14/04: MPF realiza audiência pública sobre gestão da bacia do rio Uruguai

Objetivo é estruturar e capacitar o Comitê da Bacia Hidrográfica para atuar de forma integrada, descentralizada e participativa com o poder público, comunidades e usuários O Ministério Público Federal realizará audiência pública em 14 de abril para discutir a implementação do sistema de gerenciamento de recursos hídricos na bacia do rio Uruguai. O objetivo é estruturar e capacitar o Comitê da Bacia Hidrográfica para atuar de forma integrada, descentralizada e participativa

Lixo potencializa efeitos dos temporais no Rio de Janeiro

Workshop discute na Firjan modelos de gestão integrada e soluções para os resíduos sólidos - inimigo número 1 e causador de inundações e doenças nos centros urbanos Lixo boiando nas ruas, bueiros e ralos entupidos, encostas tomadas por resíduos de todo o tipo foram as cenas mais comuns nas imagens de destruição e morte que marcaram o início do outono no Estado do Rio de Janeiro, Niterói e São Gonçalo, na

Pesquisadores apontam alto consumo de bebidas açucaradas por jovens

O estudo sugere que esforços para redução de energia por meio de fontes líquidas devam incluir também, além dos refrigerantes, os sucos, principalmente os industrializados Associada a graves complicações na saúde, a obesidade na adolescência tende a persistir na fase adulta e, dentre os fatores a ela relacionados, está o consumo de bebidas açucaradas. No Brasil, os dados mais recentes da Pesquisa de Orçamentos Familiares do Instituto Brasileiro de Geografia

Combater mosca negra com agrotóxicos pode trazer mais prejuízos

Nas últimas semanas, a imprensa tem divulgado com grande destaque a disseminação da mosca negra dos citros por 15 municípios paraibanos. O inseto ataca, sobretudo, as plantações de laranja, mas também afeta outros frutos, como romã, caju, graviola, amora, maracujá, gengibre, goiaba, mamão e sapoti. Apesar da larga proliferação, a estratégia de ação do Governo do Estado, centrada no uso de agrotóxicos em grande escala, pode trazer prejuízos muito maiores. Para

Primeiro leilão de créditos de carbono termina sem negócios

Nenhuma das 4 empresas participantes ofereceu lances pelos lotes de 60 mil toneladas de carbono O primeiro leilão de créditos de carbono para mercado voluntário do Brasil, realizado na BM&FBovespa, terminou nesta quinta-feira sem fechar negócio. De acordo com a assessoria da BM&FBovespa, o leilão transcorreu normalmente, mas ao final nenhuma das 4 empresas participantes arrematou nenhum lote. Houve três sessões de 15 minutos. Em cada uma, a empresa titular Carbono Social

Top