaleza e depois para Jericoacoara. Cobrar cerca de 5 reais por dia de carros que não são de Porto Alegre, quando

Zé, um brasileiro, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] Zé é o apelido mais popular de todos, quem não conhece pelo menos um Zé? Nada mais informal que chamar um amigo de Zé, o apelido confere uma certa intimidade. O meu amigo Zé sempre foi a essência da informalidade, da espontaneidade, a transparência em pessoa, daquelas que dá pra ver pela expressão do rosto o que a pessoa está sentindo. Nada mais brasileiro, também, que botar a boca nas

Empatia é quase amor, artigo de Montserrat Martins

  [EcoDebate] “Simpatia é quase amor” é um dos mais divertidos blocos de carnaval, criado em Ipanema, no Rio, nos anos 80, cujo nome é inspirado num personagem conquistador e simpático. Ninguém precisa explicar a “simpatia”, é algo que alguém lhe inspira – ou não. O que você precisa saber na prática é que golpistas, sejam estelionatários ou de outros tipos, são habitualmente muito simpáticos e sabem conquistar a sua confiança

A atração pela liberdade, artigo de Montserrat Martins

  [EcoDebate] O número geral de casamentos caiu 1,6% no país em 2018, mas aumentou em 61,7% no mesmo ano entre pessoas do mesmo sexo. Os dois casos tem um ponto em comum, a quebra das tradições mais antigas. Décadas atrás, era praticamente “obrigatório” se casar, para não ser mal visto pela sociedade, enquanto por outro lado o casamento homoafetivo não era admitido. A dupla liberdade dos tempos de agora é que

Mina Guaíba: Carvão faz mal à saúde, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] Propagandeada como benéfica à economia, a exploração do carvão em Eldorado, perto da margem do Jacuí, trará prejuízos primeiro à saúde da população e depois às finanças do Estado, pelos danos causados. A proposta de instalação da Mina Guaíba, se aprovada, resultará na contaminação da água e do ar da bacia do Guaíba, onde vive cerca de 40% da população gaúcha. A mineradora apresentou EIA-RIMA de mais de 6 mil

Óleo no mar, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] os nossos 8.000 km de costa marítima, o Brasil tem um mar territorial (as 200 milhas a partir da costa) tão vasto e rico em biodiversidade que é chamado de “Amazônia Azul” pela Marinha. Se bem exploradas, suas riquezas são incalculáveis, mas hoje enfrenta problemas, como a sobrepesca e o sub-aparelhamento da Marinha. As manchas de óleo que invadem agora nosso litoral, do Maranhão até a Bahia, expõe a fragilidade

Futebol e a paixão coletiva em debate, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] O brasileiro está entre os povos com menor autoestima, é dos que mais fala mal do próprio país, não tendo orgulho de sua pátria, com uma única exceção: veste orgulhoso a camiseta do seu time, seja Flamengo ou Corinthians, Grêmio ou Internacional. O futebol é a maior paixão esportiva do planeta e aqui no Brasil é a nossa principal atividade coletiva. Nos reunimos eventualmente para eventos musicais, religiosos ou até

O alerta do tio do Peter Parker, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] “A grandes poderes correspondem grandes responsabilidades”, aprendemos com o tio do Peter Parker, o Homem Aranha. O poderoso Getúlio Vargas teria desabafado, num momento íntimo, sua mágoa porque as pessoas que lhe procuravam “nunca vieram pedir nada pelo Brasil”, só para si mesmas. O que distingue uma atitude de grandeza, em relação à pequeneza humana, é a capacidade de “transcender” a si próprio, a fazer algo pelo bem de

O paradoxo da violência, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] Estão na moda as produções intelectuais sobre "fascismo" para explicar o apoio a Bolsonaro, esquecendo que os mesmos eleitores deram dois terços dos votos a Lula uma década atrás, os mesmos que também quase elegeram Marina Silva em 2010 e 2014. O que de fato mudou, na forma de pensar da população, em tão pouco tempo? Sérgio Buarque de Hollanda foi quem melhor explicou esse fenômeno, que seria cíclico pois

Lei do mais forte, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] Já passei tantas décadas ouvindo sobre roubos, homicídios e latrocínios, no meu trabalho, que me obrigo a compartilhar o que aprendi com os autores de tais crimes. Sendo Psiquiatra Judiciário, entrevisto os que já estão cumprindo sentença e que muitas vezes revelam abertamente suas motivações. É impressionante o caráter mais psicológico do que material das motivações. Entre jovens infratores, por exemplo, a revelação mais comum é que roubaram um carro

Na crise ambiental, já estamos lutando pela sobrevivência, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] Seu emprego, segurança e saúde são fundamentais para a sobrevivência, não são? Pois vários países da Europa, além disso, se preocupam com a subida do nível do mar, causado pelo derretimento do gelo do Polos, que podem alagar seus territórios, como é o caso da Noruega, ou da Inglaterra. Quando presidentes da França, Inglaterra, Alemanha, Canadá se preocupam com o desmatamento da Amazônia, é porque ela é “o ar condicionado

O sentimento de revolta, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] A internet está repleta de ofensas e ironias a quem elegeu o governo atual, sem considerar que esse mesmo povo havia eleito os governos anteriores, hoje na oposição. É tradicional, no Brasil, as pessoas chamarem de “ignorantes” os que votam nos candidatos dos outros, ao invés de nos candidatos delas. Porque mudou a tendência de voto ? – seria a pergunta séria a ser feita, ao invés de criticar a

Top