EcoDebate: Índice da edição nº 3.324, de 18/11/2019

  Revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394   Desastre costeiro e o aprendizado forçado, artigo de Bernardo Egas Emergência Climática: As chuvas futuras podem superar em muito as previsões climáticas atuais Emergência Climática: Mudanças climáticas já afetam a saúde das novas gerações 3 etapas para a implementação de uma economia circular NOTA PÚBLICA: A cana será devastadora para a Amazônia e insustentável para o planeta Amazônia: Substituição da floresta por pasto ou áreas de plantio tem provocado a redução

Desastre costeiro e o aprendizado forçado, artigo de Bernardo Egas

    O derramamento de petróleo que atingiu as praias do Nordeste e agora do Sudeste é, certamente, o maior desastre ambiental na costa brasileira. Um crime que afetou 409 localidades em 10 estados (Alagoas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe), contaminando e ameaçando nossos ecossistemas costeiros, em dimensões ainda desconhecidas. Já são mais de dois meses de um desastre contínuo, com consequências de

Emergência Climática: As chuvas futuras podem superar em muito as previsões climáticas atuais

    Chuvas: Os cientistas analisaram registros da década de 1870 até os dias atuais e os compararam com os apresentados em projeções nacionais Por Alan Williams* Casas e comunidades em todo o país sentiram toda a força das chuvas torrenciais nas últimas semanas. E as terras altas do Reino Unido poderão, no futuro, ver significativamente mais chuvas anuais do que o atualmente previsto nos modelos climáticos nacionais, de acordo com uma nova pesquisa

Emergência Climática: Mudanças climáticas já afetam a saúde das novas gerações

  Doenças infecciosas, enchentes, incêndios florestais e escassez de alimentos pintam futuro sombrio para uma criança nascida hoje caso o ritmo de emissão de carbono continue nos níveis atuais Por Matheus Souza, Jornal da USP Ninguém mais duvida que as mudanças climáticas trazem consequências catastróficas para o meio ambiente. Agora, um estudo elaborado por 120 especialistas de diferentes países estima quais são os efeitos dessas mudanças para a saúde dos seres humanos, e

3 etapas para a implementação de uma economia circular

    Economia Circular Estima-se que o Brasil perca mais de R$ 8 bilhões por ano em materiais que vão para aterros e lixões ao invés de serem reciclados, de acordo com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Esse é um cenário que pode ser mudado com a adoção da economia circular. Por Renato Fugulin Nesse sentido, não se deve pensar somente na reciclagem e quem explica isso é Assunta Camilo, diretora do Instituto

NOTA PÚBLICA: A cana será devastadora para a Amazônia e insustentável para o planeta

    A Articulação das CPT’s da Amazônia denuncia, por meio de nota, a ameaça aos biomas da Amazônia e do Pantanal contida no Decreto 10.084, assinado no dia 05 de novembro. A decisão - que passa a permitir o cultivo de cana-de-açúcar para produção de etanol nos dois biomas - é apontada como mais uma das causas de aumento da grilagem de terras e das queimadas registradas no ano de 2019.

Amazônia: Substituição da floresta por pasto ou áreas de plantio tem provocado a redução do período de chuvas

    Desmatamento já reduz chuvas e pode afetar safra no sul da Amazônia IHU Estudo aponta que substituição em larga escala da floresta por pasto ou áreas de plantio tem provocado a redução do período de chuvas. Desmatamento indiscriminado pode colocar em risco prática de dupla safra na região. Somado ao efeito das mudanças climáticas e outros fatores de larga escala, o período de chuvas na região, que compreende Rondônia, sul do Amazonas, norte do Mato Grosso e sul do Pará, foi encurtado em 27 dias

Pesquisa revela que sete em cada dez brasileiros acreditam em fake news sobre vacinas

  Foto: Marcelo Camargo/ABr   Pesquisa foi feita com 2 mil pessoas nas cinco regiões do país ABr Dez afirmações falsas recorrentes sobre vacinas foram apresentadas a mais de 2 mil entrevistados nas cinco regiões do Brasil, e o resultado preocupa a Sociedade Brasileira de Imunizações: mais de dois terços (67%) disseram que ao menos uma das informações era verdadeira. A pesquisa foi feita pela sociedade médica em parceria com a organização não governamental Avaaz. Os

Top