Medidas de austeridade no Brasil podem aumentar mortes em menores de 5 anos, segundo estudos de pesquisadores da Fiocruz

    Os resultados vêm de uma nova pesquisa, publicada na revista internacional PLOS Medicine e liderada por pesquisadores do Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia - UFBA, da Fiocruz, do IPEA e do Imperial College de Londres. Usando modelos matemáticos e estatísticos para simular resultados futuros, os pesquisadores verificaram que as taxas de mortalidade em menores de 5 anos poderiam ser 8,6% mais baixas até 2030 se os níveis

Pesquisa relaciona mortalidade infantil e regiões demográficas

  As doenças diarreicas agudas infecciosas e transmissíveis são provocadas por diferentes agentes enteropatógenos, sendo os principais as bactérias, os vírus e os protozoários. Os efeitos fisiológicos mais importantes são desidratação e desnutrição que dificultam o ganho de peso e altura nas crianças, e podem ocasionar retardo no intelecto infantil. Com o objetivo de realizar uma análise de indicadores integrados de ambiente e saúde relativos aos fatores condicionantes da mortalidade por

Compartilhar a cama é o maior fator de risco para morte súbita infantil

    Compartilhar a cama é o maior fator de risco de morte súbita infantil, particularmente entre bebês muito pequenos, afirmaram cientistas americanos nesta segunda-feira. Matéria da AFP, no Yahoo Notícias, com informações adicionais do EcoDebate. De acordo com artigo [Sleep Environment Risks for Younger and Older Infants] publicado no jornal "Pediatrics", 69% dos bebês falecidos subitamente compartilhavam o local onde dormiam com outra pessoa quando faleceram. As descobertas se basearam em dados oficiais

Pesquisa revela que o Bolsa Família teve impacto na queda da mortalidade infantil

  Cartão do Bolsa Família   Uma pesquisa feita para avaliar os impactos do Programa Bolsa Família nas taxas de mortalidade infantil mostra redução de 17% na mortalidade de crianças menores de 5 anos, entre 2004 e 2009. A pesquisa foi feita com dados de cerca de 50% dos municípios brasileiros e revela que o programa contribuiu, principalmente, para a redução dos óbitos em decorrência da desnutrição. A pesquisa registra que o Programa

Variação da quantidade de chuva afeta mortalidade infantil

  Análise espacial do estado do Pernambuco mostrou que nas regiões onde a incidência da chuva é acima ou abaixo da média, a mortalidade infantil é maior. A pesquisa da Faculdade de Saúde Pública (FSP) da USP, realizada pela sanitarista Maria Aparecida Guilherme da Rocha, revela que variações na precipitação pluviométrica causam mais mortes entre crianças menores de um ano. “Tanto nos períodos em que choveu menos do que o esperado

Relatório ‘Violência contra os Povos Indígenas no Brasil’ indica aumento da mortalidade infantil entre povos indígenas

  O relatório Violência contra os Povos Indígenas no Brasil, divulgado ontem (13) pelo Conselho Indigenista Missionário (Cimi), indica que, em 2011, 126 crianças menores de 5 anos morreram devido à falta de assistência médica. O número é maior que o registrado em 2010, quando a organização indigenista ligada à Igreja Católica identificou 92 casos. O dado é um dos indicadores que demonstram que, embora o número de assassinatos (51) seja menor

Número de mortes de crianças menores de 1 ano é maior do que registram as autoridades, diz IBGE

  O número de mortes de menores de 1 ano no país é maior do que o registrado pelas autoridades, sobretudo nas regiões com menor desenvolvimento socioeconômico. Nas regiões Norte, Nordeste e no semiárido, áreas que registram alta fecundidade, porém maior mortalidade infantil, muitos bebês nascem e morrem sem qualquer registro civil. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou, em 16/11, resultados definitivos do Censo Demográfico 2010 que identificaram cerca

O espetáculo desenvolvimentista e a tragédia da mortalidade infantil indígena, artigo de Iara Tatiana Bonin

Amanhece. Entre os diversos sons daquela manhã destaca-se um choro que atravessa a aldeia guarani de Itapuã. Mais uma criança nasce anunciando a vida em seu contínuo recomeço. Para alguns povos indígenas o nascimento antecipa o futuro e mostra que as divindades ainda acreditam que a existência humana vale à pena. Acolher as crianças, permitir que sejam felizes e que desejem permanecer entre os vivos é uma preocupação que, mais

Políticas de combate à mortalidade infantil devem focar melhorias socioeconômicas

Políticas atuais podem frear redução da mortalidade infantil - Uma nova estratégia de políticas públicas como foco na melhoria das variáveis socioneconômicas — educação, renda e saneamento — pode ajudar de maneira mais eficaz na redução da mortalidade infantil. A constatação é de um estudo desenvolvido pela mestre em economia pela Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) da USP e pesquisadora do

Artigo aponta significativa redução de mortalidade infantil por causas evitáveis

As ações de promoção à saúde vinculadas a ações de atenção a saúde auxiliam o declínio da mortalidade infantil em 56,5% (Foto: Jornal Vicentino) Pesquisadores do Ministério da Saúde (MS), da Universidade de Brasília (UnB) e da Universidade de São Paulo (USP) avaliaram as tendências dos coeficientes de mortalidade por causas evitáveis em menores de 1 ano no país, ou seja, o número de óbitos que poderia não ter ocorrido por

Mais de 2/3 das mortes de crianças com menos de cinco anos são causadas por doenças infecciosas

Raio-x da mortalidade infantil – Em todo o mundo, 8,8 milhões crianças com menos de cinco anos morrem anualmente. Mais de dois terços dessas mortes têm como causa doenças infecciosas como pneumonia, diarreia, malária e septicemia. Essa é uma das principais conclusões de um relatório global [Global, regional, and national causes of child mortality in 2008: a systematic analysis] financiado pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), pela Organização

Zilda Arns e a mortalidade infantil, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

Fundadora da Pastoral da Criança, Zilda Arns, é uma das vítimas brasileiras do terremoto que atingiu, no dia 12/01/2010, Porto Príncipe, capital do Haiti Foto: Valter Campanato/Arquivo ABr [EcoDebate] Uma das obras sociais mais impactantes da Igreja Católica no Brasil foi a criação e o engajamento da Pastoral da Criança no trabalho de redução da mortalidade infantil no Brasil. Quando a Pastoral foi criada, em 1983, as taxas de mortalidade infantil

O legado profético de Zilda Arns, artigo de Leonardo Boff

Fundadora da Pastoral da Criança, Zilda Arns, é uma das vítimas brasileiras do terremoto que atingiu, no dia 12/01/2010, Porto Príncipe, capital do Haiti Foto: Valter Campanato/Arquivo ABr [EcoDebate] Já se fizeram todos os elogios devidos à médica brasileira, Zilda Arns, irmã do Cardeal dos direitos humanos, Paulo Evaristo Arns, que sucumbiu sob as ruínas do terremoto no Haiti. Talvez a opinião pública mundial não se tenha dado conta da importância

4.200 crianças no mundo morrem diariamente devido a falta de água potável

125 mi de crianças menores de cinco anos vivem em lares sem acesso a fontes de água potável em todo o mundo GENEBRA - A falta de água potável é a segunda causa de mortes de crianças menores de cinco anos no mundo, 4.200 das quais falecem a cada dia por doenças provocadas por esta carência, segundo dados divulgados nesta sexta-feira, 20, pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef,

Mortalidade infantil, artigo de Bruno Peron Loureiro

[EcoDebate] Há certos 'destinos', como a morte de algumas crianças até um ano. Refiro-me a um número baixo, uma porcentagem, segundo ocorre nos países mais prevenidos. A fatalidade pode seguir uma ordem que está além de qualquer esforço humano. No entanto, é inaceitável que crianças em idade tão precoce deixem a vida por falta de instrução familiar, condições precárias de saúde, carência de educação e meios para a sobrevivência, entre

ONU diz que 536 mil mulheres morrem em decorrência da gravidez por ano Brasil tem terceiro maior índice de mortalidade infantil na América do Sul

O Relatório sobre a Situação da População Mundial 2008, divulgado na íntegra ontem (12) pelo Fundo de População das Nações Unidas (Unfpa), alerta que o número de mulheres que morrem em decorrência da gestação e do parto permanece basicamente inalterado desde 1980. A média é de 536 mil óbitos por ano em todo o mundo. Outros cerca de 15 milhões de mulheres sofrem lesões ou adoecem. A publicação sugere que abordagens

Mortalidade infantil por causas evitáveis no Brasil: um estudo ecológico no período 2000-2002

Mortalidade infantil por causas evitáveis no Brasil: um estudo ecológico no período 2000-2002 Infant mortality from preventable causes in Brazil: an ecological study in 2000-2002 Antonio Fernando BoingI, II; Alexandra Crispim BoingIII ICentro de Ciências da Saúde, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Brasil IIFaculdade de Odontologia, Universidade de São Paulo, São

Brasil é 2º em ranking de redução de mortalidade infantil

Relatório foi preparado para avaliar quais países deverão alcançar metas do milênio. O Brasil ocupa a segunda posição entre os dez países que mais conseguiram reduzir o número de mortes de crianças com menos de cinco anos desde 1990, de acordo com uma edição especial sobre as Metas do Desenvolvimento do Milênio preparada pela revista médica britânica "The Lancet". Matéria da BBC Brasil, publicada pelo Portal G1, 11/04/2008 - 10h26

Mortalidade infantil cai pela metade no Brasil

O Brasil conseguiu reduzir quase pela metade a taxa de mortalidade infantil entre 1990 e 2006, de 46,9 por mil para 24,9 por mil nascidos vivos, mas continuam muito grandes as disparidades entre as diversas regiões do país e entre diferentes grupos étnicos e raciais. Denize Bacoccina, da BBC Brasil em Brasília, 22 de janeiro, 2008 - 10h32 GMT (08h32 Brasília). 866

Top