Geração de resíduos sólidos urbanos no Brasil 2010/2019

 

lixo
Foto: Lixo acumulado nas calçadas pela greve dos garis do Rio de Janeiro – © Fernando Frazão/Agencia Brasil

Geração de resíduos sólidos urbanos no Brasil 2010/2019

Entre 1010 e 2019 a geração de resíduos no Brasil aumentou 15,64% de 66.695.720 para 79.069.585 em milhões de toneladas/ano. A geração individual subiu 8,15% de 348,3 para 379,2 kg/ano/habitante.

Os RSU coletados cresceram de 59 para 72,7 milhões de toneladas e a cobertura da coleta avançou de 88 para 92%.

Todas as regiões apresentaram aumento na geração global e per capita. Nas tabelas a seguir estão os dados referentes à geração global e individual em cada região brasileira. A região com menor produção per capita é a Região Sul.

Região

Ano

Geração global (t/ano)

Geração per capita (kg/ano/habitante)

Região Sul

2010

7.162.760

258,4

2019

277

Região Sudeste

2010

32.652.900

403,5

2019

39.442.995

449,7

Região Centro Oeste

2010

5.076.055

365,3

2019

5.815.180

361,4

Região Nordeste

2010

17.397.725

324,6

2019

19.700.875

347,1

Região Norte

2010

4.406.280

286,9

2019

5.866.645

322,7

Tabela 1 – Geração global e per capita no Brasil nos anos de 2010 e 2019.

Os Estados do Amapá, Pará, Roraima, Maranhão, Distrito Federal e Minas Gerais diminuíram os índices de coleta. No entanto alguns Estados tiveram aumento significativo na ampliação da cobertura de coleta dos RSU, Piauí (12,7%), Mato Grosso (10,5%), Espírito Santo (9,9%), Bahia (8,5%), Tocantins (8,4), Alagoas (8,3%), Goiás (7,5%), Pernambuco (7,2%), Rondônia (6,6%), Santa Catarina (5,6%) e Paraná (5,2).

Os Estados com maiores índices de cobertura na coleta dos RSU com 95% ou mais: São Paulo (99,6%), Rio de Janeiro (99,5%), Santa Catarina (96,2%), Goiás (96,1%), Rio Grande do Sul (95,5%), Paraná (95%) e Distrito Federal (95%).

Região

Estado

Coleta total 2010 (t/ano)

Índice de coleta 2010

Coleta total 2019 (t/ano)

Índice de coleta 2019

Região Sul

Rio Grande do Sul

2.484.920

91,9%

3.004.315

95,5%

Santa Catarina

1.321.300

90,6%

1.791.055

96,2%

Paraná

2.692.970

89,8%

3.074.395

95%

Região Sudeste

São Paulo

18.002.895

95,9%

22.984.050

99,6%

Rio de Janeiro

6.862.730

95,5%

8.182.570

99,5%

Minas Gerais

5.382655

95,3%

6.383.485

92%

Espírito Santo

879.650

83,8%

1.131.500

93,7%

Região Centro Oeste

Mato Grosso do Sul

622.325

88%

903.375

92,7%

Mato Grosso

681.820

78,1%

1.069.450

88,6%

Goiás

1.691.045

88,6%

2.430.900

96,1%

Distrito Federal

1.530.080

96,5%

1.049.740

95%

Região Nordeste

Alagoas

667.950

75,5%

915.785

83,8%

Bahia

3.700.370

75,6%

4.266.120

84,1%

Ceará

2.476.89

76,4%

2.830.210

80,1%

Maranhão

1.296.115

66,8%

1.605.270

63,9%

Paraíba

900.820

80,8%

1.111.425

86,7%

Pernambuco

2.240.370

79,7%

2.856.855

86,9%

Piauí

606.630

56,5%

789.495

69,2%

Rio Grande do Norte

715.400

84,7%

992.070

89,0%

Sergipe

508.445

85,7%

606.265

91,4%

Região Norte

Acre

124.465

80,6%

198.925

83,1%

Amapá

158.775

97,5%

239.075

93,3%

Amazonas

997.910

84,1%

1.385.905

86,6%

Pará

1.653.815

78,4%

2.028.670

76,7%

Rondônia

271.925

72,3%

402.960

78,9%

Roraima

93.440

84,2%

139.430

84,1%

Tocantins

229.950

75,1%

375.220

83,4%

Tabela 2 – Coleta de RSU em toneladas/ano e índice de cobertura por Estado.

A coleta de resíduos cresceu em todas as regiões e no país passou de 58.795.660 t/ano em 2010 para 72.748.515 t/ano em 2019, aumento de 19,17%. A coleta per capita passou de 307,1 kg/ano em 2010 para 348,9 kg/ano em 2019, aumento de 12%. O índice nacional de coleta passou de 88% em 2010 para 92% em 2019.

Coleta Seletiva

Em 2010, 3.152 municípios tinham alguma ação voltada para a coleta seletiva, em 2019 foram 4.070 municípios que declararam possuir programas. No entanto, na maioria as ações não abrangem a totalidades das áreas urbanas e embora não especifique no anuário, possivelmente nas áreas rurais existam poucas iniciativas de coleta seletiva e destinação adequada. Em 2010, 56,6% dos municípios brasileiros tinham iniciativas de coleta seletiva e a região mais desenvolvida era a Sudeste com 78,7%. Em 2019, são 73,1% e a região com mais projetos é a Sul com 90,9%.

Região

Sul

Sudeste

Centro Oeste

Nordeste

Norte

Brasil

Ano

2010

2019

2010

2019

2010

2019

2010

2019

2010

2019

2019

2019

Sim

905

1083

1313

1496

122

227

614

978

198

286

3152

4070

Não

283

108

355

172

344

240

1180

816

251

164

2413

1500

Total

1188

1191

1668

466

467

1794

449

450

5565

5570

Tabela 3 – Municípios brasileiros com iniciativas de coleta seletiva.

Este é o segundo artigo de uma série sobre o panorama dos resíduos sólidos no Brasil no período 2010-2019, leia o anterior e os próximos aqui no Portal EcoDebate.

Participe do VII Congresso Nacional de Educação Ambiental e IX Encontro Nordestino de Biogeografia, 15 a 18/09/2021, online. Saiba mais aqui: https://www.cnea.com.br

Antonio Silvio Hendges – LP Biologia e Ciências, Pós Graduação em Auditorias Ambientais, assessoria e consultoria em branding, diferenciação e inovação de marcas e produtos orgânicos com enfoque em bebidas destiladas. Emails – as.hendges@gmail.com/rsnoalambique@gmail.com

 

in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 01/06/2021

 

A manutenção da revista eletrônica EcoDebate é possível graças ao apoio técnico e hospedagem da Porto Fácil.

 

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate com link e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394,

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Top