Índice da edição nº 2.633, 2016 [20/10/2016]

    Desastres naturais e civilização humana, artigo de Roberto Naime Eliminação global de hidrofluorcarbonetos (HFCs) traz avanço na luta contra o aquecimento global, artigo de Reinaldo Dias Especialista alerta para possibilidade de Brasil não cumprir acordo de clima Plantações em mais de 100 cidades no semiárido são afetadas pela seca Concentração de CO² na atmosfera atinge seu mais alto nível em milhões de anos, alerta ONU Mudanças climáticas terão forte efeito sobre chuvas no Brasil e

Desastres naturais e civilização humana, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] Em agosto de 2010, o vulcão Sinabung, na ilha indonesiana de Sumatra, entrou em erupção e retirou pelo menos 18 mil moradores da região. Um mês depois, no Paquistão, chuvas torrenciais causaram o pior desastre natural da história do país, matando mais de 1.500 pessoas e deixando mais de seis milhões de desabrigados, causando bilhões de dólares de danos à infraestrutura e à agricultura. Eventos como vulcões e inundações são fenômenos

Eliminação global de hidrofluorcarbonetos (HFCs) traz avanço na luta contra o aquecimento global, artigo de Reinaldo Dias

    [EcoDebate] Os países signatários do Protocolo de Montreal sobre as substâncias que destroem a camada de ozônio encerraram reunião em Kigali, Uganda, com um acordo histórico para a redução gradual, até a eliminação, dos gases hidrofluorcarbonetos (HFCs), que são os principais gases de efeito estufa (GEE) usados nas geladeiras e nos sistemas de refrigeração. O Protocolo de Montreal foi assinado em 1987, visando a eliminação dos gases que destroem a camada

Especialista alerta para possibilidade de Brasil não cumprir acordo de clima

  Debatedores sugerem ajuste de metas para redução de gases de efeito estufa     O secretário-executivo do Observatório do Clima, Carlos Rittl, alertou na terça-feira (18) no Congresso Nacional para a possibilidade de o Brasil não reduzir significativamente neste ano a emissão de gases estufa. Rittl participou de audiência pública promovida pela Comissão Mista Permanente sobre Mudanças Climáticas sobre a participação brasileira no Acordo do Clima de Paris, documento que visa reduzir as emissões

Plantações em mais de 100 cidades no semiárido são afetadas pela seca

  Cerca de 300 mil propriedades no Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas e Sergipe foram afetadas     Mais de 100 municípios do semiárido estão há pelo menos dois meses com déficit hídrico e tiveram o risco agroclimático classificado como alto e muito alto. Isso significa que o solo perdeu mais umidade para a atmosfera do que recebeu água em um período de 60 dias, segundo análise do Centro Nacional de Monitoramento e

Concentração de CO² na atmosfera atinge seu mais alto nível em milhões de anos, alerta ONU

  Citando os graves impactos que os recordes de emissões CO² causaram no mês de setembro, o Escritório da ONU para a Redução do Risco de Desastres (UNISDR) pediu que países aumentem o compromisso com a redução da emissão dos gases de efeito estufa. “É profundamente perturbador saber que os níveis globais das 400 partes por milhão (ppm) já tenham sido alcançados no mês de setembro pela primeira vez”, disse o diretor

Mudanças climáticas terão forte efeito sobre chuvas no Brasil e na América Latina, diz FAO

  O clima e a agricultura na região da América Latina e do Caribe não serão mais os mesmos com os efeitos das mudanças climáticas: os prognósticos indicam que no fim do século 21 haverá uma grande variação no nível de precipitações na América do Sul, com mudanças heterogêneas — enquanto no Nordeste brasileiro estima-se que haverá uma redução de 22% das chuvas, em áreas do sul-oriente da América do Sul

Estudo identifica fatores de disseminação do zika no mundo

    Em mapa global sobre o potencial de propagação da doença, cientistas identificam os fatores mais importantes para a transmissão em cada área Um estudo publicado na revista científica Memórias do Instituto Oswaldo Cruz, da Fiocruz, mapeia o potencial de disseminação global do vírus Zika e aponta os fatores que mais impactam no risco de transmissão com precisão para áreas de 25 km². O trabalho mostra que diversos países reúnem as principais

Top