Degelo do permafrost aumenta as emissões de gases estufa dos rios da Sibéria

 

Degelo do permafrost aumenta as emissões de gases estufa dos rios da Sibéria

Solos de permafrost armazenam grandes quantidades de carbono congelado e desempenham um papel importante na regulação do clima da Terra.

Em um estudo publicado na Nature Geoscience, pesquisadores da Umeå University, Suécia, em colaboração com uma equipe internacional, agora mostram que as emissões de gases do efeito estufa do rio estão aumentando em áreas onde o permafrost siberiano está ativamente descongelando.

Umeå University*

 

Área do Permafrost e paisagem de rio na Sibéria ocidental

 

À medida que o permafrost se degrada, o carbono previamente congelado pode acabar em córregos e rios, onde será processado e emitido como gases de efeito estufa da superfície da água diretamente para a atmosfera. A quantificação dessas emissões de gases de efeito estufa no rio é particularmente importante na Sibéria Ocidental – uma área que armazena vastas quantidades de carbono do permafrost e abriga a maior bacia hidrográfica do Ártico, o rio Ob ‘.

Agora, pesquisadores da Umeå University (e colaboradores da SLU, Rússia, França e Reino Unido) demonstraram que o pico de emissões de gases do efeito estufa nas áreas onde o permafrost siberiano ocidental tem degradado ativamente e diminuem em áreas onde o clima é mais frio e o permafrost não começou a descongelar ainda. A equipe de pesquisa também descobriu que as emissões de gases de efeito estufa dos rios excedem a quantidade de carbono que os rios transportam para o Oceano Ártico.

“Esta foi uma descoberta inesperada, pois significa que os rios da Sibéria Ocidental processam e liberam ativamente grande parte do carbono que recebem do permafrost degradado e que a magnitude dessas emissões pode aumentar à medida que o clima continua aquecido”, afirma Svetlana Serikova, aluna de doutorado na região. Departamento de Ecologia e Ciências Ambientais, Universidade Umeå e um dos pesquisadores da equipe.

A quantificação das emissões de gases de efeito estufa das áreas afetadas pelo permafrost em geral e na Sibéria Ocidental em particular é importante, pois melhora nossa compreensão do papel que tais áreas desempenham no ciclo global de carbono e aumenta nossa capacidade de prever os impactos de mudanças climáticas.

“As mudanças em grande escala que ocorrem no Ártico, devido ao aquecimento, exercem uma forte influência sobre o sistema climático e têm conseqüências de longo alcance para o resto do mundo. É por isso que é importante nos concentrarmos em compreender como o aquecimento climático afeta o Ártico agora, antes que essas mudanças dramáticas ocorram”, diz Svetlana Serikova.

Referência:

S. Serikova, O.S. Pokrovsky, P. Ala-Aho, V. Kazantsev, S.N. Kirpotin, S.G. Kopysov, I.V. Krickov, H. Laudon, R.M.Manasypov, L.S. Shirokova, C. Soulsby, D. Tetzlaff and J. Karlsson, High riverine CO2 emissions at the permafrost boundary of Western Siberia, Nature Geoscience, DOI 10.1038/s41561-018-0218-1.

* Tradução e edição de Henrique Cortez, EcoDebate

in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 05/09/2018

[cite]

 

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394,

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Um comentário em “Degelo do permafrost aumenta as emissões de gases estufa dos rios da Sibéria

  1. Diante das ações empreendidas pelo regime de busca e acumulação de lucros incessantes, as condições climáticas e ambientais vão, “naturalmente”, se arruinando.

Comentários encerrados.

Top