Polinização por abelhas e controle de pragas por pássaros são essenciais para a produtividade cafeeira

  Polinização por abelhas e controle de pragas por pássaros são essenciais para a produtividade cafeeira Um novo estudo descobriu que os grãos de café são maiores e mais abundantes quando pássaros e abelhas se unem para proteger e polinizar as plantas de café. University of Vermont* Sem esses ajudantes alados, alguns viajando milhares de quilômetros, os cafeicultores veriam uma queda de 25% nos rendimentos das colheitas, uma perda de aproximadamente US$ 1.066 por

Aquecimento Global – Temperatura pode atingir o pico em cerca de 10 anos

  Aquecimento Global - Temperatura pode atingir o pico em cerca de 10 anos O aquecimento global não para. Se as pessoas em todos os lugares parassem de queimar combustíveis fósseis amanhã, o calor armazenado ainda continuaria a aquecer a atmosfera. Por Richard B. (Ricky) Rood, Professor de Ciências e Engenharia do Clima e do Espaço, Universidade de Michigan Imagine como um radiador aquece uma casa. A água é aquecida por uma caldeira e a

Aumento de temperatura e de secas prejudicam as árvores tropicais

  A Floresta Nacional de Caxiuanã - um dos locais de coleta de anéis de árvores do estudo - ao nascer do sol. A foto foi tirada no topo de uma torre alta para medir o clima e o fluxo de dióxido de carbono que atravessa a floresta. Foto de Peter Groenendijk   Aumento de temperatura e de secas prejudicam as árvores tropicais O crescimento do tronco das árvores tropicais é reduzido nos anos

Estudo conclui que reduzir as emissões de carbono não prejudicará o crescimento econômico

  Estudo conclui que reduzir as emissões de carbono não prejudicará o crescimento econômico Um novo estudo indica que os países podem chegar a zero emissões líquidas de carbono até 2050, mantendo o crescimento econômico. Oxford University Press USA* Emissões líquidas zero até 2050 são a meta para a política climática agora perseguida por muitos países, em linha com o objetivo do Acordo de Paris de 2015 de “manter o aumento da temperatura média

Soluções climáticas baseadas na natureza podem mitigar o aquecimento global

  Soluções climáticas baseadas na natureza podem mitigar o aquecimento global Investir na proteção e restauração da natureza oferece benefícios sociais e ambientais para comunidades locais e indígenas, além de armazenar carbono para mitigar as mudanças climáticas Um novo estudo descobriu que a remoção temporária de carbono baseada na natureza pode diminuir os níveis de aquecimento global, mas somente se complementada por ambiciosas reduções de emissões de combustíveis fósseis. Simon Fraser University* As soluções climáticas

Emergência climática: Temperaturas extremas no oceano são o novo normal

  Emergência climática: Temperaturas extremas no oceano são o novo normal Nova análise descobre que os eventos extremos de aquecimento no oceano aumentaram em relação ao passado distante, com quase 60% do oceano experimentando calor extremo em 2019. Por Krystal Vasquez* Temperaturas marinhas extremas que antes eram consideradas raras se tornaram oficialmente a norma para a maioria dos oceanos do mundo. De acordo com um novo estudo (1) , mais da metade da superfície

Incêndios florestais devastam o solo e aquecem o planeta

  Incêndios florestais devastam o solo e aquecem o planeta “O aumento dos aerossóis de carbono marrom levará ao aquecimento global ou regional, o que aumenta a probabilidade e a frequência de incêndios florestais” A temporada de incêndios florestais de 2021 quebrou recordes em todo o mundo, deixando terras carbonizadas da Califórnia à Sibéria. O risco de incêndio está crescendo, e um relatório publicado pela ONU no mês passado alertou que os incêndios

Fumaça de incêndios florestais afeta a camada de ozônio por meses

  Fumaça de incêndios florestais afeta a camada de ozônio por meses Pesquisadores alertam que, se os grandes incêndios se tornarem mais frequentes com as mudanças climáticas, a radiação ultravioleta mais prejudicial atingirá o solo. Químicos atmosféricos da Universidade de Waterloo descobriram que a fumaça dos incêndios florestais australianos de 2019 e 2020 destruiu o ozônio atmosférico no Hemisfério Sul por meses. O escudo de ozônio é uma parte da camada estratosfera da

Incêndios florestais causaram um terço da perda global de florestas entre 2001 e 2019

  Incêndios florestais causaram um terço da perda global de florestas entre 2001 e 2019 A área de perda florestal relacionada a incêndios está aumentando globalmente, particularmente nas florestas tropicais primárias da África e da América Latina Frontiers in Remote Sensing* Pesquisadores produziram o primeiro mapa global com resolução de 30 m (30 metros de pixel) da perda florestal induzida pelo fogo. O estudo mostra que um terço da perda global de florestas entre

Frequência de eventos do El Niño deve aumentar até 2040

  Frequência de eventos do El Niño deve aumentar até 2040 As flutuações climáticas globais chamadas eventos El Niño provavelmente se tornarão mais frequentes até 2040, mostra um novo estudo. University of Exeter* El Niño – o aquecimento incomum das águas superficiais no leste do Oceano Pacífico tropical – afeta o clima, os ecossistemas e as sociedades em todo o mundo. O estudo examinou quatro cenários possíveis para futuras emissões de carbono e encontrou um

Aquecimento global aumentará o risco de morte relacionada à temperatura

  Aquecimento global aumentará o risco de morte relacionada à temperatura A taxa de mortalidade ligada a temperaturas extremas aumentará significativamente sob o aquecimento global de 2°C, segundo um relatório de pesquisadores da UCL e da Universidade de Reading University College London* A mortalidade relacionada à temperatura – onde uma morte está diretamente ligada à temperatura climática – na Inglaterra e no País de Gales durante os dias mais quentes do ano aumentará 42%

Floresta amazônica já perde capacidade de recuperação

  Floresta amazônica já perde capacidade de recuperação Para cerca de três quartos da floresta, a capacidade de se recuperar de perturbações vem diminuindo desde o início dos anos 2000 A floresta amazônica provavelmente está perdendo resiliência, sugere a análise de dados de imagens de satélite de alta resolução. Isso se deve ao estresse de uma combinação de extração de madeira e queimadas – a influência da mudança climática causada pelo homem não

Grandes cidades não envolvem agências de saúde pública nos planos de adaptação ao clima

  Agências de implementação comumente relatadas em planos climáticos de 22 grandes cidades altamente adaptáveis à saúde, por cinco áreas de atividades associadas à saúde. Crédito: Sheehan et al., 2022, PLOS Climate , CC-BY 4.0 (creativecommons.org/licenses/by/4.0/) Grandes cidades não envolvem agências de saúde pública nos planos de adaptação ao clima Uma revisão dos planos de adaptação ao clima de 22 grandes cidades descobriu que, embora a maioria inclua ações significativas para promover a

Relatório do IPCC indica que alguns impactos serão irreversíveis

  Relatório do IPCC indica que alguns impactos serão irreversíveis Muitos caminhos para parar as mudanças climáticas envolvem ultrapassar temporariamente 1,5°C. A última síntese de 34.000 referências diz que é uma má ideia. Por Jenessa Duncombe*, American Geophysical Union Incêndios florestais, mortes relacionadas ao calor, perda de empregos e infraestrutura costeira destruída: esses são apenas alguns dos danos que as temperaturas acima de 2°C causariam, de acordo com um relatório escrito por 270 cientistas

Mudança climática – Ondas de calor atingem os maiores lagos do mundo

  A ocorrência global de ondas de calor severas em lagos desde 1995. Mostrado no painel (a) é o número total de eventos de ondas de calor severas observados em cada lago estudado de 1995 a 2019. No painel (b), mostramos o número total de ondas de calor severas em lagos observadas nos lagos estudados a cada ano durante o período de estudo. In 'Severe Lake Heatwaves Attributable to Human-Induced Global

Mudança climática está amplificando o ciclo hidrológico

  Mudança climática está amplificando o ciclo hidrológico Um estudo liderado pela UNSW Sydney mostra que pelo menos duas vezes mais água doce mudou de regiões quentes para frias da Terra do que nossos modelos climáticos previram – significando mudanças mais amplas no ciclo global da água. University of New South Wales* O ciclo hidrológico – ou seja, o movimento constante da água doce entre as nuvens, a terra e o oceano – desempenha

Mudança climática recua as florestas boreais mais para o norte

  Mudança climática recua as florestas boreais mais para o norte Novas pesquisas da Northern Arizona University mostram que o aumento das temperaturas está fazendo com que as florestas mais frias da Terra se desloquem para o norte, levantando preocupações sobre a biodiversidade, um aumento do risco de incêndios florestais e impactos crescentes das mudanças climáticas nas comunidades do norte. Northern Arizona University* Logan Berner, professor assistente de pesquisa na Escola de Informática, Computação

Pesquisa nos EUA relaciona automação ao aumento da mortalidade por suicídios e overdoses de drogas

  Pesquisa nos EUA relaciona automação ao aumento da mortalidade por suicídios e overdoses de drogas A automação da fabricação nos EUA – robôs substituindo pessoas no chão de fábrica – está alimentando o aumento da taxa de mortalidade entre os adultos em idade ativa dos Estados Unidos, de acordo com um novo estudo realizado por pesquisadores de Yale e da Universidade da Pensilvânia. Yale University* O estudo, publicado na revista Demography, encontrou evidências

Aquecimento global suprime arbustos no Ártico e no Tibete

  Aquecimento global suprime arbustos no Ártico e no Tibete Um novo estudo liderado pelo Prof. LIANG Eryuan do Instituto de Pesquisa do Planalto Tibetano (ITP) da Academia Chinesa de Ciências (CAS) mostra que o aquecimento global suprimiu o recrutamento (capacidade de uma espécie em ocupar nichos disponíveis - nota do Editor) de arbustos na Groenlândia e no Planalto Tibetano. Este artigo foi publicado na PNAS em 21 de fevereiro. Institute of Tibetan Plateau

Fragmentação florestal na Amazônia aumenta os efeitos negativos do aquecimento nas árvores

  Fragmentação florestal na Amazônia aumenta os efeitos negativos do aquecimento nas árvores As árvores altas da Amazônia Central são impactadas por períodos de altas temperaturas máximas e depois perdem suas folhas e galhos. Com o aumento do desmatamento, as florestas remanescentes menores e fragmentadas têm temperaturas mais altas, o que, por sua vez, exacerba os efeitos negativos do aquecimento nas árvores altas. University of Helsinki* Um novo estudo publicado na Nature Communications liderado

Top