Tribunal Penal Internacional de Haia sofre pressão para punir crimes de ecocídio

  Tribunal Penal Internacional de Haia sofre pressão para punir crimes de ecocídio De acordo com Paulo Artaxo, tribunais e governos deveriam dar atenção à questão de governança global, pensando nas perdas de biodiversidade e na mudança climática Jornal da USP https://jornal.usp.br/wp-content/uploads/2021/03/CRIME-EMERGENCIA-CLIMATICA_ANDERSON-LIMA.mp3 Tribunais internacionais sempre existiram no mundo, principalmente após o término da Segunda Guerra Mundial. Naquela época, o mais famoso foi o de Nuremberg, que analisou e puniu os crimes cometidos pelos nazistas. Atualmente,

O Ecocídio como possível crime internacional

  O Ecocídio como possível crime internacional IHU O advogado internacional Philippe Sands QC e a juíza internacional Florence Mumba copresidirão um painel de especialistas que trabalhará na definição jurídica de “ecocídio”, como um possível crime internacional que coexistiria com os Crimes de Guerra, o Genocídio e os Crimes Contra a Humanidade. Convocado pela Fundação Stop Ecocide, a pedido de vários parlamentares dos partidos que governam na Suécia, o painel foi iniciado com trabalhos

Ecocídio, entenda o que é e suas consequências

  Ecocídio, entenda o que é e suas consequências Existe uma grande desigualdade entre as espécies da Terra, pois enquanto cresce a população humana, definham as populações não humanas. Segundo Ron Patterson (2014): “Há 10.000 anos os seres humanos e seus animais representavam menos de um décimo de um por cento da biomassa dos vertebrados da terra. Agora, eles são 97 por cento”. A jornalista Elizabeth Kolbert, no livro The Sixth Extinction,

Antropoceno: a Era do Ecocídio

  Antropoceno: a Era do Ecocídio “É triste pensar que a natureza fala e que a humanidade não a ouve” Victor Hugo (1802-1885) Artigo de José Eustáquio Diniz Alves [EcoDebate] O Relatório Planeta Vivo 2020, divulgado pelo Fundo Mundial para a Natureza (WWF), no dia 10 de setembro, mostra que o avanço do processo de crescimento contínuo da produção e consumo de bens e serviços ao bel-prazer da humanidade tem provocado uma degradação generalizada dos

Brasil perde uma vida humana por minuto para a covid-19 e milhões de vidas para o ecocídio, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

[EcoDebate] O Brasil continua sua escala de aumento do número de indivíduos doentes e de pessoas mortas pela covid-19. Pelo terceiro dia consecutivo o país bateu o triste recorde de casos e mortes e ficou no primeiro lugar do ranking internacional. No dia 04 de junho foram 30,9 mil novos casos e 1.473 vidas perdidas em 24 horas, o que dá 61,4 mortes por hora ou mais de uma morte

‘Impeachment de Jair Bolsonaro pelo crime de Ecocídio’, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

“Impeachment de Jair Bolsonaro pelo crime de Ecocídio” “Ah! um povo que iniciasse a destruição dos marcos e deixasse intactas as florestas!“ Henry Thoreau (1817-1862) “O Ecocídio é um crime contra a humanidade e a vida na Terra” Tribunal Penal Internacional [EcoDebate] No mês passado participei de uma manifestação no Largo do Machado, no bairro Flamengo, no Rio de Janeiro (local tradicional de reunião e reivindicação), no âmbito das atividades preparatórias da Greve Global

Crime de Ecocídio contra a Floresta Amazônica, artigo de Heitor Scalambrini Costa

  Crime de Ecocídio contra a Floresta Amazônica, artigo de Heitor Scalambrini Costa [EcoDebate] O governo de extrema direita que tomou posse em 2019, eleito pelo voto popular, em uma eleição repleta de situações inusitadas e mesmo fraudulentas, é um negacionista em relação ao aquecimento global e suas causas. Também expressa rotineiramente, seu desprezo aos povos indígenas e ao meio ambiente. É sempre oportuno lembrar a situação dramática destes povos originários, uma

A vida na Terra tem duas ameaças vitais: mudanças climáticas e ecocídio, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  A vida na Terra tem duas ameaças vitais: mudanças climáticas e ecocídio, artigo de José Eustáquio Diniz Alves [EcoDebate] Em quase 10 anos de colaboração no Portal EcoDebate, chego ao artigo de número mil. Durante esta década de reflexões sobre os temas de população, desenvolvimento e meio ambiente foi ficando claro que são enormes e diversificados os desafios para a redução da pobreza, para a promoção da equidade social em todas

Ecocídio no Antropoceno: 60% dos animais silvestres foram extintos em 44 anos, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  Ecocídio no Antropoceno: 60% dos animais silvestres foram extintos em 44 anos, artigo de José Eustáquio Diniz Alves “É triste pensar que a natureza fala e que a humanidade não a ouve” Victor Hugo     [EcoDebate] O Relatório Planeta Vivo 2018 divulgado pelo Fundo Mundial para a Natureza (WWF), no final de outubro, mostra que o avanço da produção e consumo da humanidade tem provocado uma degradação generalizada dos ecossistemas globais e gerado um ecocídio

Jornada Mundial pelo Fim do Especismo e do Ecocídio, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

“Não tenho dúvidas de que é parte do destino da raça humana, na sua evolução gradual, parar de comer animais, tal como as tribos selvagens deixaram de se comer umas às outras quando entraram em contato com os mais civilizados” Henry Thoreau (1817-1862) “A grandeza de uma nação pode ser julgada pelo modo que seus animais são tratados” Mahatma Gandhi [EcoDebate] O especismo é a discriminação existente com base nas desigualdades entre espécies. É

Mobilização internacional para que o ecocídio seja considerado delito universal

Ativistas se mobilizam pela instituição do ecocídio para coibir crimes ambientais IHU As constantes agressões ao ambiente natural cometidas por grandes grupos econômicos, com a complacência de governos e dispositivos legais, têm levado a uma mobilização em nível internacional para que o ecocídio seja considerado delito universal. Esta é a proposta do jurista espanhol Baltasar Garzón, para quem os ataques sistemáticos contra a natureza por parte de corporações, que promovem explorações arbitrárias e

Tribunal Penal Internacional reconhece ‘ecocídio’ como crime contra a Humanidade

  Da Radio France Internationale / ABr   O Tribunal Penal Internacional (TPI) decidiu, no final de 2016, reconhecer o “ecocídio' (termo que designa a destruição em larga escala do meio ambiente) como 'crime contra a Humanidade'. O novo delito, de âmbito mundial, vem ganhando adeptos na seara do Direito Penal Internacional e entre advogados e especialistas interessados em criminalizar as agressões contra o meio ambiente. As informações são da Radio France Internationale. Com

Especismo e ecocidio: restam 3 rinocerontes brancos, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

rinoceronte branco

“Os animais são seres sencientes, que tem um direito natural de não sofrer” (Matthieu Ricard, monge budista tibetano)   “Tornei-me vizinho dos pássaros, não por ter aprisionado um, mas por ter me engaiolado perto deles” (Henry Thoreau)   "Quando meus olhos estão sujos da civilização, cresce por dentro deles um desejo de árvores e pássaros" (Manoel de Barros)     [EcoDebate] Mais uma espécie está em vias de extinção. Um dos últimos quatro rinocerontes-brancos do norte morreu

Especismo, Ecocídio e a degradação da Grande Barreira de Corais, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] A Grande Barreira de Coral é considerada a maior estrutura do mundo feita unicamente por organismos vivos. Trata-se de uma imensa faixa de corais composta por cerca de 1900 recifes, 60 ilhas e 100 atóis de coral, situada entre as praias do nordeste da Austrália e Papua-Nova Guiné, que possui 2.900 quilômetros de comprimento, com largura variando de 30 km a 740 km. As estruturas dos recifes são compostas por

Especismo e ecocídio: a extinção dos leões na África Ocidental e perda de biodiversidade no mundo, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] O Ecocídio é um crime que acontece contra as espécies animais e vegetais do Planeta e decorre da ganância humana que amplia os territórios da civilização (áreas ecúmenas) – para manter um modelo de produção e consumo conspícuo e insustentável – e reduz as áreas antes ocupadas pela vida selvagem (áreas anecúmenas). O especismo é a discriminação existente com base nas desigualdades entre espécies. Ocorre, em geral, quando os seres

Especísmo e ecocídio: a extinção dos Guepardos, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] O guepardo selvagem é considerado o animal terrestre mais rápido do mundo. Evoluiu na África durante a época Miocena (de 26 milhões a 7,5 milhões de anos), antes de migrarem para a Ásia. Sobreviveu às diversas transformações do clima no planeta, mas os cientistas dizem que pode desaparecer até 2030, não resistindo às condições impostas pelo Antropoceno. No começo do século XX, a população mundial de guepardos era de 100

O crime de ecocídio e a devastação das florestas de São Paulo, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  “A floresta precede os povos E o deserto os segue” (Chateaubriand)     [EcoDebate] São Paulo é o maior estado do Brasil, tanto em termos populacionais, quanto econômico. Mas o crescimento das atividades antrópicas teve como consequência a destruição das matas e da biodiversidade do estado. No início do século XIX a cobertura florestal do Estado de São Paulo correspondia a 81,80% de seu território, equivalente a 20.450.000 hectares. Segundo Mauro Antônio Moraes Victor

Especismo e ecocídio: a extinção dos tigres, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] No espaço de um século a população de tigres selvagens diminuiu de cerca de 100.000 (cem mil) para 3.500 indivíduos. Três subespécies - Javan, Bali, e Caspian tigres - desapareceram durante o século 20. Uma quarta subespécie, o tigre do Sul da China, não foi vista na natureza há mais de 25 anos e foi assumida como extinta durante a década de 1990. De 1900 para cá, a população

Especísmo e ecocídio: o sumiço das abelhas, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] De todas as espécies que estão sendo vítimas do crime de ecocídio – como os tubarões, os elefantes, os rinocerontes, os gorilas, as onças, etc – as abelhas são as mais fundamentais para a alimentação humana e a sobrevivência da humanidade. Três quartos das culturas alimentares do mundo dependem de polinização por insetos, sendo que as abelhas são as agentes mais fundamentais neste processo. As abelhas não produzem só mel,

Especismo e ecocídio: Gorilas ameaçados de extinção, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] O especismo é a discriminação existente com base nas desigualdades entre as espécies. Ocorre, em geral, quando os seres racionais se consideram superiores aos demais seres vivos, inclusive, superiores aos seres sencientes não-racionais. O Ecocídio é um crime que acontece quando há discriminação e abuso contra as espécies animais e vegetais do Planeta. Algumas espécies muito evoluídas e com ancestrais mais antigos do que a espécie humana estão sendo

Top