Número de mortos com as ondas de calor deve aumentar radicalmente nos próximos anos em países em desenvolvimento

    Aquecimento modesto multiplica ondas de calor assassinas em países pobres - Pesquisadores revelam que mais meio grau Celsius na temperatura média da Índia no verão tornará esses extremos duas vezes e meia mais frequentes, intensas e duradouras a ponto de ser quase certa a morte de dezenas de milhares de pessoas Por LUCIANA VICÁRIA, do Observatório do Clima O número de mortos com as ondas de calor deve aumentar radicalmente nos próximos

Ondas de calor que país enfrenta poderão ser mais frequentes, diz Carlos Nobre, do MCTI

  PBMC projeta um clima mais quente para este século. Clique na imagem para ampliar   O calor excessivo registrado em 2013 e neste início de 2014 pode acontecer com mais frequência nos próximos anos se o país não conseguir reduzir o impacto do aquecimento global no meio ambiente, explicou o secretário de Políticas e Programas de Pesquisa e Desenvolvimento do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Carlos Nobre. O país enfrenta

Novo estudo associa ondas de calor nos EUA e as mudanças no clima pela ação humana

  Anomalias - Aquecimento. Fonte: Public Perception of Climate Change and the New Climate Dice   Cientista da Nasa vê relação entre verões extremos e aquecimento global O diretor do Instituto Goddard de Estudos Espaciais da Nasa, James Hansen, considerado um dos cientistas que mais tem alertado ao longo dos anos sobre os impactos das mudanças climática, disse nesta semana que o problema é maior do que se pensava. "Minhas projeções sobre o aumento da

Aquecimento Global: O planeta deve se preparar para enfrentar secas, ondas de calor e chuvas mais intensas

  O planeta deve se preparar para enfrentar mais calor, secas mais fortes e, em algumas regiões, chuvas mais violentas devido ao aquecimento, alertaram especialistas climáticos. Por Por Anthony Lucas, da AFP. A "mensagem principal" do relatório [Special Report on Managing the Risks of Extreme Events and Disasters to Advance Climate Change Adaptation http://www.ipcc-wg2.gov/SREX/ ] publicado nesta quarta-feira pelo Painel Intergovernamenal de Mudanças Climáticas (IPCC, na sigla em inglês), colegiado de cientistas

Aquecimento global: Ondas de calor serão três vezes mais frequentes em 2050

[Por Henrique Cortez, do EcoDebate] Pesquisadores da ONG Climate Central analisaram as projeções climáticas feitas com modelos climáticos globais, identificando que as ondas de calor ou eventos extremos de calor (EHE) serão três vezes mais frequentes em 2050. As ondas de calor na Europa, em 2003, (mais de 14 mil mortes na França, 4,2 mil na Itália e Espanha, 2 mil em Portugal e mais de 2 mil no Reino Unido)

Aquecimento Global: Ondas de calor afetarão com mais vigor os idosos e pessoas com doenças crônicas

[Por Henrique Cortez, do EcoDebate] Novas pesquisas e modelos matemáticos, cada vez mais sofisticados, indicam que as ameaças do aquecimento global e das mudanças climáticas já não são meras possibilidades. Pior que isto, os dados já alertam para a realização dos piores cenários e, com eles, grandes impactos na saúde publica. Um novo estudo [Heat stress in older people and patients with common chronic diseases], publicado na revista online Canadian Medical

População vulnerável submetida a ondas do calor extremo cresceu em todo mundo

  A elevação da temperatura global aumentou a exposição de populações vulneráveis a ondas de calor extremo em todas as regiões do mundo no ano passado. ABr Ondas de calor extremo A informação consta de estudo sobre os efeitos das mudanças climáticas sobre a saúde feito por especialistas de 27 instituições internacionais em parceria com a Organização Mundial da Saúde (OMS), e divulgado na quarta-feira (28) na revista médica “The Lancet”, em Londres. De acordo

Aquecimento global e ondas mortais de calor, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] O mundo está ficando mais quente, mas umas áreas esquentarão mais do que outras e as ondas de calor ficarão mais frequentes e mais letais. O Brasil vai ser um dos países mais afetados pelas ondas mortais de calor que devem se espalhar pelo globo ao longo do século XXI, ainda que se atinja a meta do Acordo de Paris de manter o aquecimento global abaixo do patamar de

Emergência Climática – Os dias calor extremo causam grandes prejuízos econômicos

    O aquecimento do planeta levou a inúmeras mudanças que estão afetando todos nós. Secas, furacões, aumento do nível do mar e incêndios florestais - agora são eventos regulares em um mundo que viu perto de 40 bilhões de toneladas de emissões de dióxido de carbono (CO2) lançadas em nossa atmosfera no ano passado. Por Patrick Lejtenyi* ** As mudanças climáticas também podem tornar o trabalho ao ar livre mais perigoso, de acordo

Estudo indica a contribuição humana para a onda de calor recorde de julho de 2019 na Europa

  Após o calor extremo que ocorreu na última semana de junho de 2019, uma segunda onda de calor recorde atingiu a Europa Ocidental e a Escandinávia no final de julho de 2019. Em junho, novos recordes de todos os tempos foram estabelecidos em vários lugares da Europa Ocidental. Em julho, os registros foram quebrados novamente, embora em diferentes áreas. Mais uma vez, o papel da mudança climática na produção de eventos de alta

Pela segunda vez em menos de um mês, uma onda de calor intensa impacta a Europa

  World Meteorological Organization (WMO)* Pela segunda vez em menos de um mês, uma onda de calor intensa e intensa impactou a Europa, com muitos novos registros de temperatura máxima e mínima, interrupções no transporte e infraestrutura e estresse na saúde das pessoas e no meio ambiente. A Bélgica, a Alemanha, o Luxemburgo e os Países Baixos registaram novos recordes nacionais de temperatura, com as temperaturas a ultrapassarem os 40 ° C no

Onda de calor excepcionalmente intensa estabeleceu novos recordes de temperatura na Europa

    World Meteorological Organization (WMO) Uma onda de calor extraordinariamente precoce e excepcionalmente intensa estabeleceu novos recordes de temperatura na Europa e assegurou que o mês de junho foi o mais quente já registrado no continente, com a temperatura média 2 ° C acima do normal. As altas temperaturas representam uma grande ameaça à saúde das pessoas, à agricultura e ao meio ambiente, mas os relatórios iniciais indicaram que as advertências precoces da

Top