Índice da edição nº 2.977, 2018 [de 11/05/2018]

    Morre Nabi Tajima, a última supercentenária nascida no século XIX, artigo de José Eustáquio Diniz Alves O boi que faz a antirreforma agrária e sacrifica o meio ambiente, artigo de Jacques Távora Alfonsin Economista mostra que sistema de governança pouco aprendeu com a crise hídrica que atingiu SP entre 2013 e 2015 Terra Indígena Lagoa da Encantada, do povo Jenipapo Kanindé: Uma guerra de baixa intensidade em defesa da água Eventos internacionais evidenciam interesses

Morre Nabi Tajima, a última supercentenária nascida no século XIX, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] A supercentenária Nabi Tajima (04/08/1900-21/04/2018), a última pessoa nascida no século XIX e a terceira mulher mais longeva de todos os tempos, morreu no dia de Tiradentes (21 de abril). Ela nasceu em agosto de 1900 (o século XX começou em 01 de janeiro de 1901) e, segundo familiares, tinha mais de 160 descendentes. Ela viveu em Kikai, um distrito da ilha de Kyushu, ao sul do Japão. Nos últimos

O boi que faz a antirreforma agrária e sacrifica o meio ambiente, artigo de Jacques Távora Alfonsin

    IHU "Sabendo-se que a maioria das/os legisladoras/es brasileiras/os se encontra aliada ao Poder Executivo ora (des)governando o país, e este desmontou tudo o que podia ser feito pela implementação de reforma agrária, aquele bicho vai continuar mesmo impedindo essa política pública", escreve Jacques Távora Alfonsin, procurador aposentado do estado do Rio Grande do Sul e membro da ONG Acesso, Cidadania e Direitos Humanos. Eis o artigo. Entre os argumentos frequentes usados pelas/os grandes latifundiárias/os nas ações judiciais de reintegração

Economista mostra que sistema de governança pouco aprendeu com a crise hídrica que atingiu SP entre 2013 e 2015

  Jornal da UNICAMP TEXTO: CARMO GALLO NETTO FOTOS: ANTONIO SCARPINETTI EDIÇÃO DE IMAGEM: LUIS PAULO SILVA O economista ecológico Bruno Peregrina Puga propôs-se a compreender como atores e instituições dentro do sistema de governança hídrica lidaram com a crise decorrente de um evento climático extremo (seca) enfrentado pelo Estado de São Paulo de 2013 a 2015, considerando que ocorrências decorrentes de mudanças climáticas extremas são importantes para revelar as falhas institucionais no enfrentamento desses

Terra Indígena Lagoa da Encantada, do povo Jenipapo Kanindé: Uma guerra de baixa intensidade em defesa da água

  Por Renato Santana, Ascom/Cimi | Jornal Porantim 403, março de 2018     A Pecém Agroindustrial S.A é uma das empresas do Grupo Ypióca. Localizada em Aquiraz, município situado a 32 km de Fortaleza (CE), a empresa produz papel e papelão; assim como no caso da cachaça, carro chefe do grupo desde o século XIX, a água é a matéria-prima na produção de 70 toneladas por dia em bobinas de papel. Alegando prejuízo

Eventos internacionais evidenciam interesses e contradições dos discursos de acesso à água e de preservação dos mananciais

  Revista Radis, Número 188, Maio 2018  (Foto: Sylvain Liechti / ONU) Essência da vida no planeta, recurso natural indispensável. Direito humano ou mercadoria do futuro. Acesso à água, preservação dos mananciais. Disputas que têm a água no centro das questões. Dois eventos paralelos, manifestações e documentos globais mostraram que é preciso construir uma ponte sobre o fosso entre os que veem a água como insumo e fonte de riqueza e os que a

Depressão pós-parto. Como lidar com esse momento delicado da mulher?

    Os indicadores podem ser desânimo, apatia, tristeza profunda e sentimento de culpa Após a chegada do bebê, muitas mães sentem que algo não está como antes. Não apenas a rotina da família que muda com a chegada da criança, o lado emocional e até mesmo as condições físicas da mulher se modificam com o início da maternidade. De acordo com a psicóloga e professora do curso de Psicologia da Universidade UNIVERITAS/UNG,

Top