Vegetarianismo, artigo de Roberto Naime

 

alimentação vegetariana
Foto: EBC

 

[EcoDebate] O vegetarianismo é o consumo exclusivo de vegetais, inclusive utilizando proteínas de origem vegetal. O consumo de alimentos de origem animal é entendido como uma prática desnecessária, que prejudica a saúde humana, o meio ambiente, os animais e a sociedade.

Os ovo-lacto-vegetarianos não consomem qualquer tipo de carne, mas consomem laticínios e ovos. Já os lacto-vegetarianos não consomem carne nem ovos, mas consomem derivados de leite. E os veganos não consomem qualquer produto de origem animal como leite, ovos, mel. E, radicalmente, também não utilizam produtos feitos com couro, lã, seda e cosméticos que contenham ingredientes animais ou que tenham sido testados em animais.

A motivação para se tornar vegetariano, deriva principalmente de estímulos ligados a saúde. Uma dieta vegetariana bem planejada traz muitos benefícios à saúde, pois é rica em vitaminas, minerais e fibras e pobre em gordura saturada, sendo capaz de contribuir para a prevenção de várias doenças.

Estímulos vinculados a ética também são arguidos. Alguns vegetarianos deixam de comer carne por acreditarem que os animais têm direito à vida e que seu sacrifício para fins alimentares é uma crueldade desnecessária.

Motivações ambientais também são encontradas. A produção de alimentos de origem animal causa grande impacto no meio ambiente, por necessitar de mais terras e recursos, além de ser responsável pela produção de uma enorme quantidade de resíduos sólidos.

Por fim, argumentos ligados com a fome mundial. Utilizando os mesmos recursos dispendidos atualmente com a pecuária, a simples transição do consumo de produtos animais para o consumo de alimentos vegetais seria capaz de alimentar adequadamente toda a população mundial. Sabe-se hoje sem a menor dúvida que a questão da fome se vincula com a distribuição de renda e não com as disponibilidades alimentares.

Uma dieta vegetariana é rica em fibras, vitaminas e minerais, e pobre em gorduras saturadas, colesterol e contaminantes químicos como hormônios, antibióticos, pesticidas, sendo moderada em proteínas e calorias. E muito saborosa, trazendo pratos da culinária mediterrânea, indiana e japonesa

Alimentação vegetariana é variada, incluindo hortaliças, legumes, frutas, raízes, cereais como arroz, trigo, centeio e cevadinha, leguminosas como feijão, soja, ervilha, lentilha e grão-de-bico e oleaginosas como castanhas, nozes e sementes diversas.

Também é nutritiva, fornecendo todos os nutrientes necessários ao bom funcionamento do organismo, e preventiva, reduzindo o risco de doenças circulatórias como infarto, derrame e pressão alta, e obesidade, diabetes, artrite, pedras nos rins, asma e algumas formas de câncer. Há um grande número de trabalhos científicos que mostram as propriedades preventivas das dietas vegetarianas.

Um estudo do Instituto do Coração (INCOR/USP) de 2002 comparou, entre outros fatores de risco para doenças do coração, a pressão arterial e os níveis de colesterol de 136 pessoas, entre vegetarianos e comedores de carne. Os vegetarianos não apresentaram nenhum caso de pressão alta e apenas 22% das pessoas tinham colesterol elevado. No grupo que consumia carne, 22% das pessoas apresentaram pressão alta e 41% tinham o colesterol acima do limite máximo recomendado.

Muitos vegetarianos eliminam a carne de seus cardápios por não quererem participar da carnificina necessária para transformar um animal saudável em alimento. Pois os animais são capazes de sentir amor, dor, medo e solidão. Por isto a maneira como são criados e mortos é bastante cruel. Não há como matar um animal de forma “humanitária”, tão pouco é possível aceitar que a maneira como são criados atenda às suas necessidades mais básicas. E estes são argumentos e formas de raciocinar próprias dos vegetarianos.

Milhões de porcos são mortos todos os anos. Os porcos são animais extremamente inteligentes. Na natureza, são animais capazes de brincar e aprender, como um cachorro. Já que o cachorro é o melhor amigo do homem e os porcos fazem a melhor feijoada, o destino deles é ter suas crias separadas da mãe logo após o nascimento, para então viverem uma vida miserável de confinamento e tortura até que possam ser finalmente mortos.

Gado bovino representa animais que são dóceis e sociais. Quando não são destinados à produção de vitela vivem uma vida de tortura, pois são castrados, queimados, têm seus chifres cortados, as vacas são ordenhadas três vezes ao dia e são separadas de sua cria no dia do nascimento. Na natureza, as vacas são animais que cuidam de seus filhotes com sua própria vida e os filhotes também precisam do afeto e segurança da mãe, como todo mamífero.

Bilhões de galinhas são mortas anualmente. Apesar de serem animais territoriais, que naturalmente brigam pelo espaço ao seu redor, as galinhas de granja são criadas em espaços superlotados, sendo submetidas à iluminação constante e ao uso de hormônios e antibióticos. As que vivem em jaulas não podem sequer abrir suas asas.

Durante as décadas de 70 e 80, 20 milhões de hectares de floresta aproximadamente 3% das disponibilidades, foram convertidos em pastagens para o gado. Cerca de 30% da destruição da floresta amazônica é atribuída à pecuária. Isto resulta na perda do habitat de várias espécies. O solo é envenenado, a água é poluída e a emissão de gás metano do metabolismo animal acrescido da destruição da floresta contribuem para o aquecimento global.

Boa parte das carnes bovinas consumidas e diversos países foram importados do Brasil, o que contribui para a desertificação da Amazônia, e nem ajudam a alimentar a população brasileira. O benefício econômico obtido com a exportação é enganoso. Estima-se que cada hectare, correspondente a 10.000 m2 de floresta derrubada para a formação de pastos seja capaz de produzir US$ 160 quando uma área equivalente utilizada para uma exploração sustentável como para a produção de látex e fruta, produza até US$ 7.280 na mesma área.

Uma fazenda de porcos gera resíduos sólidos equivalente a uma cidade de 12.000 habitantes. Estima-se que o gado americano produza 127 toneladas de fezes por segundo, o que significa 13 vezes a produção humana. A amônia contida nas fezes polui as águas e afeta severamente a camada de ozônio. Os resíduos animais são 100 vezes mais poluentes do que os resíduos humanos.

A energia necessária para produzir um único hambúrguer poderia abastecer um veículo para rodar 30 Km ou aquecer água para 17 banhos quentes. A água é escassa no planeta sendo grande geradora de conflitos.

Não se procura realizar qualquer proselitismo em nome da opção vegetariana, mas é função específica divulgar dados socioambientais relevantes, para que se conheça a realidade.

Referência:
http://www.taps.org.br/Paginas/vegetartigo03.html

 

Dr. Roberto Naime, Colunista do Portal EcoDebate, é Doutor em Geologia Ambiental. Integrante do corpo Docente do Mestrado e Doutorado em Qualidade Ambiental da Universidade Feevale.

Sugestão de leitura: Civilização Instantânea ou Felicidade Efervescente numa Gôndola ou na Tela de um Tablet [EBook Kindle], por Roberto Naime, na Amazon.

Nota da Redação: Sobre o mesmo tema, sugerimos que leia, também:

Alimentos Nutracêuticos, artigo de Roberto Naime

Alimentos Funcionais, artigo de Roberto Naime

Alimentação Alternativa, artigo de Roberto Naime

 

in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 04/06/2018

Vegetarianismo, artigo de Roberto Naime, in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 5/06/2018, https://www.ecodebate.com.br/2018/06/05/vegetarianismo-artigo-de-roberto-naime/.

 

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394,

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Top
Betway Casino Roulette Image Banners
Betway Casino Roulette Image Banners