Pesquisa mostra que o país segue na contramão da Política Nacional de Mobilidade Urbana

  País tem déficit de 850 km de linhas de metrô e de trem de passageiros, diz CNT ABr     O Brasil tem apenas 1.062 Km de linhas de metrôs e trens de passageiros, em 13 regiões metropolitanas que concentram mais de 20 milhões de habitantes, o que gera um déficit de 850 Km, de acordo com o estudo Transporte e Desenvolvimento: Transporte Metroviário de Passageiros, divulgado hoje (12) pela Confederação Nacional do Transporte

Estudo inédito da Coppe/UFRJ aponta para a necessidade de alternativas sustentáveis de transporte

    No amplo cenário das mudanças climáticas, o setor de transporte é um dos que mais preocupa e exige mudanças rápidas. Em 2010, foi responsável pela emissão de 7,0 GtCO2 no mundo. Recente estudo apresentado na COP22, em Marrakech, elaborado pela Coppe/UFRJ, em parceria com a Shell, analisa alternativas sustentáveis para o transporte rodoviário, usando como parâmetro os projetos de mobilidade adotados no campus Cidade Universitária, da Universidade Federal do Rio

‘Brasil não conta com nenhuma cidade humana e inteligente’, diz especialista do Instituto LabCHIS

    O diretor geral do Instituto LabCHIS, Eduardo Moreira da Costa,afirma que uma cidade inteligente busca as melhores soluções para desenvolver a sua economia e aumentar o bem-estar dos seus cidadãos O Brasil não conta com nenhuma cidade humana e inteligente, e para isso acontecer primeiramente é preciso mudar a cultura do carro nas pessoas. A afirmação foi do conferencista Eduardo Moreira da Costa, diretor geral do Instituto LabCHIS (Cidades mais Humanas,

Professor da USP compara poluição gerada por carros a ‘cigarros ambientais’

  Para Paulo Saldiva, da Faculdade de Medicina da USP, associar a questão da sustentabilidade à saúde pública pode fazer com que se dê mais atenção aos problemas de mobilidade Por Diego C. Smirne, da Rádio USP Hoje, dia 22 de setembro, se comemora o Dia Mundial Sem Carro. A data foi instituída na França, em 1997, e desde então teve adesão de diversas outras cidades da Europa e do mundo. Na cidade

Pesquisa mostra que apenas 25% da população de São Paulo vive próxima a uma estação de transporte público

  Publicação inédita de organizações internacionais da área de transportes aponta que esse número poderia triplicar e passar de 70% até 2025.     A cidade de São Paulo é a sétima mais populosa do mundo. Contudo, apenas um quarto de seus moradores vive próximo a uma estação de transporte público de qualidade, ou seja, a um raio de 1 Km, distância que pode ser facilmente percorrida a pé. A informação consta de um

Uso de combustíveis fósseis X mobilidade urbana: desafios para o Brasil

  Uso de combustíveis fósseis X mobilidade urbana: desafios para o Brasil. Entrevista especial com David Tsai “O que adiantaria todos os veículos de passeio no país serem elétricos, se o sistema de mobilidade continuasse travado como está, com todos parados nos congestionamentos e a um alto custo?”, questiona o engenheiro químico. Foto: musculacaoecia.com.br   Se aprovado, o Projeto de Lei 1.013/2011, que propõe a fabricação e a venda de carros de passeio a diesel no

Na era do automóvel, artigo de Aroldo Cangussu

    [EcoDebate] Na década de 60, para irmos de Janaúba para Montes Claros, tínhamos, à nossa disposição, dois trens diários, que pegávamos e íamos tranquilamente tomando guaraná quente e comendo farofa de frango. Para Belo Horizonte, era só embarcar no leito e ir dormindo sossegadamente. A partir do momento que o governo resolveu mudar a política desenvolvimentista e aplicar tudo na indústria automobilística tudo isto mudou. Hoje a pressa fala mais alto

Carro conceito, artigo de Daniel Clemente

trânsito

  “O automóvel individual permite ao menos a ilusão do controle do próprio destino” Ned Ludd     [EcoDebate] Em tempos modernos o atraso do pensamento individual é o progresso da artificialidade da modernidade. Numa sociedade globalizada onde o valor-mercadoria é o que define as relações sociais não é difícil se deparar com pensamentos que nem devem ser classificados como uma atividade do pensar. A ignorância toma forma de individuo e este toma forma

Brasil perde R$ 156,2 bilhões do PIB com a morosidade do trânsito em São Paulo

    Por José Tadeu Arantes | Agência FAPESP Quanto custa ficar parado no trânsito em São Paulo? Esta pergunta foi respondida com precisão. “Hoje, pessoas que trabalham fora de casa gastam em média 100 minutos do dia na ida e volta entre os locais de moradia e de trabalho. Considerando as características estruturais da Região Metropolitana de São Paulo e os padrões de mobilidade verificados em outras cidades do país, seria possível

Tempo gasto no trânsito ultrapassa duas horas para 23% dos paulistanos

    O tempo perdido no trânsito da cidade de São Paulo continua em níveis elevados, de acordo com a pesquisa de Mobilidade Urbana, da Rede Nossa São Paulo e a Fecomercio-SP, divulgada ontem (22) para lembrar o Dia Mundial sem Carro. Para 23% dos moradores, duas horas é o tempo mínimo gasto no deslocamento principal do dia, para ir ao trabalho ou à escola. A parcela de 35% perde entre uma e

SP: Deslocamento com bicicleta caiu em São Paulo de 2007 a 2012

  Tendência de queda no uso da bicicleta é maior entre os mais pobres, entre os mais ricos há crescimento   Dados preliminares de uma pesquisa sobre os deslocamentos feitos com bicicleta na Região Metropolitana de São Paulo (RMSP) mostram que houve queda no período de 2007 a 2012: o número de ciclistas passou de 6,3 para 5,4 por 1.000 habitantes. O que reverte o cenário de aumento verificado entre 1997 (quando havia

Carona Solidária, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] São cada vez mais disseminadas as iniciativas de fomentar atividades de carona solidária, chamadas de eco-carruagens e de outras denominações, conforme a criatividade das pessoas. Em geral ocorre através de “sites” na internet que promovem caronas entre a população. Em serviços gratuitos que promovem encontros de indivíduos com roteiros de deslocamentos concordantes. Dissecar todas as vantagens do sistema seria longo, mas alguns aspectos tem que ser ressaltados. Inicialmente determina melhor

Ônibus de hidrogênio passam a integrar a frota paulista

  Sem emitir qualquer gás danoso ao meio ambiente, os veículos representam o futuro da mobilidade sustentável no país     do PNUD Um meio de transporte público movido a hidrogênio e que não emite qualquer gás poluente representa a futura geração da mobilidade sustentável. A novidade, já presente nos Estados Unidos, Canadá e Alemanha, acaba de chegar ao Brasil. Na manhã desta segunda-feira, o Estado de São Paulo e parceiros, entre eles o PNUD, colocou

Planejamento urbano e transporte interferem na prática de atividade física e impactam na saúde

  Chegar mais rápido ao se deslocar pela Região Metropolitana de São Paulo (RMSP) e ao mesmo tempo praticar atividade física pode ser possível se houver alterações nos meios de transporte para o deslocamento e no planejamento urbano. Apenas a combinação de mais viagens curtas e uso de transporte público serão capazes de influenciar a saúde da população, reduzindo tanto o tempo total dos deslocamentos e o tempo “parado” e, ao

Alemães querem menos carros nas ruas, aponta estudo

  Levantamento feito pelo governo mostra que 82% população quer projetos que beneficiem pedestres, ciclistas, carros compartilhados e transporte público. Apenas 19% consideram proteção do meio ambiente uma questão urgente. Nada menos que 82% dos alemães que participaram de uma pesquisa bianual realizada pela Agência alemã de Meio Ambiente afirmaram querer que os governantes pensem menos em carros e mais nos pedestres, ciclistas, carros compartilhados e em alternativas de transporte público. "Precisamos de

Mobilidade urbana reflete-se na economia do país

    De acordo com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o tempo médio gasto em deslocamento nas principais regiões metropolitanas do país (Fortaleza, Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba, Porto Alegre e Brasília) é de 82 minutos. Se esse período fosse convertido em horas trabalhadas, o ganho de produção alcançaria cerca de R$ 300 bilhões ou mais de 7% do PIB do país. Para incrementar a

Os 450 anos do Rio de Janeiro, a especulação imobiliária e a imobilidade urbana, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

“Rio 40 graus Cidade maravilha Purgatório da beleza E do caos...” Fernanda Abreu (1992) [EcoDebate] A cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro, também conhecida como “Cidade Maravilhosa” foi fundada por Estácio de Sá no dia 1° de março de 1565 (evidentemente, contra a vontade dos índios Tamoios e Tupinambás que habitavam a região). O município do Rio de Janeiro foi a capital do Brasil entre 1763 e 1960 e vai comemorar seus 450

Compartilhamento de carros elétricos chega ao Brasil

  Recife inaugura serviço no centro histórico; Rio lança chamada pública e SP conta com compartilhamento de veículos à combustão   Subcompacto elétrico tem câmbio automático e motor 1.0. Foto: Diario de Pernambuco   Depois de compartilhar bicicletas, cidades brasileiras dão os primeiros passos para fazer o mesmo com os carros. Esta semana começou a funcionar, no Recife, o primeiro sistema de compartilhamento de veículos elétricos do país. O modelo, implantado nos Estados Unidos e na

RJ: As primeiras linhas de ônibus com tarifa zero (sem cobrar passagem) começam a circular em Maricá

    Ônibus começam a circular no estado do Rio sem cobrar passagem em Maricá As quatro primeiras linhas de ônibus com tarifa zero (sem cobrar passagem) começam a circular hoje em Maricá, o terceiro município do estado do Rio de Janeiro a oferecer transporte público sem a cobrança de passagens. Inicialmente, o serviço terá 10 veículos e ligará os bairros de Recanto e Ponta Negra, nas extremidades do município. Os ônibus circularão com

Pedestres e ciclistas ainda são excluídos de espaços públicos na América Latina

  Na América Latina, as pessoas contam com apenas 4% de espaço exclusivo. Espaços públicos de qualidade e meios de transporte que cheguem aos mais vulneráveis é essencial para reduzir a desigualdade e a pobreza, diz especialista.     Um rápido passeio pelo centro de qualquer grande cidade latino-americana será suficiente para saber quem manda nas ruas. Enquanto cerca de cem milhões de carros – um para cada cinco pessoas – circulam diariamente pelas

Top