Índice da edição nº 2.661, 2016 [05/12/2016]

    A tragédia com a Chapecoense e a comoção mundial, artigo de Montserrat Martins PNAD 2015: aumento da pobreza e crescimento da geração nem-nem-nem, artigo de José Eustáquio Diniz Alves A questão hídrica atual do Nordeste seco! artigo de João Suassuna A rápida ratificação do Acordo de Paris é um bom problema. Entrevista com Carlos Rittl Justiça Federal ordena consulta prévia a indígenas para construção da Usina Teles Pires Debate sobre hidrelétricas na Amazônia, no Congresso

A tragédia com a Chapecoense e a comoção mundial, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] O estádio cheio de torcedores do Atlético Nacional da Colômbia cantando em homenagem à Chapecoense foi de arrepiar. O Real Madrid com a camiseta “Somos Todos Chapecoense” também foi comovente. No país e no mundo, chocados com a perda das dezenas de vidas da delegação esportiva, assistimos a reações que foram muito além do imaginado. No noticiário habitual estamos acostumados a notícias ruins sobre a humanidade: guerras, flagelos, injustiças, exploração

PNAD 2015: aumento da pobreza e crescimento da geração nem-nem-nem, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] O sonho da erradicação da pobreza e da mobilidade social ascendente da geração de jovens do Brasil está indo por água abaixo. Toda a propaganda ufanista apresentada durante a campanha presidencial de 2014, agora mostra a sua verdadeira cara. Entre 2011 e 2014 a economia brasileira cresceu de forma anêmica, 2015 e 2016 foram anos de enorme recessão e, provavelmente, o período 2017 a 2020 marcará anos de estagnação

A questão hídrica atual do Nordeste seco! artigo de João Suassuna

    O setentrional nordestino, que há cinco anos vem enfrentando situações de seca, está em “estado de emergência” e muitos dos municípios da região, como o de Campina Grande, na Paraíba, que tem aproximadamente 355 mil habitantes, e Caruaru, em Pernambuco, com 300 mil habitantes, enfrentam problemas de abastecimento de água para o consumo de suas populações. O maior problema da seca é que não há gestão dos recursos hídricos e, em

A rápida ratificação do Acordo de Paris é um bom problema. Entrevista com Carlos Rittl

  IHU “Se o mundo terá que se adaptar a Donald Trump à frente da presidência, na agenda de clima e em vários outros temas, Trump também terá que se adequar à realidade, que é indiscutível, da transição energética”, diz Carlos Rittl à IHU On-Line, na entrevista concedida por telefone, após participar da COP 22, em Marrakesh. Segundo ele, a avaliação entre os membros da Conferência Climática é de que possivelmente a eleição do

Justiça Federal ordena consulta prévia a indígenas para construção da Usina Teles Pires

    ABr Por unanimidade, a 5ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) ordenou a consulta prévia, livre e informada aos povos indígenas Kayabi, Munduruku e Apiaká, que serão atingidos pela obra da Usina Hidrelétrica de Teles Pires, no rio de mesmo nome, localizada na divisa dos estados do Pará e de Mato Grosso. As informações foram divulgadas pelo Ministério Público Federal (MPF). A consulta, segundo o MPF, deve ser feita

Debate sobre hidrelétricas na Amazônia, no Congresso Nacional, dia 6/12

  Por Sucena Shkrada Resk, do ICV No dia 5, também haverá o lançamento de documentário sobre Belo Monte; pós inundação e de livro a respeito da Construção da hidrelétrica de São Luiz de Tapajós, no IESB A decisão política, econômica e socioambiental do governo brasileiro de investir na predominância da matriz energética hidráulica nos próximos anos, em especial, na Amazônia, se tornou um tema de discussão nacional pela complexidade dos projetos implementados

Desigualdade de gênero: Mulheres trabalham cinco horas a mais e ganham 76% do salário dos homens

  ABr O crescimento econômico do Brasil na última década não se refletiu em mais igualdade no mercado de trabalho. Com ou sem crise, as mulheres brasileiras continuam trabalhando mais – cinco horas a mais, em média – e recebendo menos.  A renda das mulheres equivale a 76% da renda dos homens e elas continuam sem as mesmas oportunidades de assumir cargos de chefia ou direção. A dupla jornada também segue afastando muitas

Má nutrição afeta um terço da população mundial e custa US$ 3,5 trilhões por ano, diz FAO

  ONU Brasil Uma em cada três pessoas no mundo não possui uma alimentação adequada, segundo a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO). Mais de 2 bilhões de indivíduos no planeta sofrem de deficiências nutricionais e cerca de 150 milhões de crianças com menos de cinco anos de idade têm o crescimento atrofiado devido a dietas pobres. Ao mesmo tempo, 1,9 bilhão de indivíduos estão acima do

Top