Inundações na maré alta nos EUA mostram rápidos aumentos

 

Inundação de maré alta em Miami, Florida
Inundação de maré alta em Miami, Florida. Foto: B137, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons

Inundações na maré alta nos EUA mostram rápidos aumentos

Em meados da década de 2030, várias regiões costeiras dos Estados Unidos podem ver aumentos rápidos no número de dias de inundações de maré alta (HTF), de acordo com um estudo liderado pela Universidade de Hawai’i em Manoa e publicado na Nature Climate Change.

Os efeitos combinados do aumento do nível do mar (SLR) e das flutuações naturais na faixa das marés são esperados para causar pontos de inflexão na frequência de HTF.

Locais costeiros ao redor dos EUA, particularmente ao longo da costa atlântica, estão experimentando inundações recorrentes na maré alta. O impacto do HTF se acumula sobre inúmeras ocorrências aparentemente menores, que podem exceder o impacto de extremos raros ao longo do tempo. Esses impactos são sutis — por exemplo, a perda de receita devido a fechamentos de estradas e negócios recorrentes — em comparação com os danos físicos da propriedade e da infraestrutura associados a eventos extremos causados por tempestades.

“Esperamos que os aumentos mais rápidos sejam ao longo das costas do Pacífico e do Golfo do México, que incluem o Havaí e outras Ilhas do Pacífico. Isso é importante, porque este é o ponto em que as inundações de maré alta transitam de ser principalmente uma questão local ou regional e se torna uma questão nacional que afeta a maioria das costas da nossa nação”, disse o autor principal Phil Thompson, diretor do Centro de Nível do Mar da UH e professor assistente de oceanografia na UH Manoa School of Ocean and Earth Science and Technology (SOEST).

Thompson e pesquisadores de todo o país analisaram dados de medidor de marés de 89 locais costeiros ao redor dos EUA, incluindo 10 locais das Ilhas do Pacífico afiliadas ao Hawai’i e dos EUA, e desenvolveram uma nova técnica estatística que combinou mudanças na faixa de marés com cenários de elevação do nível do mar da NOAA para o século XXI para produzir as projeções de inundações nas marés altas.

O aumento contínuo do nível do mar agravará a questão onde está presente, e muitos outros locais começarão a sofrer inundações recorrentes nas próximas décadas. Além disso, a equipe de pesquisa descobriu que ciclos anuais nas marés e no nível do mar podem se combinar com anomalias oceanográficas para produzir muitos episódios de inundação de maré alta em um curto espaço de tempo — criando meses extremos com eventos agrupados.

Os resultados do estudo abordam diretamente como as comunidades costeiras poderiam planejar o futuro.

“Cientistas, engenheiros e tomadores de decisão estão acostumados a pensar em raros eventos de alto impacto, por exemplo, uma tempestade de 100 anos, mas demonstramos que é importante planejar por meses ou estações extremas durante as quais o número de episódios de inundação, em vez da magnitude, é excepcional”, disse Thompson.

Além disso, os cientistas descobriram que as flutuações que ocorrem naturalmente na maré variam de uma década para a outra, reduzir e exacerbar os impactos do aumento do nível do mar.

“Compreender e comunicar esse fenômeno reduz a possibilidade de complacência e inação durante períodos de impactos reduzidos e nos ajuda a estar mais preparados para períodos em que os impactos serão aumentados”, acrescentou Thompson. “Como um estado insular com grande parte de sua infraestrutura e economia vulneráveis ao aumento do nível do mar, esses resultados são cruciais para entender como os impactos do aumento do nível do mar evoluirão nas próximas décadas no Hawai’i.”

Pesquisas como esta fornecem informações sólidas e baseadas em ciência sobre as quais os tomadores de decisão podem basear planos para se adaptar ao aumento do nível do mar e mitigar os impactos das inundações locais e regionais.

Referência:

Rapid increases and extreme months in projections of United States high-tide flooding, Nature Climate Change (2021). DOI: https://doi.org/10.1038/s41558-021-01077-8

 

Henrique Cortez, tradução e edição, a partir de informações da University of Hawaii at Manoa

in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 21/06/2021

 

A manutenção da revista eletrônica EcoDebate é possível graças ao apoio técnico e hospedagem da Porto Fácil.

 

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate com link e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394,

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Top