Índice da edição nº 2.895, 2017 [de 22/12/17]

    O pico dos nascimentos no mundo, artigo de José Eustáquio Diniz Alves Espécies invasoras põem em risco a biodiversidade, artigo de Sílvia Ziller Mudanças climáticas: feedback positivo não pode ser explicado pelos animais do solo Emissões globais de gás carbônico do setor de construção chegaram a 76 gigatoneladas em 2010-2016 Protocolos de consulta de diferentes povos indígenas na Amazônia são instrumentos de luta pelos direitos; entrevista com Angela Amankawa Kaxuyana No Brasil, 51% da população

O pico dos nascimentos no mundo, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] Dezembro é considerado o mês da natalidade tanto na estória de Jesus de Nazaré, como na estória de Hórus, no Egito (1.400 anos antes de Cristo). Na maior parte da história humana a alta natalidade era muito valorizada para se contrapor às taxas de mortalidade infantil. O número de nascimentos no mundo veio crescendo ao longo da história, estava em torno de 100 milhões de bebês por ano em 1950

Espécies invasoras põem em risco a biodiversidade, artigo de Sílvia Ziller

    [EcoDebate] Quem passeia pelas dunas da Lagoa da Conceição, em Florianópolis (SC), pode se assustar ao ver o corte de árvores que acontece no Parque Municipal das Dunas da Lagoa da Conceição. O que acontece, na verdade, é a retirada de pínus invasores que ameaçam espécies nativas e endêmicas (que ocorrem apenas na região). Ao contrário do que se possa imaginar, às vezes, para conservar o meio ambiente é preciso

Mudanças climáticas: feedback positivo não pode ser explicado pelos animais do solo

  German Centre for Integrative Biodiversity Research (iDiv)* Halle-Jena-Leipzig Quando o solo aquece, libera mais dióxido de carbono (CO 2 ) - um efeito que alimenta as mudanças climáticas. Até agora, assumiu-se que o motivo disso se deve principalmente à presença de pequenos animais do solo e micro-organismos que comessem e respiram mais em temperaturas mais quentes. No entanto, um novo estudo na Nature Climate Change mostrou que este não é o caso. Muito pelo contrário: se o calor é

Emissões globais de gás carbônico do setor de construção chegaram a 76 gigatoneladas em 2010-2016

  ONU O segmento de construção e edificações precisará melhorar em 30% sua eficiência energética até 2030 para manter o planeta na caminho rumo às metas do Acordo de Paris. É o que revela um novo relatório da ONU Meio Ambiente, divulgado pela Aliança Global do setor no início deste mês (11). Levantamento aponta que essa área produtiva responde por 39% das emissões de gás carbônico associadas ao consumo e à produção

Protocolos de consulta de diferentes povos indígenas na Amazônia são instrumentos de luta pelos direitos; entrevista com Angela Amankawa Kaxuyana

    Por Sucena Shkrada Resk* O protagonismo indígena na defesa dos seus direitos é a pauta desta semana. Na seara do contexto amazônico, a entrevistada é Angela Amankawa Kaxuyana, da TI Kaxuyana Tunayana, do extremo Norte do Pará, que pertence ao povo Kahyana e Katxuyana. Atual coordenadora tesoureira da Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (COIAB), ela fala ao Blog Cidadãos do Mundo – jornalista Sucena Shkrada Resk sobre as principais

No Brasil, 51% da população de 25 anos ou mais tinham até o ensino fundamental completo em 2016

  IBGE Em 2016, cerca de 66,3 milhões de pessoas de 25 anos ou mais de idade (ou 51% da população adulta) tinham concluído apenas o ensino fundamental. Além disso, menos de 20 milhões (ou 15,3% dessa população) haviam concluído o ensino superior. A desigualdade na instrução da população tem caráter regional: no Nordeste, 52,6% sequer haviam concluído o ensino fundamental. No Sudeste, 51,1% tinham pelo menos o ensino médio completo. Ainda entre a

Das jovens fora da escola, em 2016, 26% alegam cuidar da casa, de crianças ou idosos

  IBGE Uma em cada quatro mulheres jovens de 14 a 29 que não estudavam, em 2016, alegaram como motivo a necessidade de realizar afazeres domésticos e cuidar de crianças ou idosos. O percentual de mulheres nessa faixa que mencionaram essa razão (26,1%) era 30 vezes superior ao dos homens (0,8%). Foi o que revelou o módulo de Educação da Pnad Contínua, divulgado ontem pelo IBGE, que traz um retrato atualizado do

Top