Perdoar emagrece, artigo de Américo Canhoto

Dr. Américo Canhoto
Dr. Américo Canhoto

[EcoDebate] Retaliar é atitude de seres primários.
Cooperar é melhor que antagonizar. Conviver com amigos é muito mais gostoso do que conviver com adversários.

Egoístas e orgulhosos; nós nos magoamos com facilidade e além de facilitar o câncer ainda por cima retemos líquido – choramos prá dentro; ao invés de derramar baldes de lágrimas.

Saber disso, de alguma forma, todo mundo sabe – Então, o que não nos permite colocar esse conhecer em uso? Falta de qualidade: preguiça e impulsos de gente atrasada.

Como começar?
Em situação de antagonismo; não basta ignorar o outro ou a situação; esse é o primeiro passo – mas, não basta mais; na seqüência, é preciso sair de forma ativa da sintonia, para buscar:

Melhora da qualidade de vida

Quando perdoamos; melhoramos, instantaneamente, o padrão de qualidade de nossas vidas; de início, com o ganho de tempo e de liberdade para nos dedicarmos a resolver outros fatos.

Livres das amarras do antagonismo; nós podemos focar nossa atenção e usar nossos recursos íntimos no aprendizado de outras tarefas mais prazerosas. Apenas esse fato, já justificaria o esforço de aprender a perdoar.

Essa não é a única condição de ser feliz: É bom lembrar que nem todas nossas dores e aflições decorrem diretamente de perdoar ou não.

Porém, quem trabalha com as mãos livres tem mais frutos com o seu trabalho.

O antagonismo do ódio, do ressentimento, da mágoa ou da vingança são algemas que nos dificultam a produzir o possível em cada momento, na lavoura da vida.

A energia da retaliação atrapalha tanto o semear quanto a colheita. Se não nos atrapalhássemos; já seria muito bom; ótimo quando nos auxiliarmos.

Durante o esforço de perdoar, vamos sendo recompensados com a percepção de que muitos já trabalham pela nossa paz sem nada esperar de nós em troca; senão, nossa boa vontade em continuar trabalhando pela nossa própria paz; que também é a de todos – daí, nosso egão emagrece.

Sintonizados no antagonismo perdemos a clareza mental; nós nos tornamos lentos e pesados – inchados – a vida fica embaçada; tudo nos parece difícil, e a vida perde o sentido; a atitude de perdoar funciona como um tônico capaz de revigorar nossa disposição; clarear a mente e descortinar novos e brilhantes horizontes com silhuetas mais finas – além disso, favorece a sanidade. – e melhor: até emagrece.

Benefícios á saúde

Olá Masaru Emoto:
Nosso corpo responde imediatamente á mudança das vibrações pessoais, das outras pessoas e dos ambientes – via água – líquidos corpóreos.

Até mesmo a resposta física é rápida; quando saímos de um padrão vibratório de ódio para o de perdão. Se der uma perdoada rápida faça isso durante o dia; pois, vai fazer xixi até não poder mais (brincadeira; as mudanças hormonais obedecem a um plano orgânico)…

Não custa nada tentar: Com treino, podemos definir com facilidade a diferença entre as sensações que o corpo devolve quando submetido a um ou ao outro padrão de vibração.

Nossa auto-estima precisa de créditos; é preciso perceber que a mudança de padrão vibratório traga realmente frutos – daí atenção; pois: logo a seguir ao ato de perdoar, o funcionamento corporal se modifica ás vezes de forma sutil; o que produz curas nem sempre percebidas; e podem ser creditadas apenas a paliativos tratamentos em andamento.

Saber que não tememos mais nem a nós mesmos; dá uma sensação de paz danada; e combate um dos inimigos de nossa qualidade de vida.

Diminuição da ansiedade

Perdoar é uma forma simples, eficaz e barata de relaxar; pois, quando perdoamos ou somos perdoados, é como se tirássemos um peso das costas. Nós nos sentimos mais alegres e descontraídos. E fortes:

Melhora a disposição

O antagonismo é uma forma de vampirismo de energia. Um rouba a energia do outro; além disso, é uma perda de tempo e um desperdício de recursos. Só de o eliminarmos já recuperamos boa parte da disposição perdida no dia a dia; ao o substituirmos pela cooperação transfundimos energias e nos reabastecemos uns aos outros.

Anda magoadinho?
De mal com a vida?
Com uns quilinhos a mais?
Inchado?

Vá com calma!
Aprenda a perdoar passo a passo…

Aviso de artigos novos – http://adietacomorecursopedagogico.blogspot.com
EDUCAÇÃO CADA VEZ MAIS CRIMINALIZADA

http://educarparaummundonovo.blogspot.com
EDUCAÇÃO CABE EM QUALQUER LUGAR.

http://pequenosdescuidosgrandesproblemas.blogspot.com
A OBESIDADE DO EGO PRECISA DE UMA DIETA DE VALORES

http://xepacosmica.blogspot.com
VOCE TEM QUE VIVER MAIS PARA MORRER LOGO.

Américo Canhoto: Clínico Geral, médico de famílias há 30 anos. Pesquisador de saúde holística. Uso a Homeopatia e os florais de Bach. Escritor de assuntos temáticos: saúde – educação – espiritualidade. Palestrante e condutor de workshops. Coordenador do grupo ecumênico “Mãos estendidas” de SBC. Projeto voltado para o atendimento de pessoas vítimas do estresse crônico portadoras de ansiedade e medo que conduz a: depressão, angústia crônica e pânico.

* Colaboração de Américo Canhoto para o EcoDebate, 17/08/2010

[ O conteúdo do EcoDebate é “Copyleft”, podendo ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, ao Ecodebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta clicar no LINK e preencher o formulário de inscrição. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Um comentário em “Perdoar emagrece, artigo de Américo Canhoto

  1. Belo texto do Dr. Américo sobre o perdão. É a mais pura verdade.
    Precisamos exercitar mais o perdão.

Comentários encerrados.

Top