Índice da edição nº 2.785, 2017 [de 03/07/17]

    Ideias melhores para o Estado, artigo de Montserrat Martins A nova ordem mundial: o G7 é minoria no G20, artigo de José Eustáquio Diniz Alves Pós-Rio+20 - Uma análise crítica da economia verde e da natureza jurídica dos créditos ambientais, artigo de Amyra El Khalili Floresta amazônica, resiliência ou colapso? Pesquisa investiga o ecossistema frente à oferta extra de gás carbônico Corte de R$ 200 mi da Noruega para Amazônia tem efeito político, análise

Ideias melhores para o Estado, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] Segurança ou Educação, qual deve ser a prioridade? As duas, até porque sem Segurança o funcionamento das escolas está sendo afetado pela violência, bem como os postos de saúde também. O meme “se não investirmos em escolas teremos de construir presídios” é verdadeiro, mas hoje sem a construção de presídios não há segurança pública e as próprias escolas não funcionarão bem. No projeto Escola Aberta em Porto Alegre, nos fins

A nova ordem mundial: o G7 é minoria no G20, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] A cúpula do G20 que se reúne em Hamburgo, na Alemanha, nesse início de julho de 2017, trará não somente um confronto entre a anfitriã Angela Merkel e Donald Trump, mas também a presença de Xi Jinping e seu projeto “Um cinturão, uma rota”, o encontro Trump-Putin, além de uma agenda difícil e cheia de confrontos nas visões sobre a economia, os direitos humanos e as questões ambientais, como

Pós-Rio+20 – Uma análise crítica da economia verde e da natureza jurídica dos créditos ambientais, artigo de Amyra El Khalili

    “... uma coisa pode ser valor de uso, sem ser valor. É esse o caso, quando a sua utilidade para o homem não é mediada por trabalho. Assim, o ar, o solo virgem, os gramados naturais, as matas não cul­tivadas etc. Uma coisa pode ser útil e produto do trabalho humano, sem ser mercadoria. Quem com seu produto satisfaz sua própria necessidade cria valor de uso, mas não mercadoria. Para

Floresta amazônica, resiliência ou colapso? Pesquisa investiga o ecossistema frente à oferta extra de gás carbônico

  Do Jornal da UNICAMP Texto Manuel Alves Filho Fotos Antoninho Perri | João Marcos Rosa | AmazonFace Edição de imagem Luis Paulo Silva Nos anos iniciais da escola, aprendemos que as plantas realizam o processo de fotossíntese para produzir a energia necessária à sua sobrevivência. Dito de maneira simplificada, elas utilizam o gás carbônico (CO2) da atmosfera e a luz do sol para produzir glicose, espécie de açúcar que garante suas atividades vitais. De

Corte de R$ 200 mi da Noruega para Amazônia tem efeito político, análise do professor Marcelo Pereira de Souza

    Análise é do professor Marcelo Pereira de Souza, da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP) da USP Por Redação, Rádio USP Em recente viagem à Europa, o presidente Michel Temer fez uma parada na Noruega. A visita oficial àquele país foi marcada por constrangimentos. Além de se referir ao país como sendo a Suécia, a comitiva em que estava o ministro do Meio Ambiente, José Sarney Filho, ouviu

El aumento de temperaturas modificará drásticamente el ambiente y la biodiversidad del continente antártico

  Servicio de Información y Noticias Científicas (SINC) El cambio climático destapa nuevos hábitats en la Antártida El aumento de temperaturas modificará drásticamente el ambiente y la biodiversidad del continente antártico. Según un nuevo estudio, el deshielo expandirá para finales de siglo hasta un 25% el territorio habitable de la flora y fauna autóctonas, al mismo tiempo que permitirá la entrada de especies invasoras. Pero los científicos desconocen aún si los efectos del

Zika Vírus: o risco continua

    Novas descobertas e estudos sobre o tema deixam especialistas no Brasil e no mundo em estado de alerta Depois de alguns meses sem estampar as manchetes dos jornais, o Zika vírus volta a chamar a atenção da imprensa e também dos especialistas. Por um lado, algumas notícias veiculadas nas últimas semanas apontam para o fim da epidemia e uma aparente tranquilidade da população, que volta a fazer planos para aumentar a

Top