Índice da edição nº 2.834, 2017 [de 19 e 20/09/17]

    Secularização e pluralidade na América Latina, artigo de José Eustáquio Diniz Alves Depressão: A esperança mora ao lado, artigo de Montserrat Martins Ouro de tolo: RENCA e o futuro da Amazônia, artigo de Carlos Eduardo Frickmann Young Emissões de automóveis a diesel causam cerca de 5.000 mortes prematuras anualmente em toda a Europa, revela um novo estudo 'O Brasil não é desigual por acidente'; entrevista com Pedro Herculano de Souza, pesquisador do Ipea Para combater

Secularização e pluralidade na América Latina, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  “Deus quer evitar o mal, mas não pode fazê-lo? Então não é onipotente. É capaz de evitar, mas não quer? Então é malvado. Deus pode e quer evitar o mal? Então por que permite a maldade? Deus não pode e nem quer evitar o mal? Então por que chamá-lo Deus?” (Epicuro de Samos, 341-270 a. C.)     [EcoDebate]A secularização pode ser definida como o fenômeno por meio do qual a religião perde

Depressão: A esperança mora ao lado, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] Alguma pessoa já representou esperança para você, de apoio, abrir portas, enfim, uma pessoa aliada em caso de necessidade? Você também pode ser a esperança para alguém, sem que você tenha notado ainda. Um post do Facebook lembra que você não sabe o nome do Prêmio Nobel do ano passado, mas nunca vai esquecer alguém que lhe ajudou numa hora difícil. Uma ajuda pode salvar vidas inclusive, como num

Ouro de tolo: RENCA e o futuro da Amazônia, artigo de Carlos Eduardo Frickmann Young

    Após forte pressão popular, o Governo Federal revogou o decreto que abriria à exploração a Reserva Nacional do Cobre e Associados (RENCA), uma área de 4,7 milhões de hectares no Nordeste da Amazônia que representa a última grande fronteira mineral no Brasil. Não constava no decreto alterações nos limites das unidades de conservação e terras indígenas já existentes na região, contudo, o estímulo direto para uma atividade de elevado impacto

Emissões de automóveis a diesel causam cerca de 5.000 mortes prematuras anualmente em toda a Europa, revela um novo estudo

    Desde o final da década de 1990, a participação dos carros diesel na UE aumentou para cerca de 50% na frota, com importantes variações entre países. Atualmente, existem mais de 100 milhões de carros diesel que circulando pela Europa, duas vezes mais do que no resto do mundo. Suas emissões de NO x são, no entanto, 4 a 7 vezes maiores no trânsito do que em testes oficiais de certificação. Os controles modernos do motor foram otimizados

‘O Brasil não é desigual por acidente’; entrevista com Pedro Herculano de Souza, pesquisador do Ipea

    No último fim de semana, novos dados sobre a persistente desigualdade social brasileira voltaram a circular. O recente estudo de Marc Morgan, do World, Wealth & Income Database, cruza as declarações de renda dos brasileiros nos últimos 15 anos com pesquisas domiciliares e de renda nacionais. O pesquisador, vinculado ao grupo do economista francês Thomas Piketty, demonstra que ao contrário do que se pensava, a desigualdade no Brasil cresceu no período.

Para combater o desperdício de alimentos, Comissão da Câmara aprova normas para a destinação de resíduos alimentares

    A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania aprovou proposta que estabelece regras para a destinação de resíduos alimentares, com o objetivo de combater o desperdício de alimentos. O texto aprovado é um substitutivo da Comissão de Seguridade Social e Família ao Projeto de Lei 3070/15 do deputado Chico D'Angelo (PT-RJ). Segundo o relator, deputado Paulo Teixeira (PT-SP), a proposta ajuda no combate à fome e à miséria que “assolam o

OIT: Escravidão moderna afeta 40 milhões de pessoas no mundo; trabalho infantil atinge 152 milhões

  ONU Uma nova pesquisa da Organização Internacional do Trabalho (OIT) e da Fundação Walk Free, em parceria com a Organização Internacional para as Migrações (OIM), revela a verdadeira escala da escravidão moderna em todo o mundo. Os dados, lançados na terça-feira (19) durante a Assembleia Geral das Nações Unidas em Nova Iorque, mostram que mais de 40 milhões de pessoas foram vítimas da escravidão moderna em 2016 globalmente. Além disso, a OIT

Top