Índice da edição nº 2.926, 2018 [de 20/02/2018]

  Produção em harmonia com a natureza, artigo de Roberto Naime Violência, a parteira da história? artigo de Roberto Malvezzi (Gogó) Intervenção federal na insegurança pública do Rio de Janeiro, artigo de Ricardo Luiz da Silva Costa Pesquisa desenvolvida na Unicamp aponta alto risco de desertificação na Bahia Indústria da seca aflige a população nordestina e irriga os bolsos dos empreiteiros Governo do Pará deve revogar decreto que viola direito de

Produção em harmonia com a natureza, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] Ocorre frequentemente desvairada defesa do atual modelo do agronegócio, utilizando a argumentação de que é necessário ampliar a oferta de alimentos, desconhecendo de forma estranha, que com a natureza em desequilíbrio, vai se tornar cada vez mais difícil e oneroso ampliar a oferta de alimentos. Que é tão necessária em tempos de crescimento populacional. E para manter em harmonia a produção e o meio ambiente, se trabalha em soluções que

Violência, a parteira da história? artigo de Roberto Malvezzi (Gogó)

    [EcoDebate] Para Marx a violência é a parteira da história. É só por ela que o novo nasce. Um cientista afirmou esses dias que a humanidade só conheceu a igualdade após períodos de grande violência, como a Segunda Guerra Mundial. Estima-se que nessa guerra 47 milhões de pessoas perderam a vida, sendo 26 milhões de soviéticos. Na natureza, principalmente na cadeia alimentar, os mais fortes devoram os mais fracos. Os jovens leões,

Intervenção federal na insegurança pública do Rio de Janeiro, artigo de Ricardo Luiz da Silva Costa

    [EcoDebate] Tudo isso que se vê até agora é a ponta do iceberg, isto é, estão tratando apenas dos efeitos do problema. Infelizmente, não estão se debruçando sobre as suas causas; e sobretudo, da causa principal, qual seja, a produção, o tráfico e o consumo de drogas ilícitas no país. Quer dizer, a sociedade nacional precisa sair da retórica e hipocrisia acerca do problema, ao ignorar ou negar a existência

Pesquisa desenvolvida na Unicamp aponta alto risco de desertificação na Bahia

  Identificação de áreas vulneráveis em polos de produção agrícola serve de alerta para agricultores e representantes do poder público JORNAL DA UNICAMP TEXTO CAROLINA ROQUE - LABJOR | ESPECIAL PARA O JU FOTOS ANTONINHO PERRI | REPRODUÇÃO EDIÇÃO DE IMAGEM LUIS PAULO SILVA   Pesquisa desenvolvida na Unicamp revela que o Estado da Bahia vem apresentando aumento no índice de aridez e diminuição de chuvas. Os estudos indicam que a tendência é que a situação se

Indústria da seca aflige a população nordestina e irriga os bolsos dos empreiteiros

  Indústria da seca aflige a população nordestina e irriga os bolsos dos empreiteiros. Entrevista especial com João Abner Guimarães Júnior IHU Pelo sétimo ano consecutivo a estiagem no Nordeste dá as caras. Apesar de o período de chuvas ter iniciado regionalmente na última semana, durante o carnaval, os volumes de precipitação ainda são insuficientes. De acordo com o professor e pesquisador João Abner Guimarães Júnior, em entrevista por telefone à IHU On-Line, a barragem Armando Ribeiro Gonçalves, no Rio Grande

Governo do Pará deve revogar decreto que viola direito de consulta prévia, livre e informada para comunidades tradicionais

  MPF Recomendação conjunta foi assinada pelo Ministério Público Federal, Ministério Público do Estado do Pará, Defensoria Pública da União e Defensoria Pública do Estado     Revogação imediata do decreto nº 1969, de 24 de janeiro de 2018, em razão de violar a Convenção 169 da Organização Internacional do Trabalho. É o que querem Ministério Público Federal, Ministério Público do Estado do Pará, Defensoria Pública da União e Defensoria Pública do Estado em recomendação

Tome uma atitude: Coisas que você pode fazer pelos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Da ONU Coisas que você pode fazer a partir do seu sofá Economize eletricidade conectando aparelhos em uma tira de força e desligando-o completamente quando não estiver em uso, incluindo o seu computador. Pare de extratos bancários em papel e pague suas contas online ou via celular. Sem papel, não há necessidade de destruição da floresta. Compartilhe, não goste. Se você vê uma publicação de mídia social interessante sobre os direitos das mulheres

Top