nº 2.539, 2016 [02/06/2016]

    Desenvolvimento sustentável, Parte II, Final, artigo de Roberto Naime Resenha poética de Primavera Silenciosa, por Elissandro dos Santos Santana Lei que permite cultivo de espécies exóticas nos rios do Amazonas ameaça espécies nativas da região Ministério do Meio Ambiente (MMA) quer revogação de lei que permite peixes não-nativos no estado do Amazonas Poluição de Manaus inibe a fotossíntese da floresta e reduz a formação de chuvas Justiça Federal suspende queima da palha de cana-de-açúcar na

Desenvolvimento sustentável, Parte II, Final, artigo de Roberto Naime

artigo

    [EcoDebate] GUEDES (2015) traz um comentário que endossa a visão de uma completa reformulação do “modus operandi” atual em busca da sustentabilidade: “Desenvolvimento é uma palavra que, no conceito acima, está inscrita na ideia da produção e lucro, dos meios de produção, do contínuo progresso. Sendo assim inscrita, ela compactua e mantém o alicerce da estrutura hegemônica do pensamento capitalista, colocando um teor "sustentável" para poder dar conta da pressão global junto a degradação

Resenha poética de Primavera Silenciosa, por Elissandro dos Santos Santana

  CARSON, Rachel. Primavera Silenciosa. 2. ed. São Paulo: Edições Melhoramentos, 1969.     [EcoDebate] Em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, 5 de junho, ao que tudo indica, data recomendada pela Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente, realizada em 1972, em Estocolmo, na Suécia, refletir acerca da obra “Primavera Silenciosa” é uma oportunidade para repensar as questões ambientais do mundo atual a partir do cotejo com os problemas ambientais da época

Lei que permite cultivo de espécies exóticas nos rios do Amazonas ameaça espécies nativas da região

notícia

    Uma lei sancionada nesta semana pelo governador do Amazonas, José Melo, causou revolta no meio de ambiental, principalmente por parte de representantes de órgãos e entidades ambientalistas. A nova legislação disciplina a atividade de aquicultura e permite que peixes não nativos sejam criados nos rios que cortam o estado. Pelo texto, fica liberado o cultivo de espécies exóticas na região, havendo apenas a necessidade de uma autorização do órgão estadual competente. A

Ministério do Meio Ambiente (MMA) quer revogação de lei que permite peixes não-nativos no estado do Amazonas

  Leia íntegra da nota divulgada pelo ministro José Sarney Filho Às vésperas do dia 5 de junho, Dia Mundial do Meio Ambiente, foi sancionada uma Lei Ordinária no estado do Amazonas que traz a iminência de mais um episódio de retrocesso na área ambiental do país. A Lei Ordinária 79/2016 disciplina a atividade de aquicultura no estado do Amazonas e dá outras providências, dentre as quais: a liberação do cultivo de espécies

Poluição de Manaus inibe a fotossíntese da floresta e reduz a formação de chuvas

  Por Peter Moon | Agência FAPESP   Está comprovado: a poluição urbana produzida pela cidade de Manaus tem influência direta – e potencialmente prejudicial – sobre a biogeoquímica da floresta amazônica. Por onde passa, a pluma de poluição que emana da capital amazonense interfere nos mecanismos de produção de partículas de aerossóis, com consequências nos mecanismos de formação de nuvens, sua evolução e a produção de chuva. A interação da pluma urbana

Justiça Federal suspende queima da palha de cana-de-açúcar na região de São José do Rio Preto/SP

    Prática que facilita colheita gera inúmeros impactos ambientais e na saúde de trabalhadores e moradores das áreas próximas A Justiça Federal determinou a suspensão liminar de todas as licenças e autorizações concedidas sem estudos prévios pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) para a queima da palha da cana-de-açúcar em São José do Rio Preto/SP e nos municípios vizinhos. A decisão foi concedida a partir de uma ação civil

Anvisa nega pedido de indústria e mantém prazo para mudar rótulos de alergênicos

    A indústria de alimentos tem até o dia 3 de julho para destacar nos rótulos dos produtos a presença de substâncias alergênicas, como crustáceos, amendoim e leite. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) negou ontem (1º) o pedido dos empresários de adiar em um ano a data final para adequação. A resolução de 26 de julho do ano passado determina que os fabricantes de alimentos e bebidas evidenciem nos rótulos

BA: Cinco trabalhadores rurais são resgatados de trabalho análogo ao escravo

  Dono da fazenda foi preso em flagrante e trabalhadores irão receber indenizações Foto: Divulgação SRTE/MT Curral onde os trabalhadores estavam alojados   Uma força-tarefa iniciada em nesta segunda-feira (30) libertou cinco homens que eram mantidos em condições análogas à escravidão na zona rural do município de Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia. O dono da fazenda foi preso em flagrante e conduzido à Superintendência da Polícia Federal do município. Os empregados dormiam dentro de

RJ: Palestras da Semana do Meio Ambiente Lagoa Viva 2016, dia 08/03

  A Semana do Meio Ambiente 2016, dos debates temáticos, participarão autoridades, empresários e especialistas nos diferentes enfoques: o acadêmico, o governamental, o empresarial e o da sociedade civil organizada (ONGs e lideranças comunitárias), consolidando-se como um evento de ampla participação. OBJETIVOS: Estaremos unidos produzindo a 16ª edição marcando a SEMANA Mundial do Meio Ambiente para dar prosseguimento a nossa agenda anual de eventos permanente, celebrando mais uma vez esta relevante data, oportunidade

Top