Índice da edição nº 2.909, 2018 [de 23/01/2018]

    Perda de biodiversidade e funcionalidades dos ecossistemas, Parte 2/3, artigo de Roberto Naime Casos de febre amarela alertam para o desmatamento, artigo de Rodrigo Berté 20 por cento mais árvores em megacidades significariam ar e água mais limpas, menor consumo de energia Ritmo das mudanças climáticas é 'ameaça existencial para o planeta', alerta Organização Meteorológica Mundial (OMM) Alunos de Engenharia Química desenvolvem estudo para tratamento de águas poluídas utilizando casca de laranja Pesquisador da Fiocruz

Perda de biodiversidade e funcionalidades dos ecossistemas, Parte 2/3, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] Micael Jonsson, do Department of Ecology and Environmental Science, da Umea University, da Suécia, prossegue sua pertinente reflexão sobre as funcionalidades ecossistêmicas e que aqui se apresenta e se comenta. As primeiras contribuições empíricas no campo das funcionalidades foram publicadas em meados dos anos 90 (TILMAN e DOWNING, 1994, NAEEM et al., 1994, 1995). Esses estudos concluíram que a biodiversidade era importante para o funcionamento do ecossistema. O estudo de NAEEM

Casos de febre amarela alertam para o desmatamento, artigo de Rodrigo Berté

    [EcoDebate] Autoridades, Ministério da Saúde e Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo e Minas Gerais estão vigilantes. Não é para menos, já foram registradas 38 mortes de febre amarela silvestre no Brasil. A doença é causada por um vírus inoculado no nosso corpo proveniente da picada de um mosquito, e que pode levar a morte. As causas desse fenômeno epidemiológico podem estar diretamente relacionadas ao avanço urbano para as

20 por cento mais árvores em megacidades significariam ar e água mais limpas, menor consumo de energia

    Por Jason Awerdick, Elsevier* Plantar 20% mais árvores em nossas megacidades dobraria os benefícios das florestas urbanas, como redução de poluição, seqüestro de carbono e redução de energia, de acordo com um estudo publicado em Ecological Modelling . Os autores do estudo, que foi realizado na Universidade Parthenope de Nápoles, na Itália, dizem que os planejadores das cidades, os moradores e outras partes interessadas devem começar a procurar dentro das cidades

Ritmo das mudanças climáticas é ‘ameaça existencial para o planeta’, alerta Organização Meteorológica Mundial (OMM)

  A agência meteorológica das Nações Unidas alertou que a pressão contínua sobre o Ártico em 2017 terá “repercussões profundas e duradouras no nível do mar e nos padrões climáticos em outras partes do mundo”, intensificando por exemplo os eventos climáticos extremos.   Análise da Organização Meteorológica Mundial mostrou que, enquanto 2016 mantém o recorde de ano mais quente (1,2°C), 2017 – que chegou a aproximadamente 1,1°C acima da era pré-industrial – foi

Alunos de Engenharia Química desenvolvem estudo para tratamento de águas poluídas utilizando casca de laranja

  Além deste, outros projetos propõem refrigeração sustentável e reutilização de óleo residual Formandos do curso de Engenharia Química do Centro Universitário FEI produziram projetos de conclusão de curso que trazem contribuições para uma sociedade mais sustentável. Um dos trabalhos visa tratar os efluentes contaminados por metais pesados, (o que pode ser extremamente prejudiciais aos recursos hídricos). Para isso, os alunos apresentaram um método de tratamento realizado a partir da utilização da

Pesquisador da Fiocruz fala sobre vacina fracionada e dá orientações sobre a febre amarela

    Por Tatiane Vargas (Informe Ensp) O Informe Ensp conversou com o pesquisador do Departamento de Epidemiologia e Métodos Quantitativos da Escola Nacional de Saúde Pública (Ensp/Fiocruz), Luiz Antonio Bastos Camacho, que participou do estudo sobre o fracionamento da vacina de febre amarela. Na entrevista, Camacho fala sobre as características do fracionamento da vacina e sua durabilidade, além da transmissão urbana da doença, do volume de doses disponíveis e do treinamento realizado na Fundação com

Top