Peru: maior proporção de casos e óbitos da covid-19 pela dimensão demográfica

Peru: maior proporção de casos e óbitos da covid-19 pela dimensão demográfica

Artigo de José Eustáquio Diniz Alves

[EcoDebate] O Peru é o país do topo do ranking global da pandemia que apresenta os maiores coeficientes de incidência e de mortalidade. Para cada 1 mil peruanos 23 foram infectados e 1 pessoa morreu até aqui. No dia 20 de setembro já foram registrados 770 mil casos e 31 mil óbitos no país construído sobre o drama dos Incas.

O presidente Martín Vizcarra que foi acusado de fraudar documentos do governo e favorecer um amigo, o pouco conhecido cantor Richard Swing, teve que enfrentar uma votação pelo seu impeachment na última sexta-feira. Ele se safou, mas enfrenta problemas semelhantes ao presidente anterior, Pedro Pablo Kuczynski, envolvido em outro escândalo de corrupção.

O fato é que a política de confinamento imposta pelo governo não foi efetiva e o Peru não conseguiu evitar a transmissão comunitária do SARS-CoV-2, sendo que o sistema de saúde do país entrou em colapso e não foi capaz de atender os casos mais graves da covid-19 na proporção requerida.

Analisando a situação dos cinco países do topo do ranking internacional, o gráfico abaixo, do jornal Financial Times, apresenta a média móvel de 7 dias do número acumulado de casos. Observa-se, que os EUA chegaram a 7 milhões de pessoas infectadas, a Índia ultrapassou 5,5 milhões de casos, o Brasil ultrapassou 4,5 milhões de casos, a Rússia ultrapassou 1 milhão de casos e o Peru está se aproximando de 800 mil casos. Como a curva epidemiológica da Índia é a mais inclinada, o país do sul da Ásia deve assumir o primeiro lugar até o fim de 2020.

casos confirmados de Covid-19 nos EUA, Peru, Índia, Brasil e Rússia

Considerando o fator demográfico, o Peru está em primeiro lugar entre os cinco países do topo do ranking. Neste fim de semana, o Peru apresentou coeficiente de incidência de 23 mil casos por milhão, o Brasil 21 mil casos por milhão, os EUA 20 mil casos por milhão, a Rússia 7,6 mil casos por milhão e a Índia 3,9 mil casos por milhão de habitantes.

casos confirmados de Covid-19 nos EUA, Peru, Índia, Brasil e Rússia

O gráfico abaixo mostra que os EUA já ultrapassaram 200 mil vidas perdidas para o novo coronavírus. O Brasil se aproxima de 140 mil mortes. A Índia está chegando a 90 mil mortes. O Peru já ultrapassou a Rússia e já ultrapassou 30 mil mortes, enquanto a Rússia ainda está abaixo de 20 mil mortes. Acurva epidemiológica da mortalidade na Índia é também mais inclinada, indicando que o país do sul da Ásia deve superar o Brasil no primeiro trimestre de 2021.

casos de morte de Covid-19 nos EUA, Peru, Índia, Brasil e Rússia

Considerando o fator demográfico, o Peru também está em primeiro lugar no coeficiente de mortalidade entre os cinco países do topo do ranking. Neste fim de semana, o Peru apresentou coeficiente de mortalidade de 963 óbitos por milhão de habitantes, o Brasil 645 óbitos por milhão, os EUA 599 óbitos por milhão, a Rússia 135 óbitos por milhão e a Índia 65 óbitos por milhão de habitantes.

mortes confirmadas de Covid-19 nos EUA, Peru, Índia, Brasil e Rússia

Covid-19 – Portanto, quando se considera o tamanho da população, o Peru é o país mais impactado pela pandemia, seguido do Brasil e dos EUA.

As Américas são o continente mais atingido pela propagação do novo coronavírus. Por incrível que pareça o Peru conseguiu ter um desempenho pior do que o Brasil e pior do que os demais países da América do Sul e também da América Latina. A notícia boa vem do Uruguai que é o país que melhor soube resistir à covid-19.

José Eustáquio Diniz Alves
Colunista do EcoDebate.
Doutor em demografia, link do CV Lattes: http://lattes.cnpq.br/2003298427606382

Referências:

ALVES, JED. A pandemia de Coronavírus e o pandemônio na economia internacional, Ecodebate, 09/03/2020

https://www.ecodebate.com.br/2020/03/09/a-pandemia-de-coronavirus-covid-19-e-o-pandemonio-na-economia-internacional-artigo-de-jose-eustaquio-diniz-alves/

ALVES, JED. A América Latina responde por mais de 40% das mortes da covid-19 há mais de 2 meses, Ecodebate, 24/08/2020 https://www.ecodebate.com.br/2020/08/24/a-america-latina-responde-por-mais-de-40-das-mortes-da-covid-19-ha-mais-de-2-meses/

ALVES, JED. A Argentina ultrapassa o Chile e ocupa o 10º lugar no ranking global dos casos da covid-19, Ecodebate, 31/08/2020 https://www.ecodebate.com.br/2020/08/31/a-argentina-ultrapassa-o-chile-e-ocupa-o-10-lugar-no-ranking-global-dos-casos-da-covid-19/

ALVES, JED. A Índia é o novo epicentro da pandemia global, Ecodebate, 14/09/2020

https://www.ecodebate.com.br/2020/09/14/covid-19-a-india-e-o-novo-epicentro-da-pandemia-global/

Financial Times. Coronavirus tracked: the latest figures as countries start to reopen. The FT analyses the scale of outbreaks and the number of deaths around the world

https://www.ft.com/content/a26fbf7e-48f8-11ea-aeb3-955839e06441

in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 21/09/2020

 

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate com link e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394,

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Top