Índice da edição nº 3.011, 2018 [de 06/07/2018]

    Estimativa da população da China e cenários para 2100, artigo de José Eustáquio Diniz Alves Perda de florestas do Sudeste Asiático é muito maior do que o esperado, com implicações negativas para o clima Desmatamento na Amazônia aumenta temperatura da água e prejudica crescimento dos peixes de riachos 48,6% dos municípios do país foram afetados por secas nos últimos 4 anos Povos indígenas do médio rio Solimões e afluentes reúnem-se e divulgam 'Documento do

Estimativa da população da China e cenários para 2100, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] A China – o país mais populoso do mundo - caminha para ser a grande potência econômica do século XXI, mesmo que, em termos demográficos, apresente um decrescimento a partir da próxima década. A população da China era de 554 milhões em 1950 e passou para 1,41 bilhão de habitantes em 2017. O ritmo de crescimento vinha desacelerando desde o início dos anos de 1970, quando - ainda na época

Perda de florestas do Sudeste Asiático é muito maior do que o esperado, com implicações negativas para o clima

  Por John Sullivan, School of Engineering and Applied Science, Princeton University* Pesquisadores que utilizam imagens de satélite descobriram um desmatamento muito maior do que o esperado desde 2000 nas terras altas do sudeste da Ásia, um ecossistema mundial de importância crucial. As descobertas são importantes porque levantam questões sobre as principais suposições feitas nas projeções da mudança climática global, bem como preocupações sobre as condições ambientais no sudeste da Ásia no

Desmatamento na Amazônia aumenta temperatura da água e prejudica crescimento dos peixes de riachos

  Desmatamento na Amazônia faz peixes de riachos “emagrecerem” Por Silvana Salles, do Jornal da USP O desmatamento na Amazônia aumenta em até 6°C a temperatura média dos riachos de cabeceira. O que, por sua vez, leva a uma significativa perda de massa nos peixes que vivem nestes ambientes. É o que sugere um estudo conduzido por pesquisadores da USP e publicado na revista científica PLOS One. No experimento em laboratório, o grupo descobriu que os

48,6% dos municípios do país foram afetados por secas nos últimos 4 anos

    IBGE Entre 2013 e 2017, dos 5.570 municípios brasileiros, 2.706 (48,6%) foram afetados por secas, 1.726 (31,0%) por alagamentos, 1.515 (27,2%) por enxurradas, 1.093 (19,6%) por processos erosivos acelerados e 833 (15,0%) por deslizamentos. No entanto, em 2017, 59,0% dos municípios brasileiros não apresentavam nenhum instrumento voltado à prevenção de desastres, e apenas 14,7% (821 municípios) tinham Plano de Contingência e/ou Prevenção para a seca. Os dados são do Perfil dos Municípios

Povos indígenas do médio rio Solimões e afluentes reúnem-se e divulgam ‘Documento do Fórum de Política Indigenista de Tefé’

30 ANOS DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL: TEMPO DE RESISTÊNCIA “Solidariedade pela Vida” Kanamari, Madija Kulina, Deni, Miranha, Tikuna, Maku Nadëb, Kokama, Kambeba, Apurinã e Kaixana. Esses são os povos dos municípios de Tefé, Alvarães, Japurá, Maraã, Itamarati e Carauari que participam do projeto “Garantindo a defesa de direitos e a cidadania dos povos indígenas do médio rio Solimões e afluentes", realizado pela Cáritas e Conselho Indigenista Missionário (CIMI) da Prelazia de Tefé e

Força-tarefa flagra mais de 2.600 trabalhadores em situação irregular, em usina no Triângulo Mineiro

  Mais de 2.600 trabalhadores foram encontrados em situação irregular laborando no corte, carregamento e transporte de cana-de-açúcar O Grupo de Força-Tarefa da Superintendência Regional do Trabalho de Minas Gerais (SRT-MG), formado por auditores-fiscais que atuam nas áreas de legislação trabalhista e segurança e saúde no trabalho, constatou graves irregularidades trabalhistas em uma usina de cana-de-açúcar localizada no município de Frutal, na região do Triângulo Mineiro, em Minas Gerais, distante 620 Km

Top