Pesquisa associa as ondas de calor simultâneas às mudanças climáticas antropogênicas

  Sem a mudança climática causada pela atividade humana, as ondas de calor simultâneas não teriam atingido uma área tão grande quanto no verão passado. Esta é a conclusão dos pesquisadores do ETH Zurich com base em dados observacionais e de modelo. Por Peter Rüegg*     Muitas pessoas se lembrarão no verão passado - não apenas na Suíça, mas também em grandes partes do resto da Europa, assim como na América do Norte e na

Telhados reflexivos podem reduzir o efeito de ilha de calor urbano e salvar vidas durante as ondas de calor

  Um novo estudo de modelagem da Universidade de Oxford e colaboradores estimou como a mudança da refletividade dos telhados pode ajudar a manter as cidades mais frias durante as ondas de calor e reduzir as taxas de mortalidade classificadas pelo calor. University of Oxford*     As cidades são geralmente alguns graus mais quentes do que o campo, devido ao efeito de ilha de calor urbana. Este efeito é causado, em parte, pela falta

Pesquisa revisa os impactos das ondas de calor em humanos e animais selvagens

    Ondas de calor: "O verão está rapidamente se tornando uma estação mortal para a vida na Terra", diz o professor de biologia Jonathon Stillman Por Patrick Monahan*, San Francisco State University A mudança climática é frequentemente discutida em termos de médias - como a meta estabelecida pelo Acordo de Paris de limitar o aumento da temperatura da Terra a 2 graus Celsius. O que esses números não conseguem transmitir é que a mudança

Climatologista da UFRJ relaciona ondas de calor com aumento dos óbitos no Rio de Janeiro

  Por Paula Guatimosim, Faperj A comunidade científica e grande parte da sociedade não têm mais dúvida de que as mudanças climáticas e o aquecimento global terão consequências cada vez mais graves e preocupantes para a população mundial. A perspectiva é de que a cada ano as ondas de calor e frio sejam mais intensas, as chuvas e os ventos mais fortes e as secas mais prolongadas e severas, em consequência do aumento

Mudanças Climáticas: Estudo indica que o Brasil vai estar os países mais afetados por mortes em ondas de calor

  Pesquisa sugere que Brasil, Colômbia e Filipinas terão mais mortes por fenômeno que crescerá com as mudanças climáticas Por Silvana Salles, Jornal da USP A mudança climática poderá aumentar o número de mortes relacionadas às ondas de calor entre 2031 e 2080, comparado ao período que vai de 1971 a 2020. Segundo uma pesquisa publicada na revista científica PLOS Medicine, os países mais afetados seriam Brasil, Colômbia e Filipinas. Já Europa e Estados Unidos

China pode enfrentar ondas de calor mortais devido a mudanças climáticas

  Uma das regiões mais densamente povoadas do mundo pode empurrar os limites da habitabilidade até o final deste século, segundo o estudo. Por David L. Chandler | MIT News Office*     A pesquisa mostrou que, além de um certo limiar de temperatura e umidade, uma pessoa não pode sobreviver desprotegida a céu aberto por longos períodos - como, por exemplo, os fazendeiros devem fazer. Agora, um novo estudo do MIT mostra que, a menos

Mudanças Climáticas: População chinesa será mais exposta a ondas de calor ou temperaturas menos confortáveis

    Institute of Atmospheric Physics, Chinese Academy of Sciences* Uma das principais preocupações nos estudos de mudança climática é como as condições térmicas para o ambiente de vida dos seres humanos vão mudar no futuro. Em um artigo publicado recentemente na Atmospheric and Oceanic Science Letters , o professor GAO Xuejie, do Instituto de Física Atmosférica da Academia Chinesa de Ciências, e seus coautores tentam responder a essa pergunta com base em

Mais quentes, mais longas, mais frequentes – ondas de calor marinhas em ascensão

  Por Alvin Stone, University of New South Wales* Um estudo internacional na Nature Communications, co-escrito por pesquisadores do ARC Centre of Excellence for Climate Extremes (CLEX) e do Institute of Marine and Antarctic Studies (IMAS) , revela que as ondas de calor marinhas aumentaram ao longo do século passado, em duração e intensidade como resultado direto do aquecimento dos oceanos. De 1925 a 2016, o estudo constatou que a frequência de ondas de calor marinhas

Estudo realizado em 400 cidades em todo o mundo explora a relação entre ondas de calor e mortalidade

    A Espanha é um dos países onde mais ondas de calor são registradas anualmente Agencia Estatal Consejo Superior de Investigaciones Científicas (CSIC)*     A Espanha foi atingida por várias ondas de calor recorde neste verão. Na verdade, a Espanha é uma das regiões do mundo onde mais ondas de calor são registradas todos os anos e seus efeitos indicam um aumento no risco de mortalidade entre 10% e 20% durante esses períodos extremamente

Ondas de calor atingem severamente a Europa Ocidental

  Por Andrea Thompson*, do Climate Central O aquecimento global deu um claro impulso às temperaturas abrasadoras que cobriram a Europa Ocidental no início deste mês - uma onda de calor que ajudou a alimentar incêndios florestais mortais em Portugal. O aquecimento causado pelos gases com efeito de estufa da atmosfera faz com que a intensidade e a frequência das ondas de calor sejam 10 vezes mais prováveis, de acordo com uma

Organização Meteorológica Mundial (OMM) prevê novas ondas de calor e temperaturas recordes em 2017

    Da Agência EFE / ABr A Organização Meteorológica Mundial (OMM), agência especializada das Nações Unidas para tempo e clima, advertiu nesta terça-feira (20) que espera novas ondas intensas de calor este ano tanto na Europa como na Ásia, e disse que 2017 será um ano "excepcionalmente quente". A informação é da agência EFE. "Haverá mais ondas de calor neste verão, não só na Europa como em outras partes do mundo", afirmou em

Número de mortos com as ondas de calor deve aumentar radicalmente nos próximos anos em países em desenvolvimento

    Aquecimento modesto multiplica ondas de calor assassinas em países pobres - Pesquisadores revelam que mais meio grau Celsius na temperatura média da Índia no verão tornará esses extremos duas vezes e meia mais frequentes, intensas e duradouras a ponto de ser quase certa a morte de dezenas de milhares de pessoas Por LUCIANA VICÁRIA, do Observatório do Clima O número de mortos com as ondas de calor deve aumentar radicalmente nos próximos

Top