As novas projeções da ONU sobre a população brasileira e mundial, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] A Divisão de População da ONU divulgou, dia 21/06/2017, as novas projeções de população para todos os países e para a população regional e mundial. A Revisão 2017 da ONU, traz uma série muito grande de dados e gráficos, assunto para muitas análises e debates. Para o Brasil, a nova revisão média indica que o pico populacional (máximo da população antes do início do decrescimento) deve ocorrer em 2047, quando

O futuro da Energia Solar pode ser brilhante, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  “A idade da pedra não acabou por falta de pedras” “Devemos deixar o petróleo antes que ele nos deixe” Faith Birol (Economista chefe da IEA)     [EcoDebate] O Planeta azul, pertencente ao sistema solar, tem testemunhado o grande crescimento de uma espécie que está mudando o equilíbrio homeostático da Terra. O Homo sapiens, que surgiu há cerca de 200 mil anos, tem realizado revoluções permanentes que tem transformado a vida na “Spaceship Earth”

A transição religiosa na cidade de São Paulo: 1991-2030, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] São Paulo é a maior cidade do Brasil. O município tem uma população maior do que a grande maioria dos Estados do país. Segundo dados do censo demográfico de 2010, do IBGE, se a cidade de São Paulo fosse uma Unidade da Federação ela ficaria atrás em número de habitantes apenas dos Estados de São Paulo (41.262.199), Minas Gerais (19.597.330), Rio de Janeiro (15.989.929) e Bahia (14.016.906). A população

Os desafios da África Subsaariana em sete figuras, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] A ONU alerta para a situação dramática de cerca de 13 milhões de pessoas que estão ameaçadas pela fome na região do Sahel e, também, de 26 milhões de pessoas ameaçadas na África Subsaariana. O Sahel abarca uma faixa de 500 a 700 km de largura e 5 400 km de extensão, tendo o deserto do Saara, ao norte, e a savana do Sudão, ao sul; o oceano Atlântico,

O panorama das mudanças religiosas na América Latina, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] Quinhentos anos depois da chegada do catolicismo, com Cristóvão Colombo, em 1492, e com Pedro Álvarez Cabral, em 1500, a América Latina passa por uma grande transformação em seu panorama religioso. David Stoll, em livro publicado em 1990, já perguntava, de maneira um tanto quanto precoce e presciente, se a América Latina estava se tornando evangélica. De fato, os dados ainda não indicavam uma transição religiosa na década de 1980.

Transição religiosa e secularização nos Estados Unidos, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] Não apenas a América Latina e o Brasil estão passando por uma transição religiosa e por um processo de aumento da pluralidade. Os Estados Unidos (EUA), de maneira diferente dos seus vizinhos continentais do Sul, também estão passando por uma reconfiguração no seu panorama religioso. Os EUA são o terceiro maior país do mundo em tamanho de população (estão atrás apenas da China e da Índia) e são o maior

EUA e China: os dois países com os maiores déficits ambientais, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  “A inteligência voltada para o mal é pior do que a burrice” Hélio Pellegrino     [EcoDebate] Os Estados Unidos da América (EUA) e a China são as duas maiores economias globais e os dois países com maior impacto negativo sobre o meio ambiente do mundo. Ambos possuem aproximadamente a mesma extensão territorial. Mas os EUA, com apenas 4,5% da população mundial, possuem alto padrão de consumo, enquanto a China, com gigantescos

Desemprego recorde na RMSP e no Brasil: desperdício do bônus demográfico, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  “O trabalho enobrece e dignifica o ser humano” Gibran Khalil Gibran     [EcoDebate] O Brasil vive a sua mais longa e profunda recessão. Consequentemente, há menos pessoas ocupadas e o desemprego atingiu níveis recordes, provocando grande sofrimento entre a população que deseja trabalhar. Esse problema, além de representar um desrespeito aos direitos constitucionais do pleno emprego e do trabalho decente, significa também o desperdício do bônus demográfico e a perda da chance

Os oito Princípios da Ecologia Profunda, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  “Se você construiu castelos no ar, não pense que desperdiçou seu trabalho; eles estão onde deveriam estar. Agora construa os alicerces” Henry Thoreau (1817-1862)     [EcoDebate] Relembrar os princípios mais profundos da ecologia é uma boa maneira para se comemorar o Dia Mundial do Meio Ambiente - 05 de junho - ainda mais neste momento em que se comemora os duzentos anos do nascimento de Henry Thoreau (nascido em 12/07/1817). A Ecologia Profunda

Humanos e chimpanzés: uma relação desigual, especista e ecocida, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

“ Um homem que ama os bosques, caminha por eles durante a metade de cada dia, arrisca-se a ser visto como um vagabundo. Mas se dedica todo seu dia à especulação, destroçando esses bosques e deixando a terra pelada antes que haja chegado sua hora, é estimado como um cidadão industrioso e empreendedor”. (Henry Thoreau, 200 anos de seu nascimento)     [EcoDebate] Os seres humanos, os chimpanzés, os macacos, os micos e

A transição religiosa na América Latina e no Brasil, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] A colonização da América, abaixo do Rio Grande, foi marcada pela força do catolicismo que acompanhou o domínio espanhol e português no continente. A América Latina e Caribe (ALC) é a casa de cerca de 425 milhões de católicos – aproximadamente 40% de todos os católicos do mundo. Pela primeira, a Santa Sé tem um Papa de origem latino-americana. Mas a ALC está passando por uma grande transição religiosa que

O TSE deve cassar a chapa Dilma-Temer, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  “A corrupção dos governantes quase sempre começa com a corrupção dos seus princípios” Montesquieu     [EcoDebate] As eleições presidenciais de 2014 constituíram o maior estelionato eleitoral dos 500 anos da história do Brasil. A chapa prometia “Mais mudanças e mais futuro”, porém, se algo mudou, foi para pior, sendo que o futuro do país foi abortado. Os cidadãos brasileiros que acompanharam com atenção a propaganda eleitoral perceberam a quantidade de dinheiro envolvida na

Top