FAO alerta para estiagem e queda da produção de alimentos na América Central provocadas por El Niño

 

Fenômeno climático aquece as águas do Pacífico e agrava a aridez da região. Mais de 150 mil famílias estão sendo afetadas por quedas nas safras. Em El Salvador, perdas somam 28 milhões de dólares.

 

Seca ameaça segurança alimentar na Guatemala, em El Salvador, em Honduras e no Nicarágua. PMA/Phil Behan

 

A Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) alertou, na segunda-feira (14), para a situação preocupante da América Central, cujos países enfrentam perdas nas safras de cereais devido aos efeitos do El Niño. El Salvador, Honduras, Guatemala e Nicarágua devem apresentar queda de até 60% na produção de milho e até 80% na de feijão, segundo projeções da FAO. Mais de 150 mil famílias serão afetadas pelas baixas nas colheitas.

As nações mencionadas fazem parte do “corredor seco” da América Central, região caracterizada por estiagens recorrentes. Em 2015, a situação da área foi agravada por conta do El Niño, fenômeno climático que provoca aquecimento da superfície das águas do Oceano Pacífico, gerando massas de ar muito secas. A aridez reduz as áreas de plantio e tem impactos diretos nas safras. Em El Salvador, por exemplo, as perdas estimadas somam cerca de 28 milhões de dólares.

A FAO tem estabelecido parcerias com os governos locais a fim de combater os efeitos do El Niño, oferecendo treinamento para a população rural e desenvolvendo estratégias e sistemas de monitoramento da produção. As autoridades de El Salvador, Honduras, Guatemala e Nicarágua já começaram a distribuir, entre os agricultores, pacotes de ajuda que incluem sementes, fertilizantes e bombas de irrigação.

De modo a evitar a elevação dos preços de alimentos de primeira necessidade, países da região aumentaram suas importações, comprando alimentos de outras nações da América Latina. Apesar dos esforços, o valor de cereais, como o milho, já está bem acima do registrado no ano passado. Este é o segundo ano seguido em que os territórios do “corredor seco” enfrentam as consequências do El Niño.

Informe da ONU Brasil, in EcoDebate, 17/09/2015


[ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Alexa

Top