Índice da edição nº 2.660, 2016 [02/12/2016]

    Os países mais ameaçados pelo aumento do nível do mar, artigo de José Eustáquio Diniz Alves Crise civilizatória e sociologia ambiental, Parte 6/6 (Final), artigo de Roberto Naime Padrão de consumo atual é insustentável para população de 7 bilhões O império dos lixões e o custo Brasil do lixo América Latina é região mais hostil a ambientalistas, diz relator da ONU Falta de recursos e de capacitação técnica tornam cidades

Os países mais ameaçados pelo aumento do nível do mar, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] O aquecimento global é o maior risco da sociedade contemporânea. Em artigo anterior, com base em um relatório divulgado no mês de maio de 2016 pela Christian Aid, mostrei como 20 grandes cidades serão afetadas pelo aquecimento global. Os últimos dados mostram que a temperatura nos primeiros 12 meses de setembro de 2015 a agosto de 2016 ficou 1º C acima da média do século XX. Quanto mais a temperatura

Crise civilizatória e sociologia ambiental, Parte 6/6 (Final), artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] BORINELLI (2007) afirma que alguns estudos têm dado importante ajuda para a compreensão das relações entre as instituições políticas e econômicas e a crise ambiental, como é o caso de HAY (1994), DRYZEK (1992), BENTON (1994) e GOLDBLATT (1996). Para este último, por exemplo, uma avaliação mais sistemática de como a política nas sociedades está relacionada com a degradação ambiental deve incluir a relação entre as políticas democráticas e as

Padrão de consumo atual é insustentável para população de 7 bilhões

  Em palestra da série USP Talks, pesquisadores alertam para a necessidade de mudar o sistema socioeconômico e nosso modo de vida para reverter mudanças climáticas Por Diego C. Smirne, do Jornal / Agência USP   O sistema socioeconômico construído e adotado pela humanidade desde a Primeira Revolução Industrial, em 1750, possui um padrão de consumo insustentável para um mundo com 7 bilhões de pessoas como o atual, e mais ainda para a população

O império dos lixões e o custo Brasil do lixo

    O império dos lixões e o custo Brasil do lixo. Entrevista especial com Maurício Waldman Por Patricia Fachin, IHU A notícia divulgada pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo – TCE, de que uma em quatro cidades paulistas tem lixões a céu aberto, evidencia que “estamos diante de um problema estrutural e institucional de gestão, demonstrando a inoperância do Estado em nível local, regional e nacional, à qual eu também

América Latina é região mais hostil a ambientalistas, diz relator da ONU

  ONU Brasil A ambientalista hondurenha e defensora dos direitos indígenas Berta Cáceres foi assassinada em casa, em março deste ano, na frente de um amigo. Todas as ameaças que recebeu por anos se tornaram, então, realidade. Berta lutou a vida toda pelo direito dos povos Lenca de viver em um ambiente seguro e saudável em seu próprio país, Honduras. O assassinato de Berta não foi um caso isolado. Em 2014, três quartos

Falta de recursos e de capacitação técnica tornam cidades menores mais frágeis a desastres ambientais

    Desastres ambientais impactam diferentemente pequenas e grandes cidades Por Elton Alisson | Agência FAPESP A maioria dos pequenos municípios brasileiros, cuja população é composta por até 100 mil habitantes e onde está concentrada metade da população brasileira, não tem um fundo de financiamento de ações de adaptação a mudanças ambientais, como a elevação da temperatura e do volume de chuvas, ou de aumento da resiliência e de mitigação de impactos de desastres

Menos de 1% das propriedades agrícolas detém 45% da área rural no país

  ABr  Quase metade da área rural brasileira pertence a 1% das propriedades do país, de acordo com o estudo inédito Terrenos da desigualdade: terra, agricultura e desigualdades no Brasil rural divulgado ontem (1º) pela organização não governamental (ONG) britânica Oxfam. Os estabelecimentos rurais a partir de mil hectares (0,91%) concentram 45% de toda a área de produção agrícola, de gado e plantação florestal. Por outro lado, estabelecimentos com menos de 10 hectares

Top