Índice da edição nº 2.766, 2017 [de 01/06/17]

    Aluguel de colmeias de abelhas, artigo de Roberto Naime A inserção curricular da disciplina educação ambiental nas escolas: trabalho sistemático, efetivo quanto a formação crítica, atitudinal e de consciência para as questões ambientais, por Ricardo Santos David Enfrentando os ataques ao meio ambiente, por William F. Laurance Mapeamento revela que impacto da moratória da soja na redução de desflorestamentos é maior do que se estimava Estudo do WWF-Brasil revela que Bahia tem 48 áreas

Aluguel de colmeias de abelhas, artigo de Roberto Naime

  “Se as abelhas desaparecerem da face da terra, a humanidade terá apenas mais quatro anos de existência. sem abelhas não há polinização, não há reprodução da flora, sem flora não há animais, sem animais não haverá raça humana”. “Albert Einstein”     [EcoDebate] As abelhas trabalham todos os dias do ano, sem direito a benefícios ou folgas. São confinadas em pequenas casas de madeira ao longo das plantações e têm até sua funcionalidade

A inserção curricular da disciplina educação ambiental nas escolas: trabalho sistemático, efetivo quanto a formação crítica, atitudinal e de consciência para as questões ambientais, por Ricardo Santos David

    Resumo O objetivo deste artigo é destacar o debate, a discussão acerca de um possível diálogo entre o desenvolvimento sustentável (DS) e a Educação Ambiental (EA). Trata-se de compreendermos que os professores devem empenhar-se na busca da melhoria do planeta mediante a busca pela melhoria da qualidade de vida e pelas melhores condições ambientais via campo da Educação Ambiental. Contextos históricos que orientam e fundamentam os valores econômicos, sociais e culturais.

Enfrentando os ataques ao meio ambiente, por William F. Laurance

  Caros Colegas, Em todo o mundo, as leis e regulamentos ambientais, que mantêm o nosso ar limpo, nossa água potável, o mundo natural e a vida seguros, estão sob ataque, visando reduzir ou eliminar as proteções existentes. Em breve ensaio [Around the world, environmental laws are under attack in all sorts of ways] argumento que tais ataques estão acontecendo todos os dias, em todo o mundo: https://theconversation.com/around-the-world-environmental-laws-are-under-attack-in-all-sorts-of-ways-77590 Longe de pregar o desespero, defendo

Mapeamento revela que impacto da moratória da soja na redução de desflorestamentos é maior do que se estimava

Impacto da moratória da soja na redução de desflorestamentos é maior do que se estimava Mapeamento realizado pela Universidade de Kansas, nos Estados Unidos, em parceria com a Embrapa, comprova que a moratória da soja teve contribuição decisiva na redução do desflorestamento no Estado de Mato Grosso. Pesquisas com dados mapeados de 2001 a 2014 mostraram que houve uma queda de 2,4 vezes no cultivo da cultura em áreas recém-desflorestadas. A

Estudo do WWF-Brasil revela que Bahia tem 48 áreas que precisam de ações urgentes de conservação ou recuperação

  O mapeamento também indica que há atualmente mais de 2.900 espécies de animais e plantas que necessitam de ações de conservação Um mapeamento realizado pelo WWF-Brasil e a Secretaria de Meio Ambiente do Estado da Bahia (SEMA-BA) revela que existem atualmente 336 áreas prioritárias para conservação da biodiversidade em ambiente terrestre e marinho: 48 delas precisam de ações urgentes de conservação e ou recuperação; 84 foram classificadas como de prioridade muito

Nota Pública das Pastorais do Campo: Sem direito à terra em vida, massacre e morte indigna

    Guardai o juízo e fazei justiça. Porque a minha salvação está prestes a vir, e a minha justiça para se manifestar. (BÍBLIA, Isaías 56,1)   As Pastorais Sociais do Campo subscritas vimos mais uma vez a público denunciar e clamar por justiça diante da trágica e assustadora escalada da violência no campo. Em 35 dias, foram três massacres concretizados e uma tentativa, quase um por semana, com 22 trabalhadores em luta pela

Câmara aprova PEC que considera vaquejadas como práticas não cruéis

    O plenário da Câmara dos Deputados aprovou ontem (31), em segundo turno, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 304/17, que considera as vaquejadas como práticas não cruéis. O texto, que já havia sido aprovado em primeiro turno, altera a Constituição para estabelecer que não são consideradas cruéis as atividades desportivas que utilizem animais, desde que sejam registradas como bem de natureza imaterial integrante do patrimônio cultural brasileiro e garantam

Top