Nota Pública em repúdio ao acirramento das agressões contra jornalistas no Rio

 

nota pública

 

É inaceitável e injustificável a violência dirigida contra jornalistas, em qualquer caso. O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro repudia as agressões físicas e verbais sofridas por jornalistas nos últimos dias durante o exercício da profissão. A violência têm partido não só de policiais militares e outros agentes públicos, como também creditadas a traficantes de drogas e de indivíduos que participam de manifestações públicas.

Jornalistas precisam ser preservados em seu papel fundamental de informar a população de modo a garantir a defesa dos direitos humanos, a democracia e a liberdade de expressão. Jornalistas são agentes defensores do interesse público, não podem ser tratados como inimigos da sociedade. O nosso Sindicato faz um apelo à população para que se una aos jornalistas na luta pela defesa do direito à informação como um direito humano e por condições de trabalho que garantam o cumprimento o nosso dever ético profissional.

Desde meados do ano passado, o Sindicato tem tomado diversas iniciativas para cobrar das autoridades e dos patrões que cumpram a sua responsabilidade de agir na investigação dos casos e na prevenção da violência contra a nossa categoria. A realidade mostra, no entanto, que tais iniciativas ainda não foram atendidas de modo satisfatório.

O relatório de casos de violência contra jornalistas e comunicadores populares, elaborado pelo Sindicato em 2013 e entregue às autoridades públicas e às organizações de direitos humanos nacionais e internacionais, tem exigido, infelizmente, permanente atualização.

O jornalista não controla o processo de produção da notícia e não deve, portanto, ser responsabilizado pela linha editorial imposta pelas empresas. Repudiamos toda e qualquer forma de violência contra a nossa categoria, que, por sinal, é aliada da sociedade nas lutas pela construção de um marco regulatório que garanta a democratização da comunicação no nosso país. Nas ruas, todos, jornalistas e a população, somos trabalhadores e precisamos estar unidos na conquista de direitos e no enfrentamento das políticas de opressão e censura à nossa livre expressão.

Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro

EcoDebate, 30/04/2014


[ O conteúdo do EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, ao EcoDebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta clicar no LINK e preencher o formulário de inscrição. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Alexa

Top