EcoDebate: Índice da edição nº 3.174, 2019 [de 28/03/2019]

  Revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394 Informações, notícias e artigos sobre temas socioambientais   Agrotóxicos são um realmente necessários? artigo de Roberto Naime A retaliação do lixo, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó) Energia nuclear não é assunto somente para técnicos, artigo de Heitor Scalambrini Costa Meio grau de aquecimento global pode causar diferenças drásticas nos riscos compostos de inundação e de seca Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, questiona contribuição humana no aquecimento global Denúncia: Operando com 10% do

Agrotóxicos são um realmente necessários? artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] Flavia Londres elabora relevante e consistente reflexão. Embora a agricultura seja praticada pela humanidade há mais de dez mil anos, o uso intensivo de agrotóxicos para o controle de pragas e doenças das lavouras existe há pouco mais de meio século. Se originaram após as grandes guerras mundiais, quando a indústria química fabricante de venenos então usados como armas químicas encontraram na agricultura um novo mercado para os seus produtos.

A retaliação do lixo, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó)

    [EcoDebate] São 332 barragens nas cabeceiras do Rio São Francisco. Cerca de 70% cheias de rejeitos da mineração. Basta estourar a de Congonhas do Campo, com rejeitos de metais pesados para minerar o ouro, que o Velho Chico estará morto por 100 anos, calculam especialistas da área. Então, Brumadinho e Mariana, que não mandaram aviso, avisaram que estamos com uma barragem de rejeito amarrada em cada pescoço. Nós somos 18 milhões

Energia nuclear não é assunto somente para técnicos, artigo de Heitor Scalambrini Costa

    [EcoDebate] Existe uma estrategia clara dos defensores da energia nuclear, para produção de energia elétrica, em minimizar os acidentes que podem ocorrer nas indústrias envolvidas no chamado ciclo do combustível nuclear, em particular nas usinas núcleo-elétricas. Querem nos fazer crer que a segurança das centrais nucleares é infalível, e que acidentes com a liberação de material radioativo não acontecem, e nem acontecerão. Além de tentarem desqualificar aqueles que são contrários

Meio grau de aquecimento global pode causar diferenças drásticas nos riscos compostos de inundação e de seca

  O aumento da temperatura global também intensificará o ciclo hidrológico, alterando significativamente a frequência e a intensidade das chuvas Institute of Industrial Science (IIS)*, University of Tokyo     Em 2015, para combater as ameaças urgentes impostas pelas mudanças climáticas, a maioria dos países do mundo se uniu para estabelecer o Acordo de Paris: um plano ambicioso para evitar que a temperatura global suba 2 ° C acima dos níveis pré-industriais. É urgente trabalhar

Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, questiona contribuição humana no aquecimento global

    Aquecimento global, uso de agrotóxicos, licenciamento ambiental, administração de parques nacionais e o afastamento de 21 superintendentes do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e de Recursos Naturais (Ibama). Esses foram alguns dos temas abordados pelos senadores na audiência pública com o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, realizada nesta quarta-feira (27) pela Comissão de Meio Ambiente (CMA). Questionado, Salles defendeu as políticas que têm sido implementadas e apresentou as medidas

Denúncia: Operando com 10% do orçamento, Funai abandona postos e coordenações em áreas indígenas

  Funai: Em zonas de conflito, há coordenações que funcionam dentro de carros e funcionários que sofrem de esgotamento físico e mental por atuar sozinhos Por Ciro Barros, Agência Pública   Nos últimos anos, a Fundação Nacional do Índio (Funai) vem atuando com cerca de um terço de sua força de trabalho, uma situação-limite agravada por decisões tomadas no atual governo, em especial pelo Decreto 9.711/2019, que contingenciou em 90% o orçamento da Funai

União Europeia proíbe uso de plásticos em cotonetes, pratos, canudos, copos e recipientes para alimentos e bebidas

  A proibição do consumo de uma série produtos passa a valer a partir de 2021 e busca reduzir a poluição por plásticos No esforço de combater o lixo nos oceanos, rios e lagos, assim como a poluição como um todo, o Parlamento Europeu aprovou ontem (27) a proibição do consumo de uma série produtos plásticos nos países que formam o bloco. A lista tem dez itens e inclui cotonetes, pratos, canudos,

Top