Significados de meio ambiente, artigo de Roberto Naime

 

artigo

 

Significados de meio ambiente, artigo de Roberto Naime

[EcoDebate]

A conceituação mais simples é que meio ambiente é tudo que nos cerca, seres animados e inanimados. Não deixa de estar certo. Só que estão muito simplificadas e muito simplórias as respostas.

A literatura técnica e a própria legislação brasileira através de suas leis e resoluções de órgãos como o Conselho Nacional de Meio Ambiente (CONAMA) tem definições mais amplas para esta concepção.

Meio ambiente é o conjunto de relações entre os meios físico, biológico e antrópico. Podemos dizer que meio ambiente é como a confiança ou o casamento. A confiança é uma relação de integridade entre 2 pessoas. E o casamento também. É intangível, não dá pra gente tocar e pegar. Existem por exemplo anéis de casamento, que são apenas objetos com a função de representação simbólica de relações.

O meio ambiente é assim. É intangível. Não dá pra gente tocar e pegar. Tocar numa pedra, na água ou no solo é tocar num elemento ambiental do meio físico. Tocar uma planta, um animal, é tocar num elemento do meio biológico. Tocar numa plantação, num produto industrializado ou num depósito de resíduos sólidos (lixo) é tocar num elemento do meio antrópico ou socioeconômico.

Os principais constituintes do meio físico são as rochas, solos, águas superficiais e subterrâneas, geomorfologia e climas. No meio biológico, os constituintes são a flora e a fauna. E no meio antrópico ou socioeconômico são todas as atividades do homem, nos setores primário, secundário, terciário e até quaternário, conforme os autores mais modernos.

Mas afinal o que são as relações? Quando alguém preserva um bioma, protegendo, evitando incêndios, impedindo caça e pesca que sejam predatórios está construindo um tipo de relação com o bioma. Quando alguém vai lá e incendeia um pedaço de cerrado está estabelecendo uma outra relação entre o homem e o bioma.

Biomas que são constituídos por elementos físicos e biológicos além do antrópico, que interagem entre si dentro de uma relação sistêmica hierarquizada por vários fatores.

Portanto meio ambiente não são apenas as flores e as borboletas que muito nos sensibilizam e das quais muito gostamos. Mas meio ambiente, são as relações. E meio ambiente é um conceito antropocêntrico. São as consequências de todas as relações entre os meios, que são produzidas pelo homem e que podem impactar a própria espécie humana. A tendência é que efemérides naturais tenham origens geológicas.

Não há sentido no conceito de meio ambiente que não inclua o homem como o centro das motivações, afinal, para que serviria um mundo preservado e em equilíbrio sem a presença do homem? Neste caso nem mesmo a expressão meio ambiente teria sido inventada.

Dentro de uma visão estritamente ecológica, meio ambiente é a paisagem de todos os elementos físicos e biológicos que propiciam a vida de determinado organismo. A própria definição de ecologia tem como objeto mais evidenciado, estudar as relações, conforme já se ressaltou, entre organismos e o contexto envolvente, chamado de ambiente.

Outra apropriação na linha biológica ou também ecológica expressa meio ambiente como um conjunto de unidades ecológicas que operam como sistemas naturais, compreendendo efemérides e fenômenos físicos e entes biológicos associados, da flora e fauna.

Para a Organização das Nações Unidas (ONU) e suas agências associadas, o meio ambiente é o conjunto de componentes físicos, químicos, biológicos e sociais, capazes de interagir em determinados prazos, com os seres vivos ou as atividades humanas. Se constata, a influência antropocêntrica na concepção.

No Brasil, desde o ano de criação da lei que estabeleceu a PNMA, que é a Política Nacional do Meio Ambiente, em 1.981, se define meio ambiente como sendo o conjunto de condições, leis, influências e interações de ordem física, química e biológica, que permite, abriga e rege a vida em todas as suas formas.

Como se vê, existem pequenas variações conceituais, mas uma grande convergência entre as variadas concepções, mas a intangibilidade da conceituação para saltar de todas as definições quando se explicita expressões como interação ou até mesmo reger. Ou seja, é cada vez maior a influência de aspectos sociológicos ou até antropológicos em diretrizes ambientais.

Ao contrário do conceito de impacto ambiental, que é claramente antropocêntrico, pois determina que as alterações sejam antrópicas e se reflitam basicamente no homem ou nos seus ambientes contextuais, as definições ambientais são mais abrangentes e adequadamente muito influenciadas por parâmetros biológicos e ecossistêmicos.

Sustentabilidade é sempre precedida por fatores ambientais, cujo adequado tratamento dentro de visão holística, integradora e sistêmica, é condição essencial para que se estabeleçam ações de harmonização e compatibilização das ações antrópicas, tornando ecossistemas harmônicos, equilibrados e em plena homeostase.

Esta é a condição essencial para existência de qualidade ambiental, que propicie qualidade de vida e pleno e satisfatório exercício de vida para todas as populações planetárias.

 

Dr. Roberto Naime, Colunista do Portal EcoDebate, é Doutor em Geologia Ambiental. Integrante do corpo Docente do Mestrado e Doutorado em Qualidade Ambiental da Universidade Feevale.

Sugestão de leitura: Civilização Instantânea ou Felicidade Efervescente numa Gôndola ou na Tela de um Tablet [EBook Kindle], por Roberto Naime, na Amazon.

 

in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 25/10/2018

[cite]

 

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394,

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Top