nº 2.380, 2015 [10/09/2015]

    Proibição de plásticos na Califórnia, artigo de Roberto Naime BNDES aprova R$ 1 bilhão para projetos de energia eólica no CE, RN e RS Consórcio da Usina Hidrelétrica de Aimorés é processado por danos aos pescadores que dependiam do rio Doce MPF/RJ apresenta propostas para reduzir impactos ambientais nas baías de Sepetiba e Ilha Grande COP21: A lição de casa do Brasil antes de fechar as malas para Paris Entidades sindicais ligadas ao amianto são

Proibição de plásticos na Califórnia, artigo de Roberto Naime

  fonte da imagem: alpambiental.com.br/reciclagem/plasticos/ e recicloteca.org.br   [EcoDebate] As realidades do Brasil e do estado americano da Califórnia são bastante diferentes, mas sempre que se encontra um tema para reflexão, não se deve perder a oportunidade. Na Califórnia se institucionalizou, ou seja, virou lei, a proibição do uso de sacolas plásticas, pelo que se registra, a partir do ano de 2.016. A Califórnia é um dos estados americanos mais desenvolvidos e se

BNDES aprova R$ 1 bilhão para projetos de energia eólica no CE, RN e RS

    • São dois financiamentos de longo prazo (R$ 652 milhões para complexo no CE e R$ 273 mi a outro no RN) e um empréstimo-ponte de R$ 145 mi ao RS • Os empreendimentos terão, juntos, potencial de 480 MW e devem gerar 7,6 mil empregos diretos e indiretos na construção e operação   O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou três operações, no valor total de R$ 1,07 bilhão,

Consórcio da Usina Hidrelétrica de Aimorés é processado por danos aos pescadores que dependiam do rio Doce

  MPF/MG, MPT E DPU pedem condenação do Consórcio Aimorés em mais de R$ 50 milhões - Ação relata descaso do consórcio e do Ibama com a situação dos pescadores que dependiam do rio Doce para exercerem sua profissão O Ministério Público Federal em Minas Gerais (MPF/MG), o Ministério Público do Trabalho (MPT) e a Defensoria Pública da União (DPU) ajuizaram em conjunto ação civil pública contra as empresas Vale e Cemig

MPF/RJ apresenta propostas para reduzir impactos ambientais nas baías de Sepetiba e Ilha Grande

interesse público

    Audiência pública discutiu impactos de empreendimentos na comunidade pesqueira, tradicional e no boto-cinza O Ministério Público Federal (MPF) promoveu audiência pública, no último dia 27 de agosto, no Município de Mangaratiba (RJ), para tratar dos impactos cumulativos de licenciamentos existentes na Baía de Sepetiba e Ilha Grande sobre a comunidade pesqueira, tradicional e sobre o boto-cinza, bem como medidas mitigatórias e destinação da compensação ambiental. Do evento, o MPF apontou diversas

COP21: A lição de casa do Brasil antes de fechar as malas para Paris

COP 21

  Os líderes mundiais têm perto de um mês e meio para colocarem as cartas na mesa. No dia primeiro de outubro, acaba o prazo para que os países que fazem parte da Convenção do Clima da Organização das Nações Unidas mostrem o jogo e indiquem onde e como colocarão seus esforços para reduzir as emissões dos gases que levam ao aquecimento global. O que é possível esperar do encontro em Paris,

Entidades sindicais ligadas ao amianto são processadas em R$ 50 milhões

  Dezessete entidades sindicais podem ser condenadas por acordo coletivo que desvirtua normas de saúde e segurança O Ministério Público do Trabalho (MPT) processou em R$ 50 milhões 17 sindicatos patronais e de trabalhadores ligados a segmentos da economia que utilizam amianto em seus processos produtivos. As entidades, financiadas pelo Instituto Brasileiro de Crisotila, são acusadas de expor trabalhadores à problemas de saúde devido a um acordo coletivo que desvirtua normas de

Governo admite discutir novo marco regulatório para demarcar terras indígenas

    O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmou há pouco que o governo federal admite discutir um novo marco regulatório de demarcação de terras indígenas, mas criticou a PEC 215/00, que transfere do Executivo para o Congresso a competência para a demarcação e, também, a PEC 71/11, que prevê indenização aos proprietários de terras homologadas como área indígena desde outubro de 2013. A primeira, segundo Cardozo, possui vício de inconstitucionalidade e

Brasil ocupa o quarto lugar no mundo em números absolutos de mulheres casadas até os 15 anos

  Relatório lançado pelo Instituto Promundo, que trabalha em diversos países pela igualdade de gênero   Estimular o envolvimento paterno na vida das filhas de forma ativa é uma das principais maneiras de evitar o casamento na infância e adolescência. A estratégia faz parte das recomendações do relatório Ela vai no meu barco - Casamento na infância e adolescência no Brasil, lançado ontem (9) pelo Instituto Promundo. Segundo pesquisa apresentada no relatório, a

Top