Pesquisa revela que o gelo da Groenlândia está derretendo a taxas sem precedentes

 

A camada de gelo da Groenlândia está derretendo , correndo para o oceano e contribuindo para o aumento do nível do mar global a taxas muito maiores do que o normal.

 

Liderando uma equipe internacional de pesquisadores, o dr. Luke Trusel, um glaciologista do Departamento de Geologia da Rowan (School of Earth & Environment), é o principal autor de um artigo publicado na revista Nature que demonstra que a camada de gelo da Groenlândia está derretendo , correndo para o oceano e contribuindo para o aumento do nível do mar global a taxas muito maiores do que o normal.

 

geleira

 

Baseada principalmente na análise de camadas recongeladas em amostras de núcleo de gelo extraídas da Groenlândia, o estudo mostra que o derretimento da Groenlândia começou a aumentar na aurora da Revolução Industrial e acelerou grandemente ao longo das últimas décadas a níveis que não foram experimentados pelo menos os últimos séculos, senão milhares de anos.

Intitulado “Nonlinear rise in Greenland runoff in response to post-industrial Arctic warming”, o artigo, publicado on-line em 5 de dezembro (edição impressa de 6 de dezembro), é o primeiro artigo de pesquisa a ser publicado pela Rowan na Nature.

Trusel disse que a maior vantagem do estudo é a velocidade com que o gelo da Groenlândia está derretendo, particularmente nas últimas duas décadas e meia.

“Não está apenas aumentando, está acelerando”, disse ele. “Essa é uma preocupação fundamental para o futuro”.

Para chegar a essas conclusões, Trusel e vários de seus co-autores exploraram a Groenlândia em busca da “Zona Cachinhos Dourados” da camada de gelo. Ele explicou que, para obter um bom histórico da história da camada de gelo, eles precisavam encontrar locais que descongelassem o suficiente a cada ano. capture a variabilidade do derretimento e registre-a como camadas fundidas recongeladas, mas que não derreterão muito onde a água escorre da camada de gelo e não deixa traços preservados no gelo.

“Encontramos esses sites e perfuramos nossos núcleos mais profundos em 2015”, disse Trusel. “O verdadeiro avanço científico foi ser capaz de mostrar que os núcleos de gelo nos dizem não apenas a quantidade de derretimento nos locais onde perfuramos os testemunhos, mas também a quantidade de derretimento que estava ocorrendo nas elevações mais quentes e baixas e a saída do gelo folha para o oceano.

Um artigo [Greenland is losing ice at fastest rate in 350 years] na Nature explica os resultados do estudo descreveu a enorme quantidade de água que flui do gelo descongelado:

“O estudo da equipe de Trusel mostra que o escoamento da Groenlândia atingiu uma alta de 350 anos em 2012, quando a camada de gelo liberou cerca de 600 gigatoneladas de água no oceano – o suficiente para encher 240 milhões de piscinas olímpicas”.

Este estudo inédito determinou que o aumento do derretimento da Groenlândia coincidiu com o início do aquecimento do Ártico associado à Revolução Industrial, declínio do gelo do Ártico no verão e desaceleração de uma importante corrente oceânica no Atlântico Norte que afeta o clima o Globo. A confluência desses processos demonstra o quão sensíveis as regiões polares são a mudança climática, bem como as conseqüências potencialmente amplas da mudança do Ártico, disse Trusel.

O artigo também relata que a intensidade de derretimento encontrada nos núcleos de gelo da Groenlândia nos últimos 20 anos é de aproximadamente 250 a 575% maior do que no período pré-industrial e que o ano de 2004-2013 produziu o maior derretimento de qualquer década do passado. 365 anos.

Embora o artigo se concentre principalmente nos últimos quatro séculos, Trusel disse que núcleos de gelo mais profundos retirados do Ártico sugerem que o aquecimento, como o que está ocorrendo agora, não ocorreu por até 8.000 anos.

“Os números são impressionantes”, disse Trusel, “e parte do motivo pelo qual está derretendo tão rápido agora é que o derretimento supera o aquecimento. Para cada grau as temperaturas da Groenlândia aumentam, o derretimento aumenta exponencialmente”.

Trusel observou que os cientistas acreditam que o escoamento de água derretida da camada de gelo da Groenlândia exacerbará o aumento do nível do mar durante séculos.

Observações recentes mostram que a elevação do nível do mar já está acelerando, e que o gelo da Groenlândia é o maior contribuinte de novas águas adicionadas ao oceano a cada ano. Se a camada de gelo da Groenlândia, que tem cerca de uma milha de profundidade e mais do dobro do tamanho do Texas, derreter completamente, elevaria o nível do mar em quase 23 pés, submergindo ilhas e comunidades costeiras em todo o mundo.

“O que fazemos agora e no futuro próximo não é apenas crítico para o futuro da camada de gelo da Groenlândia, mas para nossos meios de subsistência e economias. Quanto gelo da Groenlândia derrete e quão rápido, em última análise, é uma função do quanto aquecemos a atmosfera ”.

Ele observou que as inundações costeiras ao longo da costa dos EUA aumentaram de 5 a 10 vezes ou mais desde a década de 1960 e que as inundações, especialmente durante grandes tempestades, deverão piorar muito.

“O aumento do risco de elevação dos mares representa uma ameaça particularmente aguda para a costa de Nova Jersey”, disse ele.

Na verdade, ele disse, “o aumento do nível do mar tem sido mais rápido ao longo da costa de Jersey do que em outros lugares porque a nossa terra está afundando enquanto o oceano está subindo”.

A pesquisa de Trusel encontrou um sincronismo comum entre o derretimento da Groenlândia e a desaceleração da Circulação Meridional do Atlântico, que traz água morna para o norte, onde esfria e afunda. De acordo com a mais recente Avaliação do Clima Nacional dos EUA 4, a desaceleração ou paralisação dessa corrente devido ao derretimento da Groenlândia, acrescentando água doce ao oceano, faria com que a elevação do nível do mar fosse ainda maior em todo o nordeste dos EUA.

Trusel disse que o estudo contribui para um crescente corpo de evidências científicas que demonstram o impacto da mudança climática induzida pelo homem. Começando com o alvorecer da Revolução Industrial e continuando até hoje, os seres humanos contribuíram diretamente para um planeta em aquecimento, com os efeitos amplos e sem precedentes nos últimos tempos.

“A mudança climática está aqui e está clara. A evidência é preservada no gelo. O que acontece depois? Isso é com a gente.

Referência:
Nonlinear rise in Greenland runoff in response to post-industrial Arctic warming
Luke D. Trusel, Sarah B. Das, Matthew B. Osman, Matthew J. Evans, Ben E. Smith, Xavier Fettweis, Joseph R. McConnell, Brice P. Y. Noël & Michiel R. van den Broeke
Naturevolume 564, pages104–108 (2018)
DOI https://doi.org/10.1038/s41586-018-0752-4

 

* Da Rowan University, com edição e tradução de Henrique Cortez, EcoDebate.

in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 06/12/2018

"Pesquisa revela que o gelo da Groenlândia está derretendo a taxas sem precedentes," in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 6/12/2018, https://www.ecodebate.com.br/2018/12/06/pesquisa-revela-que-o-gelo-da-groenlandia-esta-derretendo-a-taxas-sem-precedentes/.

 

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394,

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Deixe uma resposta

Top