MPF/ES denuncia agenciador e proprietário rural por submeter 12 pessoas a trabalho escravo

    Nove trabalhadores continuaram a ser tratados como escravos mesmo após assinatura de acordo O Ministério Público Federal no Espírito Santo (MPF/ES) denunciou duas pessoas por submeter 12 trabalhadores provenientes de municípios do Sul da Bahia à condição análoga à de escravos, numa fazenda na zona rural do município de São Mateus, no Norte do Estado. José Amaro Gomes Roseira – quem contratou os trabalhadores – e Pedro Elias de Martins –

Top