Entenda porque diabéticos sofrem de má circulação sanguínea

 

saúde

Entenda porque diabéticos sofrem de má circulação sanguínea

Quem já se deu ao trabalho de tirar uns minutinhos e pensar: será que o meu sangue, neste momento, circula direitinho? Difícil encontrar alguém que, assim, do nada, tenha essa dúvida, até porque o normal é achar que só há algo errado quando existe dor ou incômodo, não é verdade? Saiba que a circulação sanguínea é um processo complexo e de fundamental importância.

Todas as partes do corpo precisam de sangue e oxigênio para funcionarem bem. Não é possível perceber, mas o trajeto do sangue é feito repetidas vezes. Qualquer dificuldade neste percurso pode resultar em problemas, inclusive graves. É o que pode ocorrer com diabéticos. Uma das dificuldades enfrentadas pelos pacientes é a má circulação. Entenda os motivos e cuidados necessários para evitar complicações, algumas até irreversíveis.

Boa circulação

O funcionamento do sistema circulatório tem como protagonistas as veias e artérias. Elas são as responsáveis por levar o sangue do coração para o resto do corpo e cumprir o trajeto inverso, sem um minuto de descanso.

Nesse vai e vem, o organismo recebe oxigênio e nutrientes. Isso sem falar que o sangue retira as toxinas e transporta, também, os hormônios. “Imagine uma máquina. Quando todas as peças estão em plena atividade, o equilíbrio está garantido. É assim com o nosso corpo”, afirma o diretor técnico da Angiomedi (Centro Integrado de Angiologia), no Distrito Federal, e cirurgião vascular, Dr. Antonio Carlos de Souza.

Circulação em diabéticos

Em diabéticos, esse processo de ida e vinda do sangue pode apresentar falhas devido à doença. O problema está no alto nível de açúcar. Acredita? O diabetes mal controlado pode levar a complicações na circulação e nos nervos.

A lesão dos nervos pode provocar dores nas extremidades e até mesmo dormência. Por outro lado, o descontrole do diabetes, ao longo do tempo, pode levar ao entupimento nas artérias.

Complicações

O comprometimento da circulação sanguínea resulta em algumas complicações. Seguem as mais frequentes:

  • dores na panturrilha ao caminhar;
  • dores intensas, mesmo quando o paciente não está em movimento;
  • morte dos tecidos, quando há ausência de sangue nas extremidades dos membros – as úlceras e gangrenas;
  • riscos de amputação dos membros;
  • infecções graves nos pés;
  • pé diabético.

Cuidados

Haveria como evitar tudo isso? Algumas atitudes simples no dia a dia são aliadas nessa luta. Entre elas:

  • usar calçados confortáveis;
  • examinar os pés pelo menos duas vezes por semana;
  • olhar dentro do sapato antes de calçar (pode ter algo dentro que machuque);
  • não negligenciar pequenas lesões nos pés;
  • evitar ferimentos nos pés;
  • não retirar calos ou unhas;
  • evitar andar descalço;
  • redobrar a atenção e cuidados durante os períodos de baixa temperatura, como proteger as pernas e os pés do frio;
  • fazer exercícios nos dedos;
  • manter boa alimentação (priorizar as frutas, verduras e proteínas);
  • usar corretamente a medicação prescrita pelo médico;
  • controlar o nível de glicose.

Estatísticas

A Organização das Nações Unidas (ONU) publicou, em abril de 2016, relatório no qual constam os seguintes dados:

  • 16 milhões de brasileiros, aproximadamente, têm a doença;
  • mulheres são mais vítimas do que homens;
  • 72.200 brasileiros, acima de 30 anos, morrem por conta do diabetes;
  • 422 milhões de adultos, no mundo, sofriam de diabetes em 2014. O número é quatro vezes maior do que em 1980.

 

Nota da redação: Sobre o tema “Diabetes” recomendamos que leiam, também:

Entenda Melhor O Diabetes Mellitus Tipo 2

Mitos E Verdades Sobre O Diabetes

Diabetes: Você Conhece Bem Essa Doença?

Diabetes É Fator De Risco Para Insuficiência Renal

Diabetes E As Amputações Dos Membros Inferiores, Como Prevenir?

Rotina Saudável Contribui Para Afastar O Risco E A Controlar Melhor O Diabetes

Estudo Confirma Relação Entre Diabetes E Prejuízo Da Memória Em Idosos

Diabetes Afeta Rotina Familiar De 80% Dos Pacientes; Estudo Mostra Desafios Para Enfrentar A Doença Com Qualidade De Vida

Dia Mundial Do Diabetes: A Importância Do Tratamento Para Melhor Convívio Com A Doença

 

in EcoDebate, 06/09/2016

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à Ecodebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Um comentário em “Entenda porque diabéticos sofrem de má circulação sanguínea

  1. Fiquei transtornado quando me conscientizei dos problemas que enfrentam os diabéticos. Certa vez, visitando um leprosário, vi uma senhora sem uma perna. Quis saber se a lepra causava amputação. Não era a lepra. Era o diabetes.

Comentários encerrados.

Top