Mudança climática está afetando drasticamente o ciclo da água

 

Mudança climática está afetando drasticamente o ciclo da água

A mudança nos padrões de precipitação impacta a agricultura, os sistemas alimentares e os meios de subsistência, bem como os ecossistemas e a biodiversidade

Líderes mundiais devem priorizar ações integradas de água e clima

As mudanças climáticas estão afetando drasticamente o ciclo da água, tornando as secas e inundações mais extremas e frequentes, e diminuindo o armazenamento natural de água no gelo e na neve.

Da ONU Brasil

O aumento da temperatura e a variabilidade nos padrões de fluxo dos corpos d’água também afetam a qualidade da água.

Além disso, a mudança nos padrões de precipitação impacta a agricultura, os sistemas alimentares e os meios de subsistência, bem como os ecossistemas e a biodiversidade. Enquanto isso, o aumento do nível do mar ameaça comunidades, infraestrutura, ambientes costeiros e aquíferos.

Em uma carta aberta direcionada a líderes políticos, agências da ONU e parceiros pediram por uma gestão sustentável e integrada de água e saneamento, em consonância com o clima. A carta foi divulgada como um apelo para a COP26.

Um dos maiores e mais necessários recursos naturais do mundo, a água é apontada na carta como o “conector do clima”, capaz de produzir uma resposta colaborativa para as mudanças climáticas, desenvolvimento sustentável e redução do risco de desastres.

Um menino arrasta seus pertences pelas ruas inundadas de Manila após um tufão nas Filipinas (arquivo)
As mudanças climáticas estão afetando drasticamente o ciclo da água. Em Manila, na Filipinas, um menino arrasta seus pertences pelas ruas inundadas após um tufão
Foto: © ADB

 

Os países devem tomar medidas urgentes para enfrentar as consequências das mudanças climáticas relacionadas à gestão da água, disse o chefe da Organização Meteorológica Mundial (OMM) e nove outras organizações internacionais na sexta-feira (29) em uma carta aberta aos líderes mundiais divulgada antes da Conferência sobre Mudanças Climáticas da ONU, a COP26, que começou neste domingo (31).

Eles pediram aos governos que priorizem a ação integrada de água e clima, para o benefício das pessoas e do planeta, para garantir a disponibilidade e a gestão sustentável da água e do saneamento para todos.

“As mudanças climáticas estão afetando drasticamente o ciclo da água, tornando as secas e inundações mais extremas e frequentes, e diminuindo o armazenamento natural de água no gelo e na neve. O aumento da temperatura e a variabilidade nos padrões de fluxo dos corpos d’água também afetam fortemente a qualidade da água, tanto nas águas superficiais quanto nas subterrâneas”, aponta o comunicado coletivo.

O conector do clima – A carta lista impactos adicionais, uma vez que a mudança nos padrões de precipitação já está afetando a agricultura, os sistemas alimentares e os meios de subsistência, bem como os ecossistemas e a biodiversidade. Enquanto isso, o aumento do nível do mar ameaça comunidades, infraestrutura, ambientes costeiros e aquíferos.

Os parceiros citaram um relatório recente do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) que descobriu que mais de um terço das crianças do mundo, cerca de 920 milhões de meninos e meninas, estão atualmente gravemente expostas à escassez de água.

Eles acrescentaram que o Relatório de Desenvolvimento Mundial da Água das Nações Unidas de 2020 enfatizou ainda que a água é o “conector do clima”, permitindo uma maior colaboração entre a maioria das metas globais de resposta climática, desenvolvimento sustentável e redução do risco de desastres.

A carta foi assinada pelos chefes da OMM , do UNICEF, da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO); da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO); da Organização Mundial da Saúde (OMS); do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA); do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA); da Universidade das Nações Unidas (UNU); da Comissão Econômica das Nações Unidas para a Europa (UNECE) e da Parceria Global pela Água, Global Water Partnership (GWP).

Eles delinearam várias prioridades urgentes, como a integração da água e do clima por meio de planejamento de adaptação e resiliência em nível nacional e regional, e promoção e financiamento de sistemas globais de monitoramento da água para fornecer informações oportunas sobre a disponibilidade atual e futura do recurso natural.

Outras recomendações incluem o apoio à cooperação técnica, política e científica e a promoção de “uma abordagem proativa” para a gestão de enchentes e secas centrada nos pilares de monitoramento, previsão e alerta precoce; vulnerabilidade e avaliação de impacto; e preparação, mitigação e resposta.

in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 02/11/2021

 

A manutenção da revista eletrônica EcoDebate é possível graças ao apoio técnico e hospedagem da Porto Fácil.

 

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate com link e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394,

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Top