Portal EcoDebate: Índice da edição nº 1.884, de 25/07/2013

    Depressão, o mal do século, artigo de Montserrat Martins Antivida, artigo de Efraim Rodrigues Trabalhadoras domésticas e negras: mulheres na luta por seus direitos! artigo de Lourivânia Soares O lucrativo mercado da educação superior, por Cátia Guimarães Nota da SFVivo sobre o falecimento de Élson Ribeiro Borges, líder quilombola da Bahia Código Florestal é criticado por especialistas na reunião da SBPC Neve devastou a Mata Atlântica em Santa Catarina Ministério

Depressão, o mal do século, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] Na área emocional, o mal do século XXI é a depressão, como a histeria foi o mal do século XIX. Sabe-se que a histeria era comum na era vitoriana, de repressão sexual, mas depois das mudanças culturais do século XX se tornou rara na Europa. Mas quais as causas da depressão, agora, como um fenômeno social? Qualquer transtorno tem causas biológicas, psicológicas e sociais. Entre os múltiplos fatores, no

Antivida, artigo de Efraim Rodrigues

    [EcoDebate] Por que seu médico insiste para você continuar tomando o antibiótico mesmo depois de já se sentir bem ? Imagine que cada bichinho que está lhe fazendo mal seja uma pessoinha. Algumas gostam do Pequeno Príncipe, outras de canções francesas. Do nada chega um exterminador (o antibiótico) que mata quase todos porque pega alguma característica muito comum. Coloque aí como antibiótico, por exemplo, um professor que 'matasse' implacavelmente os fans de música sertaneja. Rapidamente sentiríamos

Trabalhadoras domésticas e negras: mulheres na luta por seus direitos! artigo de Lourivânia Soares

    Na data em que se celebra o dia da mulher negra latinoamericana e caribenha, 25 de julho, as trabalhadoras domésticas, que formam a base da pirâmide social brasileira, sabem que ainda têm um longo caminho a percorrer para a efetiva garantia dos seus direitos e para a superação do preconceito.   [EcoDebate] Com raízes no regime escravista, o trabalho doméstico no Brasil combina três dimensões que reforçam um preocupante retrato da

O lucrativo mercado da educação superior, por Cátia Guimarães

    Incentivo público foi determinante para que o Brasil se tornasse um dos maiores mercados privados de ensino superior do mundo O Brasil é o maior mercado de ensino superior privado da América Latina e o quinto maior do mundo. Em 2011, mais de 72% das matrículas desse segmento educacional se davam em instituições particulares, enquanto menos de 28% estavam nas instituições públicas. Esses percentuais foram registrados pelo último Censo da Educação

Nota da SFVivo sobre o falecimento de Élson Ribeiro Borges, líder quilombola da Bahia

  A BARRA DE ÉLSON CHEGOU PARA ELE ÉLSON RIBEIRO BORGES. Foto de Luciano Bernardi (março 2013), no blogue Racismo Ambiental   ÉLSON RIBEIRO BORGES era quilombola, lavrador, pescador, ribeirinho do Rio São Francisco, liderança de sua comunidade Barra do Parateca, em Carinhanha-BA, e dirigente do CETA – Movimento dos Trabalhadores Rurais Assentados, Acampados e Quilombolas da Bahia. Ontem, 23 de julho de 2013, pelas 19 hs, sua vida de luta encontrou sua “barra” intransponível.

Código Florestal é criticado por especialistas na reunião da SBPC

    Em conferência, biólogo e advogado apontam falhas nas regras em vigor e propõem um amplo debate nacional Mesmo com a aprovação do Código Florestal (Lei 12.651 de maio de 2012, alterada pela lei 12.727 de outubro de 2012), ainda há pontos polêmicos. Foi esse o tema central da mesa redonda "Código Florestal Brasileiro: avanços e retrocessos", realizada nesta terça-feira, dia 23, na 65ª Reunião Anual da SBPC, no Recife. O professor

Neve devastou a Mata Atlântica em Santa Catarina

  Com o peso do gelo acumulado as árvores nativas penderam na borda da RPPN das Araucárias Gigantes, em Itaiópolis - Santa Catarina - Foto: Elcio Glovacki. 23/07/2013   Zona rural do Planalto Norte vira um cenário de horror A Mata Atlântica do Planalto Norte de Santa Catarina foi devastada pela neve. A exuberante floresta tropical não suportou. O verde da mata sumiu sob o gelo. A RPPN das Araucárias Gigantes [ http://www.ra-bugio.org.br/areasprotegidas.php?id=13 ],

Ministério Público pede suspensão de licença para construção de usina em Mato Grosso

  PCH Paiaguá – Projeto deve alagar área de cerca de 2,2 mil hectares. Imagem: Repórter Brasil   A licença prévia emitida pela Secretaria do Meio Ambiente do Mato Grosso para a construção da usina hidrelétrica de Paiaguá é irregular. Este é o entendimento do Ministério Público Federal no estado, que propôs uma ação civil pública pedindo a suspensão do licenciamento. O projeto prevê a construção da usina no Rio do Sangue, provocando

Plásticos biodegradáveis têm contribuição da nanotecnologia

  Plásticos biodegradáveis para uso em sacolinhas, copos descartáveis, embalagens e materiais para a agropecuária. Essas são algumas das funcionalidades da nanotecnologia já identificadas por pesquisadores brasileiros. A tecnologia dispensa o uso do petróleo na produção do plástico e o material degrada-se mais depressa. Enquanto o produto tradicional demora até 400 anos para ser absorvido no meio ambiente, o plástico biodegradável leva 18 semanas, em média. Estudo liderado pela Embrapa Instrumentação aponta

Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros discute políticas públicas para povos tradicionais

  O Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros, que começou no último fim de semana termina no domingo (28), tem uma agenda política reivindicada pelos povos tradicionais. Está previsto na programação, o 2º Encontro de Lideranças Quilombolas de Goiás (GO). Representantes das 22 comunidades de descendentes de escravos já reconhecidas pelo estado de Goiás puderam debater, juntas, suas demandas e desafios. O encontro conta com a parceria, também, da Casa de Cultura

Presidenta da Funai diz que consulta a outros órgãos não deve retardar criação de terras indígenas

  Brasília, 24/07/2013 - O Cacique Raoni cumprimenta a presidente interina da Funai, Maria Augusta Assirati, durante solenidade de inauguração do novo edifício-sede da Fundação Nacional do Índio. Foto de Valter Campanato/ABr.   A pouco mais de um mês ocupando a presidência da Fundação Nacional do Índio (Funai), Maria Augusta Assirati disse ontem (24) que o resultado de novos estudos de identificação e delimitação de terras indígenas será divulgado em breve. Evitando falar

Top