É tempo de reflexão, coragem e criatividade, artigo de frei Gilvander Moreira

É tempo de reflexão, coragem e criatividade Por frei Gilvander Moreira1 No segundo turno das eleições, dia 28 de outubro de 2018, Jair Bolsonaro obteve 57,7 milhões de votos (39,1%); Fernando Haddad, 47 milhões (31,7%); abstenções, nulos e brancos, 42,4 milhões (28,5%). Logo, 89,4 milhões de brasileiros não votaram em Bolsonaro. Entretanto, de acordo com as regras do jogo, 57,7 milhões de brasileiros elegeram o presidente do Brasil, de 2019 a 2022,

As propagandas eleitorais e os apelos psicológicos, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] As propagandas eleitorais são apelos psicológicos aos eleitores para lhes infundir medo nos candidatos adversários, mais que apontar virtudes do próprio candidato. No whatsapp e outras redes sociais, infundir o medo é a prática principal dos candidatos a presidente, e em algum grau também nas campanhas estaduais. A preponderância do “falar mal do outro” sobre o “falar bem de si” vem do descrédito na política, onde é difícil acreditar em

2018: a crônica ambiental dos 30 anos, artigo de Sucena Shkrada Resk 

    O ano de 2018 é simbólico por representar o aniversário de 30 anos de importantes acontecimentos na trajetória do ambientalismo brasileiro. Apesar de não ser totalmente infundado o velho ditado de que no Brasil temos memória curta, essas histórias ainda pulsam, pois cada um de nós que vivenciamos este período é parte desse mosaico e, por diferentes linguagens, revive este período. O plano-sequência passeia nestas lembranças, que trafegam na concepção

Da Indústria da Seca para a Indústria Seca, artigo de Flávio José Rocha da Silva

    Da Indústria da Seca para a Indústria Seca Flávio José Rocha da Silva1 [EcoDebate] Ouvi a expressão “Indústria Seca” pela primeira vez em uma palestra do saudoso Professor Paulo Rosa, geógrafo e docente da UFPB. Em um dos inúmeros eventos promovidos pelos grupos contrários ao Projeto de Transposição da Águas dos Rio São Francisco em 2008 na cidade de João Pessoa, ele fez referência ao fato de que enquanto o Semiárido sofre

‘Botando o Pingo nos is’, artigo de Millos Augusto Stringuini

    ‘Botando o Pingo nos is’ Prof. Millos Augusto Stringuini, Dr.Sc.1 [EcoDebate] Dia 15 de agosto de 2018, o Portal EcoDebate (boletim diário 3.035) e a mídia apresentaram para conhecimento nacional a nova pesquisa do Unicef, Fundo das Nações Unidas para a Infância, contendo a impressionante estatística sobre crianças e adolescentes (até 17 anos) no Brasil. O Estudo demonstra que 6 em cada 10 crianças e adolescentes vivem em condições de pobreza. Cerca

Só lembramos o que nos afeta, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] Estejam seus pais com você, ou não mais, as suas lembranças de família serão dos fatos mais marcantes que viveu com eles. O nosso cérebro não guarda memórias “neutras”, só fixa os melhores e os piores momentos. E mais ainda uma soma dos dois, quando alguém nos ajuda em momentos de dificuldade: aí a alegria do socorro se sobrepõe ao sofrimento que estávamos passando. Cada pessoa lembra de nós por

Os animais nas religiões e no capitalismo, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó)

    Os animais nas religiões e no capitalismo, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó) [EcoDebate] O sacrifício religioso acompanha a história da humanidade, não só de animais, mas de pessoas. Quando Abraão vai sacrificar Isaque, Deus intervém, e o liberta do sacrifício de seres humanos (Gênesis 22, 1-24). É uma contraposição às religiões da época que sacrificavam pessoas para aplacar a ira dos deuses. Mas, o sacrifício dos animais continuou ao longo da história

A função paterna, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] A presença (ou não) do pai influi tanto na vida emocional quanto no comportamento dos jovens, de modo complementar ao papel da mãe. Se a função materna está associada a afeto, acolhimento, aconchego, a função paterna ajuda na individuação, nos limites, na sociabilização. Psiquiatras, psicólogos, psicanalistas, há mais de século tem estudado estas questões. A afetividade materna é essencial para a estabilidade emocional desde a infância e na formação da

As pessoas comuns, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] Pessoas que se consideram “comuns” tem muita influência na sociedade, embora não saibam disso, justamente por se acharem “comuns”. Vamos aos fatos: a começar pelos publicitários, sua linguagem na TV mira as “pessoas comuns”, para um produto chamar a atenção, é preciso ser atraente para a maioria. Os políticos, nem se fala, miram as pessoas comuns o tempo inteiro. As empresas, ao planejarem seus produtos, preços e estratégias de

O senso crítico e o esporte, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] O professor Filipe de Oliveira, experiente com alunos de pré-vestibular, afirma que o aprendizado mais importante é o das séries iniciais, porque é o que ensina a pensar, a desenvolver os raciocínios básicos em linguagem, matemática e lógica. Se bem formado nos primeiros anos, o aluno desenvolve cada vez maior autonomia nos seus estudos e não vai ter problemas maiores na Universidade. O senso crítico é uma das capacidades que

Ser humano e ecossistema, artigo de Roberto Naime

    Ser humano e ecossistema, artigo de Roberto Naime [EcoDebate] Antônio Leal Aidar elabora instigante reflexão no site da revista ecológica sobre as relações do indivíduo humano com o ecossistema. Se levarmos em conta que ser do ecossistema é fazer parte de seu equilíbrio, então a resposta é negativa. E isso explica sua importância. Por que, então, o ser humano não faz parte do ecossistema. Deveria fazer e já fez quando era um indivíduo

As boas coisas da paralisação dos caminhoneiros, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó)

    A cidade está um silêncio. As ruas estão desertas, bicicleteiros e pedestres podem andar à vontade. O ar está limpo. Não há ruídos para perturbar nossos ouvidos Não há gás na cidade, muita gente cozinhando com churrasqueira, panela elétrica, fogão solar. Não há postos com gasolina e os carros estão nas garagens. Começa faltar de tudo nos mercados e supermercados, mas os hortigranjeiros que vem do interior estão passando em nossas portas, também galinha caipira, bode

Ser humano ou ser Coisa? artigo de Paulo Sanda

    [EcoDebate] Estava eu indo buscar meus filhos na escola, quando escuto no rádio: … % dos alunos do ensino médio não está prontos para o mercado de trabalho … Os “pontinhos” são porque eu não consegui ouvir direito, não consigo me lembrar, ou talvez porque não queira me lembrar, pois fiquei chocado. Fiquei chocado não com a afirmação da notícia, mas com ela, ou melhor, ou pior não sei dizer; fiquei chocado

O amor nos tempos de cólera, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] O título que melhor reflete os dias de hoje é esse, de um famoso livro colombiano sobre desencontros amorosos, que lembra o chavão “se a vida é a arte do encontro, porque tem tanto desencontro nela?”. Nunca foi tão fácil se comunicar, do whatsapp à videochamada, ou com a popularização dos aviões para visitar alguém distante. Mas se a geografia ficou mais próxima, as distâncias emocionais aumentaram. Hoje tudo é

Vivemos no melhor dos mundos? artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  “Vivemos no melhor dos mundos possíveis” Gottfried Wilhelm Leibniz (1646-1716)     [EcoDebate] Steven Pinker é um autor cornucopiano que acredita no progresso e na conquista da abundância para satisfazer o bem-estar do ser humano. Em 2012, ele publicou o livro “The Better Angels of Our Nature: Why Violence Has Declined”. Agora, em 2018, ele volta à carga como um novo livro "Enlightenment Now: The Case for Reason, Science, Humanism, and Progress”, onde

Dia Internacional da Mulher: Margaret Fuller, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    Dia Internacional da Mulher: Margaret Fuller, artigo de José Eustáquio Diniz Alves “Os livros são o tesouro precioso do mundo e a digna herança das gerações e nações” Henry Thoreau (1817-1862)     [EcoDebate] O Dia Internacional da Mulher é uma data de reflexão e um momento de rememorar o luto e a luta do sexo feminino contra a exploração, a opressão, a escravidão, a violência, a guerra, a pobreza, a destruição da natureza,

Dia Internacional da Mulher: Mary Wollstonecraft e Mary Shelley, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    Dia Internacional da Mulher: Mary Wollstonecraft e Mary Shelley, artigo de José Eustáquio Diniz Alves “Admito que as mulheres tenham diferentes obrigações a cumprir, mas são obrigações humanas, e mantenho com firmeza que os princípios a regular seu desempenho devem ser os mesmos” Mary Wollstonecraft (1792, p. 75)     [EcoDebate] Em 2018 se comemora os 100 anos do direito de voto feminino na Inglaterra. A vitória do movimento sufragista inglês não veio de

XIV Intereclesial das CEBs: oxigênio para a caminhada profética, artigo de Gilvander Moreira

    XIV Intereclesial das CEBs: oxigênio para a caminhada profética Gilvander Moreira1   [EcoDebate] Com o tema “CEBs e os desafios do/no mundo urbano” e com o lema “Eu vi, ouvi os clamores do meu povo (oprimido) e desci para libertá-lo” (Ex 3,7), aconteceu em Londrina, no Paraná, o 14º Intereclesial das CEBs (Comunidades Eclesiais de Base), de 23 a 27/01/2018. O encontro foi uma beleza espiritual profética, um verdadeiro pentecostes, irrupção do espírito

Sobre o futuro, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] O que podemos esperar de 2018? O que o futuro nos reserva? O futuro é um seguimento do presente, raramente há saltos bruscos. Então, o que o presente nos indica? “O passado não reconhece seu lugar, ele está sempre presente”, escreveu Mário Quintana. O presente também é um contínuo no tempo, então somos a continuação dessa história. Você sabe quem é – e quem se encaminha para ser – a

Complexo de vira-lata, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] “Só no Brasil mesmo”, quantas vezes você ouve ou diz essa frase por aí? “Complexo de vira-lata”, conceito criado por Nelson Rodrigues, significa “a inferioridade em que o brasileiro se coloca voluntariamente em face do resto do mundo. O brasileiro é um narciso às avessas, que cospe na própria imagem. Eis a verdade: não encontramos pretextos pessoais ou históricos para a autoestima”. O Brasil chegou a contrariar essa regra algumas vezes,

Top