Portal EcoDebate: Índice da edição nº 1.650, de 06/08/2012

    Confusões Olímpicas, artigo de Montserrat Martins Possibilidades da automação na gestão e tratamento de resíduos sólidos, por Antonio Silvio Hendges e Juan Pedro Acosta As Vagas Ociosas das Universidades Federais, artigo de Pedro Luiz Teixeira de Camargo Registro de queimadas no país este ano é 61% maior do que em 2011 Incêndios florestais revelam estado de desobediência civil, diz pesquisador do Inpe Toxic Tour visita empreendimentos poluidores para denunciar o

Confusões Olímpicas, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] Jogos substituem guerras, na civilização, sendo as Olimpíadas portanto a maior festa simbólica para consagrar a evolução. Mais que superar recordes, celebram o grau de perfeição possível e não só da força ou velocidade, também da harmonia e beleza de movimentos. O que destoa de suas regras de convivência, como o doping, não é aceito nessa comemoração universal, para termos certeza que retrocessos não serão aceitos. O instinto guerreiro primitivo

Possibilidades da automação na gestão e tratamento de resíduos sólidos, por Antonio Silvio Hendges e Juan Pedro Acosta

    A Política Nacional de Resíduos Sólidos aprovada em agosto de 2010 pelo Senado estabeleceu prazo de dois anos para as prefeituras apresentarem seus Planos de Gerenciamento de Resíduos Sólidos. O mês de agosto/2012 marca a data limite. No entanto, poucos estão adequados e o desperdício de matérias primas que poderiam ser valorizadas através da reciclagem continua sendo a regra. Como exemplo, Porto Alegre coleta aproximadamente 1200 toneladas/dia de resíduos sólidos

As Vagas Ociosas das Universidades Federais, artigo de Pedro Luiz Teixeira de Camargo

    [EcoDebate] Pesquisando o site da minha Universidade (UFOP), me deparei com o edital da Pró Reitoria de Graduação sobre transferência, reopção de curso e PDG. Fiquei realmente assustado, ao perceber o número de vagas ociosas na graduação aqui em Ouro Preto: 933. Com base nisso, resolvi fazer uma conta simples: se cada uma das 54 IFES brasileiras tiver uma média de 900 vagas ociosas, teremos hoje um absurdo número de 48600

Registro de queimadas no país este ano é 61% maior do que em 2011

  Monitoramento de queimadas e incêndios por satélite. Fonte Inpe   O registro de focos de incêndio no Brasil aumentou 61% de janeiro até sexta (3), em comparação com o mesmo período do ano passado, quando houve 20,2 mil ocorrências. Pelas imagens captadas por satélites do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), desde janeiro até sexta (3), foram identificadas 32,6 mil ocorrências no país. A população do estado de Mato Grosso é a que

Incêndios florestais revelam estado de desobediência civil, diz pesquisador do Inpe

  Queimada na Amazônia, em foto de arquivo   A deficiência da fiscalização, associada aos efeitos do clima e aos aspectos econômicos, vem agravando ainda mais o cenário de incêndios nos biomas brasileiros este ano, avaliou na sexta (3), o coordenador do Monitoramento de Queimadas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), Alberto Setzer. Imagens captadas por satélites do Inpe apontam que, de janeiro até sexta (3), foram identificadas 32,6 mil ocorrências de focos

Toxic Tour visita empreendimentos poluidores para denunciar o lado perverso do ‘desenvolvimento’ no Rio de Janeiro

  Na tarde do dia 19 de junho, uma sexta-feira, dois homens pegaram um barco e saíram da praia de Mauá para as águas da Baía de Guanabara. Faziam o que tinham aprendido com seus pais que, por sua vez, apreenderam o ofício da pesca com seus avós. Diferente de tantas pescarias praticadas por seguidas gerações, aquela foi diferente: Almir Nogueira de Amorim, 40 anos, e João Luiz Telles Penetra conhecido

Pará: Ibama embargou um desmatamento a cada dois dias na região de Novo Progresso

    Nos últimos 60 dias da operação Soberania, entre primeiro de junho e 31 de julho, o Ibama interrompeu cerca de 30 desmatamentos ilegais e aplicou R$8,7 milhões em multas na região de influência de Novo Progresso, que inclui Trairão, o sul de Itaituba e dois distritos de Altamira, Castelo dos Sonhos e Cachoeira da Serra, no oeste do Pará. Média de um desmatamento autuado a cada dois dias. No período,

Audiência Pública ‘COMPERJ: impactos sociais e ambientais’, 6 de julho, 13:30h

    A ASIBAMA/RJ convida para a audiência pública “COMPERJ: Debate sobre os seus impactos sociais e ambientais”, convocada pelo Ministério Público Federal (MPF) para a próxima segunda-feira, dia 6 de agosto, das 13h30 às 18h30, no auditório da sede da Procuradoria da República no Estado do Rio de Janeiro, na Avenida Nilo Peçanha, nº 31, 6º andar, Centro, Rio de Janeiro/RJ. Esta audiência tem como propósito discutir o processo de licenciamento ambiental

Cientistas receberão recursos a fundo perdido para levar soluções sustentáveis à Amazônia

    Nos próximos dias serão anunciadas regras que pretendem atrair a comunidade científica para a Amazônia. A aposta do governo federal é financiar projetos de ciência e inovação tecnológia, a fundo perdido, para levar soluções sustentáveis para a região e mudar a lógica econômica, ainda associada ao desmatamento. Os editais ainda não estão concluídos. Encarregado de acompanhar o desenho dos financiamentos, o secretário de Políticas e Programas de Pesquisa e Desenvolvimento do

Código Florestal: nem toda a terra está disponível para o ser humano. Entrevista com Roberto Malvezzi (Gogó)

  Roberto Malvezzi (Gogó) Entrevista com Roberto Malvezzi, especialista em temas socioambientais da Comissão Pastoral da Terra do São Francisco Fazendo o caminho inverso de muitos brasileiros que até hoje fogem da seca, o paulista Roberto Malvezzi (foto) migrou para o Nordeste nos anos 1980, onde mergulhou na realidade sertaneja na divisa da Bahia com o Piauí, na margem esquerda do São Francisco. Vivendo as lutas pela terra e pela água junto às populações

TCU aponta irregularidades e indícios de superfaturamento em obras da transposição do rio São Francisco

    O Tribunal de Contas da União acaba de realizar auditoria nas obras do Eixo Norte da transposição do Rio São Francisco, que foram executadas pelo 2º Batalhão de Engenharia do Exército, contratado pelo Ministério da Integração. A auditoria aponta irregularidades nos pagamentos - o superfaturamento é estimado em mais de R$ 7 milhões. O repasse feito aos militares no Eixo Norte foi de R$ 143,2 milhões. Segundo o TCU, a

Top