Participação dos Catadores de Materiais Reciclávei e Reutilizáveis na PNRS, artigo de Antonio Silvio Hendges

[EcoDebate] Entre os princípios e objetivos da Política Nacional de Resíduos Sólidos está o reconhecimento de que os resíduos reutilizáveis e recicláveis são bens econômicos, geradores de trabalho e renda, promotores da cidadania e de valores sociais e o incentivo à indústria da reciclagem e integração dos trabalhadores em resíduos nas ações de responsabilidade compartilhada pelos ciclos de vida dos produtos.

Os sistemas de coleta seletiva e de logística reversa devem priorizar a participação de cooperativas e/ou associações formadas por trabalhadores em materiais reutilizáveis e recicláveis constituídas por pessoas de baixa renda. Os planos municipais de gestão integrada devem definir ações e programas que estimulem a participação destes grupos, sendo que as atividades desenvolvidas por estas organizações devem estar descritas nos planos de gerenciamento de resíduos sólidos específicos dos setores econômicos sujeitos à sua elaboração.

A União deve estabelecer através de regulamento específico, programa de melhoria das condições de trabalho e das oportunidades de inclusão social e econômica dos trabalhadores em resíduos sólidos reutilizáveis e recicláveis. As políticas públicas voltadas a estes trabalhadores devem observar as possibilidades de dispensa de licitações (em acordo com a Lei 8.666/1993, inciso XXVII) para a contratação de cooperativas e associações, estímulo à capacitação, incubação e fortalecimento institucional destas organizações, pesquisas para sua integração nas ações de responsabilidade compartilhada e a melhoria da qualidade de vida dos catadores.

Podem ser efetuados convênios, contratos ou outros instrumentos de colaboração com pessoas jurídicas de direito público ou privado para apoiarem a criação de cooperativas ou outras formas de associação de trabalhadores de baixa renda para atuarem nas atividades de reutilização e reciclagem de resíduos sólidos.

REFERÊNCIAS:
– Lei 12.305/2010, artigos 6º, inciso VIII; 7º, incisos VI e XII; 20º, incisos I-V.
– Decreto 7.404/2010, artigos 40-44.

Antonio Silvio Hendges, articulista do EcoDebate, é Professor de Ciências e Biologia, Agente Educacional no RS. Email: as.hendges{at}gmail.com

EcoDebate, 18/05/2011

[ O conteúdo do EcoDebate é “Copyleft”, podendo ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, ao Ecodebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta clicar no LINK e preencher o formulário de inscrição. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Alexa

Top