A função paterna, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] A presença (ou não) do pai influi tanto na vida emocional quanto no comportamento dos jovens, de modo complementar ao papel da mãe. Se a função materna está associada a afeto, acolhimento, aconchego, a função paterna ajuda na individuação, nos limites, na sociabilização. Psiquiatras, psicólogos, psicanalistas, há mais de século tem estudado estas questões. A afetividade materna é essencial para a estabilidade emocional desde a infância e na formação da

As pessoas comuns, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] Pessoas que se consideram “comuns” tem muita influência na sociedade, embora não saibam disso, justamente por se acharem “comuns”. Vamos aos fatos: a começar pelos publicitários, sua linguagem na TV mira as “pessoas comuns”, para um produto chamar a atenção, é preciso ser atraente para a maioria. Os políticos, nem se fala, miram as pessoas comuns o tempo inteiro. As empresas, ao planejarem seus produtos, preços e estratégias de

O senso crítico e o esporte, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] O professor Filipe de Oliveira, experiente com alunos de pré-vestibular, afirma que o aprendizado mais importante é o das séries iniciais, porque é o que ensina a pensar, a desenvolver os raciocínios básicos em linguagem, matemática e lógica. Se bem formado nos primeiros anos, o aluno desenvolve cada vez maior autonomia nos seus estudos e não vai ter problemas maiores na Universidade. O senso crítico é uma das capacidades que

Ser humano e ecossistema, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] Antônio Leal Aidar elabora instigante reflexão no site da revista ecológica sobre as relações do indivíduo humano com o ecossistema. Se levarmos em conta que ser do ecossistema é fazer parte de seu equilíbrio, então a resposta é negativa. E isso explica sua importância. Por que, então, o ser humano não faz parte do ecossistema. Deveria fazer e já fez quando era um indivíduo menos complexo. Mas hoje causa desequilíbrios e

As boas coisas da paralisação dos caminhoneiros, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó)

    A cidade está um silêncio. As ruas estão desertas, bicicleteiros e pedestres podem andar à vontade. O ar está limpo. Não há ruídos para perturbar nossos ouvidos Não há gás na cidade, muita gente cozinhando com churrasqueira, panela elétrica, fogão solar. Não há postos com gasolina e os carros estão nas garagens. Começa faltar de tudo nos mercados e supermercados, mas os hortigranjeiros que vem do interior estão passando em nossas portas, também galinha caipira, bode

Ser humano ou ser Coisa? artigo de Paulo Sanda

    [EcoDebate] Estava eu indo buscar meus filhos na escola, quando escuto no rádio: … % dos alunos do ensino médio não está prontos para o mercado de trabalho … Os “pontinhos” são porque eu não consegui ouvir direito, não consigo me lembrar, ou talvez porque não queira me lembrar, pois fiquei chocado. Fiquei chocado não com a afirmação da notícia, mas com ela, ou melhor, ou pior não sei dizer; fiquei chocado

O amor nos tempos de cólera, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] O título que melhor reflete os dias de hoje é esse, de um famoso livro colombiano sobre desencontros amorosos, que lembra o chavão “se a vida é a arte do encontro, porque tem tanto desencontro nela?”. Nunca foi tão fácil se comunicar, do whatsapp à videochamada, ou com a popularização dos aviões para visitar alguém distante. Mas se a geografia ficou mais próxima, as distâncias emocionais aumentaram. Hoje tudo é

Vivemos no melhor dos mundos? artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  “Vivemos no melhor dos mundos possíveis” Gottfried Wilhelm Leibniz (1646-1716)     [EcoDebate] Steven Pinker é um autor cornucopiano que acredita no progresso e na conquista da abundância para satisfazer o bem-estar do ser humano. Em 2012, ele publicou o livro “The Better Angels of Our Nature: Why Violence Has Declined”. Agora, em 2018, ele volta à carga como um novo livro "Enlightenment Now: The Case for Reason, Science, Humanism, and Progress”, onde

Dia Internacional da Mulher: Margaret Fuller, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  “Os livros são o tesouro precioso do mundo e a digna herança das gerações e nações” Henry Thoreau (1817-1862)     [EcoDebate] O Dia Internacional da Mulher é uma data de reflexão e um momento de rememorar o luto e a luta do sexo feminino contra a exploração, a opressão, a escravidão, a violência, a guerra, a pobreza, a destruição da natureza, a superstição, a ignorância, a heteronomia, a iniquidade, o fracasso, o

Dia Internacional da Mulher: Mary Wollstonecraft e Mary Shelley, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  “Admito que as mulheres tenham diferentes obrigações a cumprir, mas são obrigações humanas, e mantenho com firmeza que os princípios a regular seu desempenho devem ser os mesmos” Mary Wollstonecraft (1792, p. 75)     [EcoDebate] Em 2018 se comemora os 100 anos do direito de voto feminino na Inglaterra. A vitória do movimento sufragista inglês não veio de graça, mas aconteceu depois de muita luta. Um marco na luta sufragista inglesa foi

XIV Intereclesial das CEBs: oxigênio para a caminhada profética, artigo de Gilvander Moreira

    XIV Intereclesial das CEBs: oxigênio para a caminhada profética Gilvander Moreira1   [EcoDebate] Com o tema “CEBs e os desafios do/no mundo urbano” e com o lema “Eu vi, ouvi os clamores do meu povo (oprimido) e desci para libertá-lo” (Ex 3,7), aconteceu em Londrina, no Paraná, o 14º Intereclesial das CEBs (Comunidades Eclesiais de Base), de 23 a 27/01/2018. O encontro foi uma beleza espiritual profética, um verdadeiro pentecostes, irrupção do espírito

Sobre o futuro, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] O que podemos esperar de 2018? O que o futuro nos reserva? O futuro é um seguimento do presente, raramente há saltos bruscos. Então, o que o presente nos indica? “O passado não reconhece seu lugar, ele está sempre presente”, escreveu Mário Quintana. O presente também é um contínuo no tempo, então somos a continuação dessa história. Você sabe quem é – e quem se encaminha para ser – a

Top