Índice da edição de 09/03/2009

Antibióticos, o mal que entra pela boca do homem, artigo de Ana Echevenguá O mar, um oceano de oportunidades? artigo de Carol Salsa Jirau: conflito de interesses, artigo de Telma Monteiro Anabolizantes podem alterar cérebro, diz estudo A mulher, talvez, até nem precisasse de um dia especial. Entrevista especial com Cecília Pires Consultas públicas para construção de hidrelétricas são falsa democracia, artigo de Rodolfo Salm Expansão da energia trafega na contramão, artigo de Washington Novaes Ruralistas ‘ocupam’

Antibióticos, o mal que entra pela boca do homem, artigo de Ana Echevenguá

[EcoDebate] A indústria animal está crescendo rapidamente na Ásia, América Latina e Caribe. E, em 2020, América Latina, Ásia e África serão os líderes na produção industrial de produtos animais. Crescendo? Por quê? Porque nessas “Ilhas de Riqueza” ainda é permitida a produção animal intensiva com técnicas de confinamentos em cubículos insalubres. As altas temperaturas, a falta de higiene e a superpopulação facilitam a proliferação de bactérias. (O professor José Lutzenberger

O mar, um oceano de oportunidades? artigo de Carol Salsa

Pesca no golfo do Maine, EUA. Foto da National Geographic Society “ O inimigo do Mar é o mito, ou melhor, a profusão de mitos que sobre ele existe no espírito do povo: o mito de sua produtividade infinita e gratuita, o mito da profusão de riquezas(......)”. Silva ( 1970 ) [EcoDebate] O século XXI assiste a um recrudescimento sobre os recursos do mar. É uma pressão que não surgiu por acaso, mas, ao longo de

Jirau: conflito de interesses, artigo de Telma Monteiro

Porto Velho (RO) - Casa na comunidade de Mutum-Paraná (RO). Área da comunidade será inundada, caso se construam as usinas de Jirau e Santo Antônio, no Rio Madeira, e moradores terão de ser transferidos Foto: Wilson Dias/ABr O governador de Rondônia mandou cassar a autorização de construção 001/2009, emitida pela Secretaria Ambiental de Rondônia (Sedam), em 26 de janeiro, para a usina de Jiarau. A indignação Ivo Cassol, governador de Rondônia, reclamou do

Anabolizantes podem alterar cérebro, diz estudo

Animais que receberam nandrolona se tornaram mais impulsivos, agressivos e ansiosos. Eles produziram menos receptores de serotonina Uso de anabolizantes pode causar alterações cerebrais - Anabolizantes frequentemente diminuem a produção de receptores de serotonina em regiões do cérebro relacionadas ao controle da agressividade. A serotonina, uma substância responsável por controlar emoções fortes, não pode passar suas informações de um neurônio para outro sem o receptor. Por isso, usuários de “bombas”

A mulher, talvez, até nem precisasse de um dia especial. Entrevista especial com Cecília Pires

Transformações, fortalecimentos e lutas marcam a vida das mulheres há muitos séculos. Pelas batalhas que travou e pelas dificuldades e desigualdades que enfrenta ainda hoje, a mulher ganhou um dia, o dia 8 de março. Para a filósofa Cecília Pires, em entrevista concedida por telefone à IHU On-Line, essa é uma data que nem precisaria existir se as pessoas voltassem a si mesmos e recompusessem um processo de integração com

Consultas públicas para construção de hidrelétricas são falsa democracia, artigo de Rodolfo Salm

[Correio da Cidadania] Assim como aconteceu com relação aos direitos humanos e liberdades individuais, a ditadura militar que vigorou no Brasil entre 1964 e 1985 não foi nada branda com a floresta amazônica, que sobrevivera praticamente intacta até ali, a quatrocentos e tantos anos da invasão européia. O regime totalitário lançou as bases do atual estado de devastação quase que generalizada da região, através de incentivos explícitos à devastação e

Expansão da energia trafega na contramão, artigo de Washington Novaes

Termelétrica a carvão nos EUA, em foto de arquivo [O Estado de S.Paulo] Parece inacreditável, mas não é. Como noticiou este jornal (27/2), embora seja um dos países com maior possibilidade de ter uma matriz energética relativamente limpa e renovável, o Brasil "recorre à energia suja" em seu Plano Decenal de Expansão de Energia. Dos 55 mil MW de nova potência previstos nesse documento, nada menos que 20,8 mil MW (quase

Ruralistas ‘ocupam’ Comissão do Meio Ambiente na Câmara; Sarney Filho vê ‘distorção’

A bancada ruralista ficou com 16 dos 36 lugares da Comissão do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara dos Deputados. Por ela devem passar todos os projetos ligados à questão ambiental na Casa. Segundo o deputado Valdir Colatto (PMDB-SC), líder da Frente Parlamentar da Agropecuária, ocupar espaço nesta comissão foi uma atitude deliberada. "Estávamos orientando o pessoal para nos dividirmos bem nas comissões de nosso interesse", conta ele. Segundo Colatto, houve

Floresta amazônica vai demorar 50 anos para se recompor após seca de 2005

Barco preso em banco de areia em rio que secou na Amazônia em 2005. (Foto: Daniel Beltra/Greenpeace) Estiagem causou emissão de 5 bilhões de toneladas de CO2, diz estudo. Coautora relata que muitas árvores morreram na Amazônia em 2005. A seca enfrentada em 2005 pela floresta amazônica causou uma mortandade de árvores que demorará cerca de 50 anos para ser compensada, aponta Ieda Amaral, do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa).

Usinas hidreléticas no rio Madeira levam caos e riqueza a Rondônia

Porto Velho (RO) - Vista aérea da BR-364, rodovia que terá cerca de 20 quilômeros inundados se forem construídas as usinas de Santo Antônio e Jirau, segundo o Ibama. Ao fundo, o Rio Madeira, para o qual estão projetadas as hidrelétricas Foto: Wilson Dias/ABr Impactos das obras das hidrelétricas geram pressão socioeconômica e podem levar a capital Porto Velho ao colapso Autoridades enfrentam dificuldades para aplicar recursos do PAC, enquanto empresas

Top